Tamanho do texto

Situação diz que assinaturas foram falsificadas. Oposição rebate com denúncia de sócios inelegíveis

Chapa do presidente Maurício Assumpção acusa oposição de forjar assinaturas
Divulgação
Chapa do presidente Maurício Assumpção acusa oposição de forjar assinaturas
Faltando um mês para a eleição que decidirá o presidente do Botafogo pelos próximos três anos, a disputa esquentou os bastidores da política em General Severiano. A chapa da situação, encabeçada pelo atual mandatário do clube, Maurício Assumpção, denunciou irregularidades na assinatura de dois sócios da chapa adversária, pedindo a impugnação da mesma. A oposição, por sua vez, acusa o grupo rival de ter conselheiros com menos de três anos como associados do clube, o que não é permitido na eleição, e também pede a impugnação da candidatura da situação.

Veja mais: Botafogo segue na terceira colocação. Veja a tabela atualizada

O assunto virou caso de polícia, com o presidente Maurício Assumpção apresentando na delegacia, documentos com as supostas assinaturas que teriam sido falsificadas. Os dois conselheiros, que teriam suas assinaturas falsificadas, estão fora do país e teriam que ser representados por procuradores. A situação alega que o representante de um dos sócios não assinou nenhum documento. O iG tentou entrar em contato com o presidente Maurício Assumpção, mas não obteve resposta.

Leia também: Apenas duas chapas são inscritas para as eleições do Botafogo

Além de negar que forjou o apoio de dois conselheiros, a oposição também entrou com tentativa de impugnação da candidatura rival. Segundo o candidato da chapa 'Preta e Branca', Carlos Eduardo Pereira, existem duas irregularidades na composição do grupo de situação.

Veja também: Eliminação da seleção brasileira no Pan reforça o Botafogo

"Eles usaram associados que não têm três anos de matrícula. Além disso, na composição da lista, existem sete ou oito nomes que não constam em nenhum cadastro de sócios elegíveis, fornecido pelo clube antes das eleições. Ficamos com a dúvida se eles têm uma lista própria, que não foi a divulgada para a disputa eleitoral, ou de onde tiraram esses nomes", disse Pereira.

Candidato de oposição, Pereira também quer impugnação da chapa rival
Renan Rodrigues
Candidato de oposição, Pereira também quer impugnação da chapa rival
O caso foi levado para a Junta Eleitoral do Botafogo, que decidirá se os dois pedidos de impugnação são válidos e se a eleição será realizada na data prevista, 25 de novembro.

Leia mais: Candidato de oposição do Botafogo quer Engenhão caracterizado

"Os dois grupos terão até sexta-feira, às 18h, para apresentarem suas defesas, alegações e provas. De qualquer maneira, o ideal é que existisse uma conciliação, que as duas partes retirassem o pedido de impugnação. Não é bom para o clube, para o processo democrático. Mas de qualquer maneira, acredito que as eleições vão acontecer sim", disse Jorge Aurélio Rodrigues, presidente da Junta de Julgamento e Recursos e um dos membros da Junta Eleitoral do clube.

Enquanto isso, time patina no Brasileirão
Coincidência ou não, enquanto a briga se desenrola nos bastidores, o time carioca perde pontos importantes e fica mais distante da disputa do título. Nos dois últimos jogos, ambos fora de casa, o Botafogo não somou nenhum ponto. Primeiro, na última quarta-feira, derrota de 2 a 0 para o Santos. No último sábado, tropeço de 3 a 2 contra o Avaí, que deixaram a equipe na terceira colocação, com 52 pontos, cinco atrás do Vasco, que lidera.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Com o sinal amarelo ligado, o time coloca suas fichas no ótimo retrospecto dentro do estádio Engenhão, palco das próximas três partidas. Cruzeiro, Figueirense e Vasco serão testados contra o Botafogo, que tem a melhor campanha como mandante, com 10 vitórias, quatro empates e apenas uma derrota, aproveitamento de 75% dos pontos.

Entre para a Torcida Virtual do Botafogo e comente a briga política no clube

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.