Tamanho do texto

Time quebra tabu no Serra Dourada e vence a quinta partida seguida no Brasileirão

A caminhada corintiana no Campeonato Brasileiro segue inabalável. Em Goiânia, o Corinthians espantou a zebra e venceu o Atlético-GO por 1 a 0, gol de Willian, e chegou a 22 pontos em 24 disputados. Diferente de 2010, quando o time goiano aprontou duas vezes para o time paulista, desta vez, não houve surpresa. Além de afastar o trauma chamado Atlético-GO, o Corinthians quebrou um tabu de seis anos nesta tarde.

Siga a página do iG Corinthians no Twitter

As arquibancadas estavam tomadas por corintianos. Maioria absoluta dos mais de 19 mil presentes no estádio, Tite rebateu um repórter ao ser perguntado se o Corinthians se sentia em casa. “Nossa casa é o Pacaembu”, disse o técnico. Mas o Serra Dourada teve uma tarde de Pacaembu pela primeira vez em seis anos. O Corinthians não vencia times goianos no Serra Dourada desde 2005. Eram oito jogos com cinco derrotas e três derrotas. Outro tabu quebrado, graças a um segundo tempo em que o time esteve bem posicionado.

null

Veja a classificação completa do Brasileirão. Corinthians lidera com um jogo a menos

O Corinthians não terá Danilo , suspenso, para o jogo de quinta-feira, contra o Internacional no Pacaembu. O meia recebeu o terceiro cartão amarelo. Com a provável volta de Jorge Henrique, Alex deverá atuar centralizado, diferente do jogo contra o Atlético-GO. O time goiano tem cinco dias de trabalho antes do próximo compromisso, dia 16, sábado, contra o Avaí em Florianópolis. O Atlético tem 8 pontos e pode terminar a rodada na zona de rebaixamento.

Danilo recebeu amarelo e desfalca o Corinthians contra o Internacional, quinta-feira
AE
Danilo recebeu amarelo e desfalca o Corinthians contra o Internacional, quinta-feira

O jogo
O primeiro ataque de perigo do Corinthians teve a cara do time que ainda lidera o Brasileirão. Aos cinco minutos, pressionando a saída de bola do Atlético, Willian antecipou passe de Gilson e escorou para Liedson, o atacante brigou pela bola, que sobrou para Paulinho. O volante lançou Alex na direita, que invadiu a área e chutou forte para defesa de Márcio. No rebote, Paulinho tinha o gol escancarado, mas chutou forte, sem direção.

O lance, porém foi o único de grande perigo do Corinthians no primeiro tempo, Alex, que estreava como titular, não conseguiu engrenar e mostrou certo desentrosamento com os demais companheiros. O time, contudo, ainda foi melhor nos primeiros minutos.

Impondo-se, com posse de bola, como pediu Tite antes do jogo, o Corinthians reduzia o espaço do Atlético-GO que até os 30 minutos só ameaçou o goleiro Júlio César nos chutes de longa distância. O Corinthians continuava trabalhando a bola no ataque, e chegou novamente em lance de Willian, aos 16, que acertou a rede de Márcio pelo lado de fora.

Sem conseguir converter em gols seu melhor momento, o Corinthians acabou dando mais espaço ao Atlético. E por pouco não foi para o vestiário perdendo. Para frear o time da casa, os corintianos passaram a abusar das faltas próximas à área. Após a cobrança de uma delas, aos 32, Gilson subiu livre para cabecear, mas sem direção.

Cansado, o Corinthians deu ainda mais espaço ao time da casa. Aos 38, após cruzamento de Juninho, Anselmo cabeceou firme e Júlio César defendeu em cima da linha. Aos 42, Vitor Junior encontrou Juninho dentro da área, mas o atacante chutou sem direção. A pressão goiana era enorme e o Corinthians estava perdido na metade final do primeiro tempo. O apito final no primeiro tempo causou alívio para os corintianos, que foram para o vestiário lamentando os muitos erros de passes.

Os dois times voltaram para o segundo tempo sem modificações. O Corinthians, sabendo que no Serra Dourada não se pode jogar em todos os pontos do campo, ficou mais recuado, esperando mais o Atlético. Recuou sua marcação e assim controlou seu esforço para marcar o time rival. A medida, contudo, chamou mais o Atlético, que teve total controle da posse de bola. O Corinthians, como bom visitante, esperou as chances de contra-atacar. E foi preciso na nova postura.

Numa das escapadas corintianas, aos 13 minutos, Wiilian escapou pela ala direita e cruzou para Liedson. O artilheiro acertou a cabeçada, mas Márcio saltou bem para espalmar. Bem no jogo, Liedson ainda assustou o goleiro do Atlético-GO num chute de fora, aos 18, quando obrigou Márcio a fazer nova boa defesa.

Deixando o Atlético-GO tocar a bola, mas bem posicionado defensivamente, o Corinthians foi inteligente e contou mais uma vez com a precisão do passe de Danilo para sair vencedor. Aos 23 minutos, o meia rolou para Willian na entrada da área. O atacante driblou Márcio e tocou macio para o gol. A vantagem fez o Corinthians retomar o jogo que o faz líder. Cadenciado, equilibrado entre defesa e ataque. Corinthians, líder, invicto e sem traumas.

FICHA TÉCNICA: ATLÉTICO-GO 0 x 1 CORINTHIANS
Estádio:
Serra Dourada, Goiânia (GO)
Data e hora: 10 de julho de 2011, domingo, às 16h
Árbitro: Wilson Pereira Sampaio (DF)
Auxiliares: Fábio Pereira (TO) e João de Souza Neto (DF)
Cartões Amarelos: Thiaguinho (ACG); Danilo, Fábio Santos (COR)
Renda: R$ 528.100,00
Público: 19.150 pagantes 

Gol: Willian, aos 23 minutos do 2º tempo 

ATLÉTICO-GO: Márcio; Rafael Cruz, Gilson, Anderson e Thiago Feltri; Pituca, Bida, Thiaguinho e Vitor Junior (Ernandes); Juninho (Marcão) e Anselmo (Diogo Campos). Técnico: PC Gusmão.

CORINTHIANS: Julio Cesar, Welder (Wallace), Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Willian, Alex (Morais) e Liedson (Edenílson). Técnico: Tite.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.