Tamanho do texto

Thiago Neves abre o placar, mas time de Abel cede e permite a reação. Resultado assegura classificação cruzmaltina na semifinal

Ao contrário de Botafogo e Flamengo , semana passada, Vasco e Fluminense fizeram um jogo empolgante no Engenhão. As duas equipes protagonizaram o segundo clássico da Taça Guanabara – primeiro turno do Campeonato Carioca - e se o placar do último domingo não saiu do zero, na noite deste domingo, as redes balançaram, com direito a virada e dois gols de Alecsandro na vitória de 2 a 1 da equipe cruzmaltina - Thiago Neves abriu a contagem para o time tricolor.

Com o resultado, o Vasco, com 15 pontos e 100% de aproveitamento, além de liderar o Grupo B, já está classificado para a semifinal da competição. Na quarta-feira, o time volta a campo, contra o Volta Redonda. Já o Fluminense, com sete, vive situação delicada, na quinta colocação. O próximo jogo será diante do Americano, em Campos.

O jogo
O Vasco surpreendeu na escalação. Sem Juninho Pernambucano, poupado, o técnico Cristóvão Borges desistiu da formação com três zagueiros. O treinador escalou o argentino Leandro Chaparro no meio de campo. O meia foi autor de um dos primeiros lances de perigo na partida, ao chutar da intermediária uma bola que exigiu bela defesa de Cavaliere.

O time de São Januário parecia mais interessado na partida. Tanto que a segunda bola em gol saiu dos pés do atacante Alecsandro, que recebeu um passe de Diego Souza e finalizou de perna esquerda. Mas o goleiro tricolor estava novamente bem posicionado.

No Fluminense, Abel também mostrou que queria assustar Cristóvão. Thiago Neves, que era dúvida, começou jogando. E foi dele o gol que acendeu a torcida tricolor no Engenhão. Após triangulação com Fred e Deco, em uma falha de Nilton, Thiago invadiu a área e chutou forte, de perna esquerda, sem chances para Fernando Prass: 1 a 0.

Além de Chaparro, Cristóvão lançou Bernardo. O meia foi o pivô das vaias da torcida na derrota de quarta-feira pela Libertadores, contra o Nacional-URU. Desta vez, no entanto, o treinador lançou talismã de início.

Confira a classificação do Campeonato Carioca

Mas era o Fluminense o time que melhor trabalhava a bola no chão. O quarteto Deco, Fred, Thiago Neves e Rafael Sóbis tocavam bem a bola, envolvendo os zagueiros vascaínos. Quando o Vasco respondia com os contra-ataques, a bola nem sempre chegava assustando Cavalire. Por pouco, Thiago Neves não ampliou. O atacante ficou pedindo pênalti, alegando que fora puxado na área, mas o árbitro mandou seguir.

Em outra boa jogada tricolor, Fred avançou pela direita, como um ponta, e cruzou na área. Thiago Neves não alcançou, mas Deco, livre, ajeitou e chutou de direita. Fernando Prass, bem colocado, fez uma difícil defesa.

Leia também:  Em jogo tenso, Flu começa bem, para e sofre para bater o Arsenal

Na volta para o segundo tempo, o Vasco substituiu Chaparro por William Barbio. O jogo ganhou em movimentação. E o Vasco estava mais disposto. O time insistia nas bolas pelas laterais. E numa delas, Fágner cruzou rasteiro na área. Alecsandro se atirou e de perna direita desviou de Cavaliere para deixar tudo empatado: 1 a 1.

Não fosse o “milagre” de Cavaliere, Alecsandro teria feito o segundo. O atacante, dentro da pequena área, escorou passe de Diego Souza. O goleiro tricolor surpreendentemente salvou de tapinha. A torcida já gritava gol.

E mais:  Vasco joga mal e estreia na Libertadores com derrota em casa

Mas era noite de Alecsandro. Aos 33, Bernardo cobrou escanteio da direita, o camisa 9 subiu e testou para o fundo da rede: 2 a 1, assegurando a vitória de virada. Foi o sexto gol de Alecsandro em seis gols na temporada. Fred ainda foi expulso nos minutos finais. 

FICHA TÉCNICA
VASCO 2 X 1 FLUMINENSE

Local : Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data : 12 de fevereiro de 2012 (Domingo)
Horário : 19h30(de Brasília)
Árbitro : Antônio Schneider (RJ)
Assistentes : Rodrigo Jóia (RJ) e Rodrigo Correa (RJ)
Renda : R$ 250.815,00
Público : 7.622 pagantes
Cartões amarelos : Dedé, Nílton e Felipe (Vasco); Diguinho, Leandro Euzébio, Carlinhos, Rafael Moura, Fred, Wellington Nem e Bruno (Fluminense)
Cartões vermelhos : Edinho e Fred (Fluminense)

GOLS :
VASCO: Alecsandro, aos 14 e 32min do segundo tempo
FLUMINENSE: Thiago Neves, aos 6min do primeiro tempo

VASCO : Fernando Prass, Fágner, Dedé, Rodolfo e Thiago Feltri; Nilton, Chaparro (Willian Barbio), Bernardo (Fellipe Bastos) e Felipe; Diego Souza (Eduardo Costa) e Alecsandro
Técnico : Cristóvão Borges

FLUMINENSE : Diego Cavalieri, Bruno, Leandro Euzébio, Anderson e Carlinhos; Edinho, Diguinho (Rafael Moura), Deco (Wagner) e Thiago Neves; Rafael Sóbis (Wellington Nem) e Fred
Técnico : Abel Braga

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.