Tamanho do texto

Sport Club Corinthians Santa Fé formará jogadores que poderão ser utilizados pelo time paulista

Corinthians apresentou nesta segunda-feira uma parceria com um clube argentino da cidade de Santa Fé para ter prioridade na utilização dos jogadores formados na entidade. Batizado como Sport Club Corinthians Santa Fé, o clube que nasceu como Santa Fé Fútbol Club, tem seis anos de fundação e se aponta como um "clube profissional de base". A parceria com o Corinthians tem duração de três anos, até o final de 2014, com possibilidade de ser renovado.

Leia também: Corinthians dá tratamento VIP aos garotos finalistas da Copa São Paulo

"Apesar de ser amador, temos uma estrutura profissional com oito campos de treinamento, ginásio,  consultório médico, restaurante, centro de psicologia. Formamos jogadores, mas antes de tudo formamos homens", disse Esteban Kreig, presidente do clube argentino, que apresentou o projeto ao lado de Fábio Araújo, manager do clube e Cláudia Neil, secretária de turismo de Santa Fé. A cidade está localizada a 500 km de Buenos Aires.

E mais: Tite rebaixa Adriano e diz que ele só volta quando entrar em forma

O clube de Santa Fé tem 250 jogadores federados na associação argentina com atletas entre 9 e 21 anos de idade. Segundo Kreig, o jogador formado no clube que mais se destaca no futebol argentino é Julián Cardozo, de 18 anos, meia atacante do Arsenal de Sarandí, time da primeira divisão do país.

null

Segundo o presidente do clube argentino, as metas do clube desde sua fundação, em 2005, já foram superadas de longe. "Nossa meta era ter um jogador num time de primeira divisão da Argentina depois de 10 anos de fundação. Em seis já conseguimos isso com Julián", disse. Walter Gomez, também de 18 anos, é outro jogador formado no clube argentino que também está no Arsenal argentino.

Escudo do Corinthians argentino trocou bandeira paulista pela do país vizinho
Bruno Winckler
Escudo do Corinthians argentino trocou bandeira paulista pela do país vizinho
O clube de Santa Fé já mandou dois jogadores de 20 anos (o volante Daniel Cabrera e o meia Ariel Alvarez) para São Paulo e eles estão sendo observados no Flamengo de Guarulhos, time que também parceria com o Corinthians. "Agora são os gerentes do Corinthians que decidem. Tomara que fiquem aqui", disse Kreig.

Caso os jogadores enviados para o Brasil se destaquem se sejam vendidos para outro clube, o clube argentino fica com uma porcentual da negociação. É como funciona a parceria do clube paulista com o Corinthians Paranaense.

O marketing corintiano compara este novo projeto ao lançado há quatro anos no Paraná, que revelou Jucilei para o clube paulista. "A capacidade de gerar craques na Argentina é reconhecida. Vamos dar o suporte profissional para detectar jovens talentos e ajudar a levá-los até a porta do profissionalismo. O mercado do Brasili está mais aquecido que o mercado argentino. A região de Santa Fé se destaca pelos talentos e nós vamos ter acesso a esses jogadores de forma prioritária", disse Rosenberg. "Foi como o Jucilei no Corinthians Paranaense. Quem sabe não aparece um novo Messi no Santa Fé", brincou Rosenberg.

Entre para a torcida virtual do Corinthians e o ajude a se manter no topo do ranking

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.