Tamanho do texto

Time empata por 1 a 1 com o Mogi Mirim antes dos compromissos mais difíceis no início de ano

Acabou de forma invicta, mas preocupante, a preparação do Corinthians para sua estreia na Libertadores. Pela 6ª rodada do Campeonato Paulista , o time de Tite empatou com Mogi Mirim por 1 a 1 fora de casa, chegou a 14 pontos voltando a empatar depois de perder pontos em casa contra o Bragantino. Agora, com sinal de alerta aceso, o Corinthians tem dois duelos de fogo pela frente para mostrar se está definitivamente pronto para os principais compromissos da temporada.

Veja a classificação completa e os próximos jogos do Campeonato Paulista

O primeiro desafio, no domingo, será o clássico contra o São Paulo . Depois, dia 15, a equipe inicia sua jornada na Libertadores visitando o Deportivo Táchira na Venezuela. Como o compromisso seguinte já é no sábado, dia 18, contra o São Caetano, Tite pensa em dar descanso aos jogadores que viajarem para San Cristóbal, local da partida contra o Táchira.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Em Mogi, o Corinthians foi preguiçoso. Com um gol de Emerson aos 13 minutos de jogo e com um homem a mais desde ali, a equipe se preservou, segurou o jogo, mas deu espaço e cedeu o empate aos 40 minutos do segundo tempo. O time pagou o preço por claramente jogar para o gasto já pensando nos próximos. Já o Mogi Mirim, vai a 10 pontos no Paulistão e se prepara para o confronto da 7ª rodada contra o Bragantino, fora de casa, no sábado.

Veja a galeria de fotos dos jogos do Corinthians e do Palmeiras no Campeonato Paulista

O jogo
Preservando dois titulares (Chicão e Alessandro), Tite manteve a maioria dos titulares no penúltimo duelo antes da estreia na Libertadores. Com meio-campo e ataque formado pelos jogadores que devem iniciar a competição como titulares, o Corinthians iniciou a partida em Mogi Mirim com muita cautela. Esperando o time da casa oferecer espaço, o Corinthians segurou a pressão inicial do Mogi, que empolgado por uma boa campanha, tentou surpreender no início.

Bem postado na defesa, o Corinthians não atacou nos primeiros 10 minutos. Porém, logo no primeiro avanço com perigo, a equipe conseguiu seu primeiro gol. Aos 13 minutos, em jogada confusa na área, Liedson disputou lance com o goleiro Anderson e a bola acabou saindo mascada em direção do gol. Lá estava o lateral-direito Edson Ratinho, ex-São Paulo. Ele tinha condição tranquila para a afastar a bola, mas tropeçou nas próprias pernas, caiu e num reação atrapalhada tirou a bola com a mão. Ele foi expulso, Emerson bateu o pênalti e o Corinthians saiu na frente.

Com o freio de mão puxado, se preservando, o Corinthians passou a jogar ainda mais cauteloso, com esporádicas aparições no ataque. O time pressionava a saída de bola do Mogi Mirim, mas depois do gol, teve apenas uma grande chance de ampliar. Aos 18, Welder cruzou bola precisa na cabeça de Liedson. O atacante poderia encerrar seu jejum de gols, mas Anderson fez bela defesa evitando o segundo gol corintiano.

O primeiro tempo terminou com os dois times praticamente iguais na posse de bola. O Corinthians teve 50,8% contra o 49,2 do Mogi Mirim. O time do interior seis finalizações contra apenas três do Corinthians.

Na volta do intervalo, o Mogi Mirim reiniciou o jogo com a mesma postura em que começou a partida. Mesmo com um jogador a menos, o time da casa chegou com perigo nos primeiros 10 minutos. O Corinthians, com a postura de esperar o rival, só chegou ao gol do Mogi nos contra-ataques.

Primeiro com Emerson, aos 12 minutos, quando o atacante driblou seus marcadores na área e chutou colocado, mas rente à trave. Depois, aos 20, Liedson arrancou e cavou falta quase na linha da grande área. Alex bateu firme, bem direcionado, mas o goleiro Anderson evitou o gol.

Logo que começou o segundo tempo, Tite já começou a trocar suas peças, visando preservar os jogadores mais desgastados. Primeiro sacou Danilo e optou por Jorge Henrique aos nove minutos. Depois, aos 26, tirou Emerson e Liedson e colocou Edenílson e Elton.

Com preguiça, mesmo com sangue novo em campo, o Corinthians acabou pagando o preço pelo seu desinteresse. Hernane, artilheiro do Paulistão, teve oportunidade de ampliar sua marca e não falhou. Aos 41 minutos, ele marcou seu sétimo gol no torneio após rebote de Julio Cesar.

FICHA TÉCNICA – MOGI MIRIM 1 x 1 CORINTHIANS
Local:
Estádio Romildo Ferreira, em Mogi Mirim (SP)
Data: 8 de fevereiro de 2012, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Marcio Henrique de Gois (SP)
Auxiliares: Risser Jarussi Corrêa (SP) e Ricardo Busette (SP)

Cartões Amarelos: Jeferson Maranhão; Lucas Fonseca, Hernane (MOG); Liedson (COR)

Cartão vermelho: Edson Ratinho (MOG)

Renda: R$ 278.070,00

Público: 7.313 pagantes

Gols: Emerson, de pênalti, aos 13 minutos do 1º tempo. Hernane, aos 41 minutos do 2º tempo

MOGI MIRIM: Anderson; Edson Ratinho, Tiago Alves, Lucas Fonseca e João Paulo; Val, Baraka, Renê Junior e Felipe; Jeferson Maranhão (Fernandinho) e Hernane. Técnico: Guto Ferreira.

CORINTHIANS: Julio Cesar; Welder, Wallace, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo (Jorge Henrique) e Alex; Emerson (Edenílson) e Liedson (Elton). Técnico: Tite.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.