Tamanho do texto

Equipe pediu dois pênaltis no empate de 1 a 1. Carleto marcou para o Flu, e Carlos Alberto igualou

A grande estrela da companhia não brilhou, assim como os coadjuvantes, e até o árbitro complicou o resultado final. Na reestreia do meia Thiago Neves , o Fluminense apenas empatou em 1 a 1 com o Duque de Caxias, neste sábado, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Agora a equipe volta as atenções para a estreia na Copa Libertadores , na próxima terça-feira, contra o Arsenal de Sarandí, no Engenhão.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O time das Laranjeiras saiu na frente do placar com um golaço do lateral Thiago Carleto , que mandou uma bomba no ângulo. O gostinho da vitória, porém, só durou alguns segundos, já que no lance seguinte o meia Carlos Alberto teve espaço e também de fora da área, acertou um chute no canto de Ricardo Berna

Confira a classificação da Taça Guanabara

O meia Thiago Neves até fez um primeiro tempo regular, mas caiu muito na segunda etapa, até ser substituído pelo meia Lanzini . Ainda sobrou reclamação para o árbitro Luís Antônio Silva dos Santos, que não marcou dois pênaltis para o Fluminense.

Leia também: Ex-Flu, Marquinho é recebido por Totti e veste a camisa da Roma

Com o empate, os comandados de Abel Braga sobem para a segunda colocação do grupo B, mas podem ser ultrapassados por Boavista ou Volta Redonda na sequência da rodada. A equipe só volta a campo pelo estadual no próximo dia 15, contra o Americano, no estádio Godofredo Cruz.

O Jogo
Com um esquema ofensivo, utilizando Araújo como atacante aberto pela esquerda, e Wellington Nem pela direita, com Rafael Moura centralizado, o Fluminense começou a partida dominando a posse de bola. A primeira chance veio logo aos cinco minutos do primeiro tempo. Araújo pegou a sobra do escanteio e soltou a bomba de fora da área, fazendo a bola passar muito perto da trave esquerda.

Posicionado mais centralizado, o meia Thiago Neves caia pela esquerda, tentando triangulações com o volante Jean e o lateral-esquerdo Carleto. Porém, o jogador mais perigoso do time das Laranjeiras continuava sendo Araújo. Aos 26 minutos do primeiro tempo, o jogador de 34 anos girou sobre a marcação, invadiu a área pela esquerda e chutou cruzado. A bola raspou a trave do goleiro Fernanado.

O ritmo forte, de velocidade e toques de primeira, durou pouco mais de 30 minutos. Com o forte calor no estádio Raulino de Oliveira, o ritmo do Fluminense diminuiu e o Duque de Caxias começou a ameaçar nas falhas da defesa tricolor. Aos 30, Digão e Márcio Rosário quase trombaram ao tentar afastar uma bola de cabeça. Carlos Alberto ficou com a sobre  e chutou de fora da área, mas a bola saiu prensada, fácil para Ricardo Berna.

O Fluminense passou a errar muito na saída de bola, mas sem profundidade ofensiva, o Duque de Caxias tentava de fora da área, sempre sem direção. Ainda deu tempo para Araújo perder uma boa chance cabeceando para fora, após cruzamento de Souza. Mas foi o último lance do primeiro tempo em que o zero não saiu do placar.

Flu marca e leva o empate no lance seguinte
Sem alterações, Flu e Duque de Caxias voltaram para o segundo tempo, e bastaram apenas 40 segundos para o primeiro lance polêmico. Wellington Nem invadiu a área pela direita e foi puxado pelo calção, mas o Luís Antônio Silva dos Santos nada marcou, para revolta da torcida de do técnico Abel Braga. Desgastado fisicamente e sem ritmo de jogo, o meia Thiago Neves deu lugar ao argentino Lanzini, mas o Fluminense continuou errando muitos passes e vendo o Duque de Caxias crescer no jogo.

Se a criatividade não era o forte do Fluminense, o lateral-esquerdo Thiago Carleto utilizou sua grande arma, o chute forte. O jogador recebeu na intermediária e soltou uma bomba no ângulo esquerdo. A bola ainda bateu no travesão antes de morrer no fundo das redes do goleiro Fernando, abrindo o placar em Volta Redonda.

A torcida do Fluminense ainda comemorava quando no lance seguinte, após dar a saída de bola, o meia Carlos Alberto recebeu e chutou de fora da área, no cantinho direito do goleiro Ricardo Berna, deixando tudo igual na partida. 

No último lance da partida, o atacante Samuel ainda foi derrubado por Jorge Fellipe, que levou o segundo amarelo e foi expulso, mas a falta, que aconteceu dentro da área, foi marcada fora, para irritação da torcida, que pediu o segundo pênalti da partida.

FICHA TÉCNICA - FLUMINENSE 1 X 1 DUQUE DE CAXIAS
Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data: 4 de fevereiro de 2011 (Sábado)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Luís Antônio Silva dos Santos (RJ)
Assistentes: Ricardo da Silva (RJ) e Ralph Carneiro (RJ)
Cartões amarelos:  Valencia (FLU); Jorge Fellipe, Arilson e Paulão (DUQ)
Cartão vermelho: Jorge Fellipe (DUQ)

GOLS
Fluminense -
Thiago Carleto, aos 28 minutos do segundo tempo
Duque de Caxias - Carlos Alberto, aos 29 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE: Ricardo Berna; Souza (Fábio Braga), Márcio Rosário, Digão e Carleto; Valencia, Jean e Thiago Neves (Lanzini); Araújo (Samuel), Rafael Moura e Wellington Nem
Técnico: Abel Braga

DUQUE DE CAXIAS: Fernando; Paulão, Daniel Melo e Jorge Fellipe; Arilson (Ari), Fábio Aguiar, Romário (Neves), Juninho, Carlos Alberto (Jefinho) e Rodrigues; Gilcimar
Técnico: Mário Marques 

Entre para a Torcida Virtual do Flu e comente a partida contra o Duque de Caxias

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.