Tamanho do texto

Émerson, Léo Gago e Anderson Aquino, do time paranaense, fizeram seus gols no segundo tempo do jogo

nullCom um resultado providencial, o Coritiba fez a lição de casa no Campeonato Brasileiro 2011 e passou pelo Figueirense , por 3 a 0, no Estádio Couto Pereira. O Coritibaa conseguiu se afastar de vez das proximidades da Z-R, saltando para a 11ª colocação, com 10 ponto ganhos, enquanto o Figueira, estacionado em 13 pontos, perdeu a chance de se aproximar do G-4.

Depois de muito equilíbrio, com um jogo disputado no meio-campo, o time paranaense conseguiu abrir o placar apenas na segunda etapa. Aos 29 minutos, após cobrança de falta, o zagueiro Émerson apareceu na área para cabecear forte para o fundo das redes. Aos 46 minutos, com uma bomba, Léo Gago fez um golaço. Um minuto depois, Anderson Aquino decretou o resultado final.

Na próxima rodada, o Coritiba enfrenta o Grêmio , domingo, no Estádio Olímpico, em Porto Alegre. Já o Figueirense terá pela frente o Ceará , no mesmo dia, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

O jogo

Gazeta Press
Émerson comemora seu gol de cabeça pelo Coritiba
A partida prometia pegar fogo, apesar da noite gelada na capital paranaense. Logo aos dois minutos, em contra-ataque rápido, Aloísio dominou e mandou uma bomba para grande defesa de Edson Bastos. O time da casa tentava tocar a bola para encontrar espaços, mas tinha uma defesa bem postada pela frente. Aos nove minutos, Léo Gago arriscou o chute de longe, a bola desviou e Wilson segurou firme.

A partida era equilibrada, especialmente no meio-campo. Aos 16 minutos, Marcos Aurélio tentou resolver sozinho, abriu espaço e bateu pra defesa de Wilson. Muita reclamação aos 20 minutos, depois de chute de Éverton Costa que bateu na mais de Roer Carvalho, dentro da área, antes de sair pela linha de fundo.

Os chutes de longe eram a principal arma em um jogo de zagas fechadas. Aos 28 minutos, Leonardo tentou o arremate e o goleiro catarinense espalmou. A arbitragem de Pericles Bassols Pegado Cortez era confusa e irritava os dois lados. Aos 39 minutos, bom lançamento para Éverton Costa, mas a zaga do Figueira se antecipou para afastar. Aos 41 minutos, nova jogada individual de Marcos Aurélio, que abriu espaço e mandou o petardo para defesa de Wilson.

Figueirense conseguiu endurecer o jogo para o Coritiba, pelo menos durante o primeiro tempo
Futura Press
Figueirense conseguiu endurecer o jogo para o Coritiba, pelo menos durante o primeiro tempo

Na segunda etapa, nenhuma mudança, nem nas equipes nem no panorama da partida. Aos dois minutos, Juninho cruzou e o camisa 1 do Coritiba deixou a meta para interceptar. A resposta veio aos sete minutos, em cobrança de falta de Tcheco na cabeça de Jéci, que desviou em cima do arqueiro. O Coritiba errava muitos passes e deixava o torcedor impaciente no Alto da Glória.

Discretamente o Coritiba iniciou uma pressão. Aos 17 minutos, Marcos Aurélio bateu falta e carimbou a barreira. Sem poder perder pontos em casa, o técnico Marcelo Oliveira colocou o Coritiba no ataque, com as entradas de Bill e Anderson Aquino. O Figueira tentou responder com um passe em profundidade para Maicon, aos 25 minutos, mas a bola correu demais.

Correndo contra o tempo, o Coritiba acelerou o passo. Aos 29 minutos, Émerson aproveitou cruzamento em cobrança de falta e testou firme, indefensável, para o fundo das redes. Os catarinenses partiram para cima tentando empatar. Aos 36 minutos, João Paulo cobrou falta na barreira e, no rebote, Maicon chutou em cima de Edson Bastos. O Coritiba perdeu a chance de ampliar aos 41 minutos, com Anderson Aquino que, de cara para o gol, chutou sobre Wilson. Mas Léo Gago, de primeira, aos 46 minutos, e Anderson Aquino, com tranquilidade, um minuto depois, fecharam o placar.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 3 X 0 FIGUEIRENSE

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR).
Data: 07 de julho de 2011, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez.
Assistentes: Dibert Pedrosa Moises e Marcelo Carvalho Van Gasse.
Cartões amarelos: Leonardo, William, Tcheco e Gil (Coritiba); Rhayner, João Paulo (Figueirense)

Gols:
CORITIBA: Émerson, aos 29 minutos e Léo Gago, aos 46 minutos, e Anderson Aquino, aos 47 minutos do segundo tempo

CORITIBA: Edson Bastos; Jonas, Jéci, Émerson e Eltinho; Willian (Bill), Léo Gago, Tcheco (Gil), Éverton Costa; Marcos Aurélio (Anderson Aquino) e Leonardo
Técnico: Marcelo Oliveira

FIGUEIRENSE: Wílson; Bruno Vieira, João Paulo Goiano, Roger Carvalho e Juninho; Ygor (Wellington), Túlio, Maicon e Rhayner (Coutinho); Héber (Reinaldo) e Aloísio
Técnico: Jorginho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.