Tamanho do texto

Atacante fala em tom de despedida no São Paulo, e culpa Juvenal por sua possível saída do clube

Dagoberto já fala em tom de despedida no São Paulo . Após o empate contra o Internacional-RS , o atleta foi questionado sobre as declarações do presidente do Corinthians , Andrés Sanches, que aposta em sua transferência para outros clubes brasileiros, e ironizou o dirigente. Entretanto, o atacante também elogiou o dirigente de Parque São Jorge.

“Ele não chegou a falar de Real Madrid e Barcelona? Que pena. Ele é uma boa pessoa, é um cara bacana, vocês que ficam caindo no papo dele”, afirmou Dagoberto.

Veja a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

Se não bastasse, Dagoberto disparou contra o presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio. O atacante são-paulino acredita que sua renovação não aconteceu por causa do mandatário, e ironizou Juvenal, dizendo que está esperando uma ligação do dirigente há mais de um ano.

“Eles estão certos (dirigente do São Paulo), até o dia 19 de abril de 2012 estarei por aqui. Ano passado estava esperando essa conversa (com Juvenal), esperei o ano inteiro e não houve. Esperava faz tempo esse telefone, esperava ser atendido. Não tenha dúvidas que teria renovado caso essa ligação tivesse acontecido. O meu desejo era ser um pouquinho valorizado”, disse.

Dagoberto, inclusive, declarou que o São Paulo não é prioridade na renovação contratual, e fala em tom de despedida. “Tenho filhos, esposa, que dependem de mim. O São Paulo vai continuar grande sem o Dagoberto. A prioridade é a família (não o São Paulo)”, concluiu.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e comente as declarações de Dagoberto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.