Tamanho do texto

Com gols de jogadores que saíram do banco de reservas, time paulista bateu o Criciúma no Canindé

Apostas do técnico Jorginho durante o segundo tempo, Ananias e Boquita marcaram os gols da vitória por 2 a 0 da líder  Portuguesa  sobre o Criciúma , na noite desta terça-feira, no Canindé. Com o resultado, a equipe paulista chegou aos 33 pontos em 15 jogos na Série B. A Ponte Preta, que ocupa a segunda colocação, tem sete pontos a menos e jogará fora de casa nesta rodada, contra o Americana, no sábado.

A Portuguesa ampliou sua sequência invicta para seis jogos, com cinco vitórias e uma igualdade. Já o Criciúma, que vinha embalado por dois triunfos consecutivos, perdeu a chance de se consolidar no G-4 e fica provisoriamente na quinta posição, com 23 pontos.

Os dois times voltam a campo no sábado, às 16h20 (de Brasília). Enquanto a Portuguesa joga na Ilha do Retiro contra o Sport , o Criciúma encara a Ponte Preta no Moisés Lucarelli.

O jogo
O equilíbrio marcou a primeira metade do duelo entre o ataque da Portuguesa, o mais positivo da Segundona (agora com 35 gols), e a defesa do Criciúma, que começou a rodada como a melhor do torneio (agora são 12 gols sofridos, o quarto melhor índice). Nos primeiros minutos, o ritmo foi acelerado, com pequena vantagem para a Portuguesa, que criou boas chances.

As melhores chegadas dos mandantes aconteceram em jogadas de Luis Ricardo, atacante que vem atuando improvisado como ala pela direita. Aos 12 minutos, ele exigiu boa intervenção de Andrey após chute cruzado. No lance seguinte, cruzou para Ivo chegar batendo por cima.

Aos poucos, o Criciúma conseguiu diminuir o ímpeto do rival e ainda assustou em chutes de longa distância. Aos 17 minutos, Pedro Carmona rolou para Schewnck bater colocado e assustar o goleiro Weverton. Com 36, um chute forte de Baraka também assustou.

No intervalo, Jorginho mudou o meio-campo da Portuguesa com a entrada de Ananias na vaga de Ivo. A boa fase da equipe foi comprovada depois de apenas seis minutos. Luis Ricardo avançou novamente e cruzou na medida justamente para Ananias marcar de cabeça: 1 a 0.

Guto Ferreira tentou mandar o Criciúma à frente com a entrada do meia-atacante Aloisio na vaga do volante Henik. O time não teve muito tempo para assimilar a mudança, já que Pirão fez falta dura em Guilherme e acabou expulso.

O Criciúma mexeu no ataque, com Éder na vaga de Schwenck. Jorginho mudou a zaga, com Mateus no lugar de Renato, aos 24, e fez nova alteração decisiva dez minutos mais tarde, colocando Boquita na vaga de Henrique. Um minuto após entrar, o ex-corintiano apareceu livre na área e, de cabeça, aproveitou cruzamento de Edno, vindo da esquerda, para fechar a conta.

FICHA TÉCNICA
PORTUGUESA 2 x 0 CRICIÚMA

Local: estádio Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 2 de agosto de 2011, terça-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison e José Chaves Franco Filho (ambos do RS)
Cartões Amarelos: Mateus e Guilherme (Portuguesa); Fabinho Capixaba e Pirão (Criciúma)
Cartão Vermelho: Pirão (Criciúma)

Gol:
PORTUGUESA: Ananias, aos seis, e Boquita, aos 35 minutos do segundo tempo.

PORTUGUESA: Weverton; Luís Ricardo, Mateus (Renato), Rogério e Raí; Ferdinando, Guilherme, Henrique (Boquita) e Marco Antônio; Ivo (Ananias) e Edno
Técnico: Jorginho

CRICIÚMA: Andrey; Fabinho Capixaba, Anderson Conceição, Toninho e Pirão; Henik (Aloisio), Baraka, Dorival e Pedro Carmona (Jackson); Adeílson e Schwenck (Éder)
Técnico: Guto Ferreira

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.