Tamanho do texto

Diretor de futebol evita falar de rescisão, mas banca decisão de barrar "Imperador"

A decisão de Tite em barrar Adriano dos jogos do Corinthians contra Guarani e Cruz Azul, sábado e quarta-feira, teve total respaldo da diretoria do clube. O chefe do departamento de futebol corintiano, Roberto de Andrade, reiterou nesta sexta-feira o que dissera o treinador. A falta de compromisso do jogador nos treinos desta semana foi notada pela comissão técnica e por isso ele não será convocado para os próximos jogos.

Adriano precisa mostrar mais nos treinos
Gazeta Press
Adriano precisa mostrar mais nos treinos
Leia também: Tite demonstra insatisfação com Adriano e o veta dos próximos jogos

"Ele (Adriano) pode ter ficado chateado, mas essa chateação deve ser convertida em trabalho. Todo mundo tem que se dedicar, comer grama, como se diz no popular. Aqui ninguém joga com nome, tem que jogar com o futebol que mostra. Não é um recado para o Adriano. É um recado para todos os 38 jogadores do elenco. Todos têm nome, mas todos têm de jogar para merecer uma chance", disse Andrade.

E mais: Adriano não pega o Guarani e evita reencontro "explosivo" com Domingos

O diretor evita especular sobre o futuro do atacante no clube. Com contrato até o final de junho, ele já pode negociar um pré-contrato com qualquer clube. "O contrato dele vai até junho. Vai cumprir. A gente esperava uma evolução para ele ser útil ao clube, mas ele simplesmente não correspondeu essa semana", disse o diretor após reunião de cerca de uma hora com Tite e cúpula do futebol. "O que posso falar é que nossa parte a gente faz bem feito e às vezes o atleta não faz a dele. Ele tem que se dedicar e isso compete a todos. Nessa semana ele (Adriano) não fez. Esteve muito abaixo", completou.

Confira ainda: Adriano diz que pesa 100kg e que precisa de um mês para estar 100%

Depois do jogo contra o Santos, domingo, Adriano reiniciou um período de treinos nesta semana para ter condições de pegar o Guarani, sábado, e quem sabe, viajar para o México para pegar o Cruz Azul. O baixo rendimento do jogador decepcionou. A diretoria prefere acreditar que Adriano não fez nada de errado fora do campo. "Não acompanho o Adriano 24 horas por dia, alguma coisa pode ter acontecido, não quero acusar, mas os horários ele cumpriu todos, Prefiro pegar fato técnico. Já aconteceu com outros também", disse o diretor.

Fora dos dois próximos jogos, Adriano terá de treinar mais uma semana fora do grupo principal. A decisão se Adriano entra no time que pega o Comercial, dia 18, em Ribeirão Preto, só será tomada depois da volta do elenco do México, de acordo com o que ele demonstrar nos treinos dos próximos dias. 

"Não posso afirmar que o futuro dele no clube está comprometido. O presente está, já quel ele está vivendo. A gente aguarda postura dentro de campo. Ele tem que jogar. Todos sabem o que aconteceu até agora. Teve lesão, cirurgia. O que a gente está tentando fazer é que ele entre em campo e ajude o clube. Vamos aguarda o contrato até o término para falar de futuro. Depende só dele. Não é o Corinthians que renova com o Adriano. É o Adriano é que renova contrato com o Corinthians", disse o diretor.

Entre para a torcida virtual do Corinthians e o ajude a se manter no topo do ranking