Tamanho do texto

O gol do lateral francês contra a Argentina foi escolhido em votação realizada no site da FIFA

O chute de Pavard que resultou no gol mais bonito da Copa do Mundo da Rússia
Getty Images
O chute de Pavard que resultou no gol mais bonito da Copa do Mundo da Rússia

O gol mais bonito da Copa do Mundo da Rússia foi do lateral Benjamin Pavard , da seleção francesa, na partida entre França e Argentina, pelas oitavas de final do torneio. 

Leia também: Rejeição a Neymar mais que dobrou durante a Copa do Mundo, aponta estudo

A escolha foi feita por meio de votação no site da FIFA e os mais de 3 milhões de fãs que participaram escolheram o gol de Pavard, um belo chute de trivela, como o gol mais bonito da Copa .

Em segundo lugar ficou o gol de falta do colombiano Quintero contra o Japão, na fase de grupos. O terceiro gol mais votado foi o do croata Modric, também na fase de grupos, contra a Argentina.

Leia também: Narrador Luis Roberto é acusado de copiar bordão de radialista

Em entrevista ao site da FIFA, Pavard falou um pouco sobre o gol que empatou a partida em 2 a 2 e mais tarde terminaria com a vitória dos franceses.

“A bola veio balançando pra mim. Eu sequer pensei nisso. Eu tentei acertar ela na direção em que ela veio, é o que os atacantes sempre me falam. Eu nem pensei muito, e quando ela entrou fiquei muito feliz”, contou Pavard.

Assista ao gol mais bonito da Copa

O francês se tornou o primeiro jogador europeu a ganhar o prêmio de gol mais bonito de uma Copa do Mundo desde que a premiação foi criada, em 2006.

Já foram premiados com o gol mais bonito da Copa o colombiano James Rodriguez em 2014, o uruguaio Diego Forlan em 2010 e o argentino Maxi Rodriguez em 2006.

Leia também: Mbappé revela que jogou semifinal e final da Copa do Mundo com lesão vertebral

A Copa do Mundo da Rússia teve um total de 169 gols em 64 partidas. E o gol mais bonito da Copa , entre todos estes, foi o de Benjamin Pavard, que além do prêmio individual levou também a taça de campeão mundial de volta para a França após 20 anos.

    Leia tudo sobre: Futebol