Tamanho do texto

Chefe da LMA teme que o aumento de administradores estrangeiros force mudanças no sistema de rebaixamento e acesso da Premier League

O crescimento do número de clubes ingleses cujos donos são estrangeiros pode causar mudanças estruturais no futebol da Inglaterra. Richard Bevan, chefe da LMA (Associação dos Diretores da Liga, em inglês) acredita que se o número aumentar, os clubes podem forçar o fim do rebaixamento e acesso na Premier League.

Veja a classificação do Campeonato Inglês

“Existe um número de clubes administrados por estrangeiros falando em acabar com a promoção e acesso no Campeonato Inglês. Principalmente os times geridos por americanos e asiáticos", afirmou Bevan durante uma conferência.

Há dez clubes administrados por estrangeiros na Inglaterra. De acordo com Bevan, para que reformas na Liga possam ser postas em práticas, 14 dos 20 clubes da Liga precisam votar a favor da mudança. "Se nós tivermos quatro ou cinco donos novos, isso pode acontecer", declarou o dirigente.

Atualmente, o sistema de rebaixamento e acesso na Inglaterra pune os três últimos colocados com o descenso, enquanto os três primeiros da segunda divisão inglesa disputam a Premier League no ano seguinte. Bevan diz que a FA (Associação do Futebol, em inglês) deveria criar regras para impedir que este sistema seja mudado.

"Para o investidor estrangeiro é vantajoso que não haja rebaixamento ou acesso. Seus investimentimentos ficariam mais seguros e as ações do clube irão se valorizar", explicou o dirigente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.