Tamanho do texto

Para treinador do Atlético-MG, cobrar contratações seria transferir responsabilidade pela campanha ruim

Após a derrota do Atlético-MG para o Santos , por 2 a 1, no sábado, o técnico Dorival Júnior chamou a atenção para a dificuldade que vem tendo para repetir a equipe titular na Série A do Campeonato Brasileiro. Além disso, eximiu a diretoria de culpa quanto a contratações.

Siga o iG Atlético-MG no Twitter e receba todas as informações do seu time

"Logicamente que há alguns aspectos que tem nos chateado. Não temos a manutenção de uma equipe titular, em razão de muitas alterações. Isso dificulta a busca por uma regularidade e uma organização", argumentou o comandante alvinegro.

Nas dez rodadas realizadas até agora, Dorival não repetiu nenhuma vez os 11 titulares, seja por problemas de contusão ou suspensão. Diante do Santos, o volante Toró substituiu o suspenso Richarlyson - pelo terceiro cartão amarelo.

Entre para a Torcida Virtual do Atlético-MG e convide seus amigos

Apesar das circunstâncias desfavoráveis, o treinador optou por não cobrar reforços. "Acho que cobrar reforços é transferir responsabilidade. Não vou aqui ficar cobrando reforços da diretoria não, porque isso é muito simples, é transferir responsabilidade do treinador para a diretoria e isso eu não faço", justificou-se.

O próximo compromisso do Atlético-MG no Brasileiro será no próximo domingo, contra o Vasco , no Estádio Ipatingão. O elenco atleticano terá folga no domingo e na segunda-feira. A reapresentação está marcada para às 9h da terça-feira, na Cidade do Galo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.