Tamanho do texto

Gol contra do zagueiro Dezinho aos 43 do segundo tempo definiu o resultado em favor do time comandado por Tite

O Corinthians sofreu para vencer pela primeira vez em 2012. Após empatar com o Flamengo e perder para a Portuguesa em seus amistosos preparatórios para a temporada, o time dirigido por Tite teve muitas dificuldades para fazer 2 a 1 sobre o Mirassol neste sábado, no Pacaembu. Xuxa abriu o placar para os visitantes (que ficaram sem Alex Silva, expulso), no primeiro tempo, porém Elton e Dezinho (contra) anotaram no segundo.

Veja também: Corinthians goleia Atlético-PR e está na final da Copinha

O técnico Tite terá pouco tempo para corrigir as falhas do Corinthians antes da segunda rodada do Estadual. O próximo jogo será já na quarta-feira, contra o Guaratinguetá, no Dário Rodrigues Leite. No mesmo dia, o Mirassol tentará se reabilitar em casa, no José Maria de Campos Maia, diante da Catanduvense.

O jogo

A torcida do Corinthians comemorou bastante antes de a partida contra o Mirassol começar. O telão do Estádio do Pacaembu transmitiu a reprise de cada gol da equipe sub 18 na vitória sobre o Atlético-PR, pelas semifinais da Copa São Paulo , deixando o público ainda mais animado para o primeiro compromisso dos profissionais no Campeonato Paulista .

Quando a bola rolou em São Paulo, no entanto, o Corinthians se mostrou distante da desenvoltura de sua equipe de base. Tite, que festejava o entrosamento adquirido pelo elenco na conquista do último Campeonato Brasileiro, precisou se levantar constantemente do banco de reservas para ajustar o posicionamento dos titulares - apesar da recente cirurgia para tratar uma hérnia inguinal.

O que mais preocupava o comandante era a defesa. Com muito mais tempo de preparação para o Estadual, o Mirassol soube tirar proveito dos erros e da desatenção de Alessandro , Paulo André e Leandro Castán para incomodar Julio Cesar nos primeiros minutos de jogo. Malaquias, por exemplo, ganhou da marcação e obrigou o goleiro a fazer grande defesa em um chute rasteiro, aos 12 minutos.

Para reagir à ousadia do Mirassol, o Corinthians precisou superar a falta de inspiração de Alex , seu único armador. Os atacantes Alex e Emerson recuaram para facilitar a saída de jogo da equipe, que finalmente criou algumas chances de gol no primeiro tempo. Na melhor delas, aos 25, Paulinho repetiu o que fazia em 2011 e apareceu como homem surpresa dentro da área. Bateu cruzado, mas Emerson (impedido, segundo a arbitragem) não chegou a tempo de concluir a jogada.

O Mirassol não se abateu com as investidas do Corinthians. Ao contrário. Aos 28, em um contra-ataque rápido, Esley contou com uma falha de Alessandro para avançar pela esquerda e cruzar para Xuxa, que se abaixou diante de Julio Cesar e cabeceou para a rede. A torcida corintiana respondeu ao gol imediatamente, com cantoria, porém o time de Tite ficou ainda mais confuso com a desvantagem.

Sem conseguir se desvencilhar da forte marcação do Mirassol, que se fechou depois de abrir o placar, restou ao Corinthians trocar passes infrutíferos na intermediária de seu ataque. A movimentação deixou a equipe mandante ainda mais cansada - todos os corintianos que concederam entrevista no intervalo reclamaram do desgaste físico acentuado em início de temporada.

Tite, então, renovou o fôlego do Corinthians com a entrada de Jorge Henrique no lugar de Willian , que estava bastante irritado com a arbitragem. O atacante que havia levantado a torcida com um chute no ar (paródia da jogada do chileno Valdivia) no último jogo do Campeonato Brasileiro passado, contra o Palmeiras, foi a campo motivado. Deu um chapéu em seu marcador assim que tocou na bola pela primeira vez e contagiou seus companheiros.

Em alguns minutos, o Corinthians esboçou ter outra postura no segundo tempo: Liedson caiu na área e reclamou de pênalti, Alex cobrou uma falta com categoria e parou no goleiro Fernando Leal, e Emerson passou a correr um pouco mais. Quem destoava dos demais era Alessandro, que errava passes e perdia constantemente a bola na defesa. Acabou insultado por torcedores mais impacientes e substituído pelo meia Danilo . Jorge Henrique foi deslocado para a lateral direita.

A pressão do Corinthians aumentou porque Alex Silva, por indisciplina, recebeu cartão vermelho aos 23 minutos. O técnico Ivan Baitello recompôs o seu sistema defensivo com Acleisson na vaga de Malaquias, enquanto Tite apostou no recém-contratado Elton no lugar de Paulo André. Melhor para o comandante corintiano: o ex-vascaíno, em sua estreia em um jogo oficial, provou ter estrela ao chutar forte depois de bola dividida por Liedson e acertou o gol.

O Corinthians não desistiu de buscar a vitória. Aos 43 minutos, Alex arrancou pela esquerda e cruzou. Dezinho anotou contra. Virada e festa garantida para os 16.117 torcedores que pagaram ingresso para ir ao Pacaembu neste final de semana.

FICHA TÉCNICA - CORINTHIANS 0 X 1 MIRASSOL
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 21 de janeiro de 2012, sábado
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Márcio Henrique de Gois (SP)
Assistentes: Risser Jarussi Corrêa e Ricardo Busette (ambos de SP)
Assistentes adicionais: Leandro Camargo Costa e Norberto Luciano Santos da Silveira (ambos de SP)
Público: 16.117 pagantes (total de 17.576)
Renda: R$ 469.563,00
Cartões amarelos: Willian (Corinthians); Alex Silva e Malaquias (Mirassol)
Cartão vermelho: Alex Silva (Mirassol)
Gols
CORINTHIANS: Elton, aos 30, e Dezinho (contra), aos 43 minutos do segundo tempo
MIRASSOL: Xuxa, aos 28 minutos do primeiro tempo

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro (Danilo), Paulo André (Elton), Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Alex; Willian (Jorge Henrique), Liedson e Emerson
Técnico: Tite

MIRASSOL: Fernando Leal; Eric, Matheus Ferraz, Dezinho e Márcio Careca; Alex Silva, Sérgio Manoel, Esley (Willian Simões), Gilsinho (Luciano Sorriso) e Xuxa; Malaquias (Acleisson)
Técnico: Ivan Baitello

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.