Tamanho do texto

Após Luís Álvaro aceitar vender o jogador, foi a vez do vice-presidente não valorizar o camisa 10

A diretoria do Santos parece não estar muito interessada na permanência do meia Paulo Henrique Ganso . Após o presidente Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro declarar que aceita vender o jogador caso receba uma proposta, foi a vez do vice-presidente do clube, Odílio Rodrigues, definir como ‘interessantíssima’ uma troca entre Ganso e o argentino Montillo , do Cruzeiro .

Veja também: Porto entrará na Fifa contra o Santos na terça e não libera Fucile

O dirigente foi questionado sobre o assunto em entrevista à Rádio Jovem Pan, e deixou a entender que a negociação poderia acontecer caso o Cruzeiro não estivesse disposto em manter o atleta em Belo Horizonte.

Leia ainda: Torcida do Cruzeiro pede permanência de Montillo durante treino

“Seria interessantíssimo. Mas o Cruzeiro está tentando manter o Montillo , essa é uma ideia que a gente não trabalhou. Respeitamos a decisão do Cruzeiro que tem sido de manter o jogador”, afirmou Odílio Rodrigues.

Montillo está insatisfeito no Cruzeiro
Vipcomm
Montillo está insatisfeito no Cruzeiro
Ganso espera uma valorização da diretoria santista. O atleta possui um dos menores salários entre os atletas titulares. O camisa 10 recebe R$ 130 mil por mês, e os dirigentes não cogitam um reajuste no ordenado do jogador.

Leia mais: Santos fracassa no retorno de ídolos e não sai do zero em reforços

Além disso, a diretoria santista não quis exercer o direito de compra dos 10% dos direitos econômicos de Ganso , que foram negociados com a DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, que passou a ter 55% contra 45% do Santos.

“Ele tem contrato a ser cumprido, se apresenta dia 19 e vai fazer as atividades normalmente, não tem nenhuma mudança a vista. Ele tem que jogar, cumprir contrato e a evolução dos fatos vai mostrar se precisa de um acerto ou não”, disse o dirigente santista.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.