Tamanho do texto

Emprestado pelo Boca, meia virou peça fundamental no time após chegada de Celso Roth

Escudero tem contrato com o Grêmio até 31 de dezembro de 2011
Wesley Santos/Pressdigital
Escudero tem contrato com o Grêmio até 31 de dezembro de 2011
A passagem de Escudero pelo Grêmio deve ser dividida em duas partes: antes e depois da chegada de Celso Roth. Com o treinador, o meia finalmente conseguiu mostrar as qualidades que fizeram o clube gaúcho contratá-lo do Boca Juniors. Ao ponto de ter a sua permanência reivindicada pela torcida. O problema é que a negociação não será fácil.

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

É o próprio jogador quem admite:

“Será uma negociação difícil. Estamos esperando. Quero que tudo acabe da melhor maneira, ficar no Grêmio".

Confira a classificação e os próximos jogos do Brasileirão

Emprestado até 31 de dezembro, o argentino tem os direitos econômicos divididos entre Boca e Villareal, da Espanha. Os argentinos fixaram os seus 50% em 6 milhões de euros. O Grêmio alega que o valor é de US$ 5 milhões. Ambos são considerados caros e a alternativa será a prorrogação do empréstimo. Caso contrário, o camisa 24 não deve ficar.

Nos 27 partidas em que disputou, marcou quatro gols. A formação com três armadores, ao lado de Marquinhos e Douglas, fez o Grêmio evoluir: saiu do risco de rebaixamento e ainda sonha com a Libertadores no Brasileirão.

Entre para a Torcida Virtual e convide seus amigos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.