Tamanho do texto

Experiente atacante marcou dois gols de cabeça e comandou a vitória dos mineiros na estreia do Brasileirão

O Atlético-MG começou o Campeonato Brasileiro com o pé direito. O time alvinegro bateu o Atlético-PR por 3 a 0, na Arena do Jacaré e manteve um tabu: não perde na estreia do torneio há nove edições. O grande nome da partida foi o atacante Magno Alves , que marcou duas vezes usando a cabeça. O volante Toró marcou o outro gol da noite.

nullCom um time repleto de garotos formados na categoria de base, o Atlético-MG mostrou que se recuperou bem da derrota na final do Mineiro e teve muita disposição para buscar os três pontos diante de um bom público em Sete Lagoas. O time mineiro resolveu a parada logo na primeira etapa, abrindo 2 a 0 no placar.

Veja a classificação atualizada do Brasileirão

A expectativa da torcida do Atlético-MG estava na estreia do atacante Guilherme , contratação mais cara da temporada. Mas o jogador acabou ofuscado por seu companheiro de ataque. Magno Alves, que havia sido muito criticado depois da final do Mineiro, deu a volta por cima e marcou duas vezes. "O importante era a vitória, não eu marcar gol. O Magno Alves pôde nos ajudar e conseguimos sair com a vitória", declarou Guilherme.

Outros estreantes no time mineiro foram Marquinhos Cambalhota e Gilberto, que entraram no segundo tempo e não tiveram muito tempo para mostrar serviço.

O jogo
Logo no começo do jogo, Giovanni Augusto fez grande lançamento e achou Toró penetrando em velocidade. O volante bateu cruzado, com categoria, para abrir o placar na Arena do Jacaré. Foi o primeiro gol do Campeonato Brasileiro de 2011.

Magno Alves dava trabalho pelas pontas. Em duas jogadas, o atacante chutou forte e obrigou o goleiro Renan Rocha a trabalhar. E na terceira chance, ele não perdoou. Subiu mais alto que a zaga paranaense e cabeceou com estilo para ampliar a vantagem atleticana. Toró ainda perdeu uma chance incrível no primeiro tempo.

Atrás no placar, Adilson Batista promoveu a entrada de Adaílton, para atuar ao lado de Guerrón no ataque na segunda etapa. A substituição deixou o time paranaense mais ofensivo, mas sem levar muito perigo ao gol de Renan Ribeiro.

Mas a noite era mesmo de Magno Alves. Primeiro, o jogador não quis ser fominha e tentou servir Marquinhos Cambalhota. A defesa acabou cortando para escanteio. Na cobrança, um cruzamento achou Magno Alves, que acabou levando a melhor novamente sobre os zagueiros adversários e marcou novamente usando a cabeça, para delírio da torcida alvinegra que marcou presença em uma noite fria em Sete Lagoas.

O veterano Magno Alves comemora após fazer o segundo do Atlético-MG
Futura
O veterano Magno Alves comemora após fazer o segundo do Atlético-MG

FICHA TÉCNICA- ATLÉTICO-MG 3X0 ATLÉTICO-PR
Local: Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)
Data : 21 de maio de 2011
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (Fifa-RJ)
Assistentes: Lilian Bruno (RJ) e Rodrigo Correa (RJ)
Renda: R$ 69.442,50
Público: 13.597 pagantes
Cartões amarelos: Toró (ATL-MG), Deivid (ATL-PR)

GOLS:
Atlético-MG: Toró, aos 5 minutos do primeiro tempo ; Magno Alves, aos 25 minutos do primeiro tempo e aos 29 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Patric, Réver, Werley e Leandro (Gilberto); Richarlyson, Fillipe Souto, Toró (Bernard) e Giovanni Augusto ; Magno Alves e Guilherme (Marquinhos Cambalhota)
Técnico: Dorival Júnior

ATLÉTICO-PR: Renan Rocha; Rômulo (Wendel), Manoel, Rafael Santos e Paulinho; Deivid, Marcelo Oliveira, Paulo Roberto, Cleber Santana (Adaílton) e Paulo Baier (Mádson); Guerrón
Técnico: Adilson Batista

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.