Tamanho do texto

Com um pé atrás após conturbada saída de William, Edu assume cargo de gerente com discurso moderado

Ouvir, respeitar opiniões e sem ter ideias mirabolantes. Este foi o mote da primeira coletiva de imprensa de Edu Gaspar como gerente de futebol do Corinthians . Ressabiado pela conturbada saída de William Machado, também ex-jogador do clube , que ficou apenas 24 dias no cargo entre fevereiro e março, Edu voltou ao clube para não revolucionar as relações internas e, na maioria das vezes, acatar tudo o que for decidido pela diretoria de futebol.

Edu é apresentado por Roberto de Andrade
Bruno Winckler
Edu é apresentado por Roberto de Andrade

"Não estou aqui para fazer mudanças drásticas, ter ideais mirabolantes. Vou ajudar logisticamente. Fazer a ponte entre o Tite e os diretores e ajudar no que eu puder", disse Edu.

Ao lado de Roberto de Andrade e Duílio Monteiro Alves, diretores de futebol do clube, Edu evitou comparar seu início de trabalho com a experiência má sucedida de William, que deixou o clube após divergências com os diretores do departamento de futebol.

"Não teve nenhum problema com o William. Ele só queria implantar algumas formas de trabalho e a gente viu que não ia ser possível. Mas ele continua convivendo conosco e não tivemos nenhum tipo de problema com ele", disse Duílio.

Edu ficou em cima do muro ao falar de William. "Falei com ele. Tenho ótima relação com ele. É meu amigo íntimo, me ligou falando que estava saindo, mas não me deu muitos detalhes, eu também não falei para não ser indelicado. Se ele estava bem, melhor. Agora vai seguir o plano dele de viajar", disse Edu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.