Tamanho do texto

Clube paulista voltou a procurar Cruzeiro e foi ignorado pelos dirigentes mineiros

Um ponto final à possível transferência do meia Montillo do Cruzeiro para o Corinthians foi dado nesta quarta-feira pelo clube paulista. Depois de o argentino ter procurado a diretoria do clube mineiro pedindo para que o salário oferecido pelo Corinthians fosse equiparado pelo Cruzeiro e ter ouvido que seu clube atual teria dificuldade para igualar a proposta, os dirigentes paulistas voltaram a procurar os colegas de Belo Horizonte para refazer a proposta pela compra de Montillo por cerca de R$ 20 milhões. E segundo o presidente Roberto de Andrade, o Corinthians "deu com a cara na porta".

Montillo não está nos planos do Corinthians
AE
Montillo não está nos planos do Corinthians

"Tentamos falar com eles hoje duas ou três vezes e não fomos atendidos. Acho falta de respeito. O Cruzeiro tem o direito de não vender, mas o Corinthians merece uma resposta. Estou falando que a proposta está retirada. Não existe amanhã. Vou fazer o que eles fizeram: não atenderei o telefone de nenhum dirigente do Cruzeiro", disse o presidente em exercício corintiano, nos vestiários do Pacaembu, onde o Corinthians faz amistoso com a Portuguesa nesta quarta.

Na terça-feira, Montillo e dirigentes do Cruzeiro se reuniram e o clube de Belo Horizonte prometeu que faria um esforço para dar a Montillo a valorização salarial que esperava ganhar numa transferência com o Corinthians. Ele receberia mais que o dobro do que ganha hoje na Toca da Raposa.

"A partir de agora, aviso oficialmente que a proposta não tem mais validade. O Montillo não será jogador do Corinthians. Se o presidente do Cruzeiro estava aguardando eu dizer isso, a proposta não tem validade. Se eu receber uma ligação amanhã, não vai ter validade", disse Andrade,

A "novela Montillo" começou no final de 2011 com proposta corintiana de 8 milhões de euros (cerca de R$ 20 milhões). O ex-presidente cruzeirense, Zezé Perrela, chegou a considerar a oferta, mas seu sucessor, Gilvan de Pinho Tavares, bateu o pé e exigiu 15 milhões de euros (cerca de R$ 36 milhões) para negociá-lo. Tavares aumentou a oferta no início do ano para 17 milhões de euros no dia 4 de janeiro, quando o Corinthians enviou seu diretor de futebol, Duílio Monteiro Alves. Na oportunidade, o Corinthians divulgou nota se retirando da negociação.

Mesmo assim, a vontade de Montillo em se transferir ou receber um aumento salarial manteve vivo o sonho do Corinthians em contar com o jogador. Isso até esta quarta-feira, quando, enfim, a novela teve um final feliz para o Cruzeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.