Tamanho do texto

Camisa 10 da seleção se tornou motivo de 'chacota' após quedas teatrais; campanhas contra racismo surtem efeito, e assediadores são confrontados

Neymar acabou virando alvo de chacota após quedas na Copa do Mundo e viu prêmio de Melhor do Mundo mais distante
Divulgação/Fifa.com
Neymar acabou virando alvo de chacota após quedas na Copa do Mundo e viu prêmio de Melhor do Mundo mais distante

O grande campeão da Copa do Mundo será conhecido somente no domingo (15), na final a ser disputada entre as seleções de França e Croácia. Mas o Mundial da Rússia já revelou alguns de seus grandes vencedores e perdedores até aqui.

Novidade desta edição da Copa do Mundo , o árbitro assistente de vídeo (VAR) foi introduzido na competição sob desconfiança de muitos devido às paralisações que a tecnologia impõe ao jogo, mas o experimento acabou bem avaliado (veja mais abaixo). No pólo negativo do balanço do Mundial, Neymar se viu mais distante do prêmio de melhor do mundo e ainda se tornou alvo de chacota devido às suas quedas no gramado. Confira abaixo quem sobe e quem desce.

Leia também: Relembre as melhores comemorações da Copa e conheça as histórias por trás delas

Os vencedores

Árbitro assistente de vídeo (VAR) foi uma das estrelas da Copa do Mundo da Rússia
FIFA/ Divulgação
Árbitro assistente de vídeo (VAR) foi uma das estrelas da Copa do Mundo da Rússia

Mbappé – Antes tido por muitos como apenas uma promessa que poderia ou não vingar, o atacante francês de 19 anos de idade encantou com jogadas de extrema velocidade e habilidade neste Mundial. Hoje, muitos chegam a vê-lo à frente de seu companheiro de PSG, o brasileiro Neymar, como candidato a desbancar a dupla Messi-CR7 no prêmio de melhor jogador do mundo.

VAR – Ao fim da primeira fase do Mundial, o chefe do Comitê de Arbitragem da Fifa, Pierluigi Collina, divulgou balanço informando que a taxa de acerto da arbitragem alcançou 99,3% com o auxílio do assistente de vídeo, que revisou média de 6,9 lances por jogo na primeira fase. "O VAR não significa perfeição. Ainda haverá interpretações equivocadas ou até mesmo erros. Não é a perfeição que queremos atingir com a implantação do VAR. Mas 99,3% é algo muito próximo disso", disse o italiano. A ideia de que o recurso 'tiraria a emoção' do jogo também não se concretizou. Um exemplo disso foi a comemoração dos jogadores sul-coreanos após o árbitro validar o gol da seleção asiática contra a Alemanha, no último jogo da fase de grupos.

Rússia – Apesar de ficarem devendo na missão de proporcionar o chamado 'clima de Copa', os russos não deixaram falhas no quesito organização e conseguiram 'vender bem' a imagem do país. Os 12 estádios do Mundial impressionaram pela beleza, assim como a Catedral de São Basílio, em Moscou, e a praia desfrutada pelos jogadores brasileiros em Sochi. Os russos ainda tiveram motivos para se orgulharem da seleção nacional, que chegou até as quartas de final, surpreendendo a favoritíssima Espanha na fase das oitavas.

Mbappé marcou duas vezes e foi o grande nome da França contra a Argentina
FIFA/ Divulgação
Mbappé marcou duas vezes e foi o grande nome da França contra a Argentina


Thiago Silva – Capitão da seleção brasileira na Copa de 2014, o zagueiro Thiago Silva ficou marcado negativamente pela torcida brasileira após chorar em campo antes da disputa de pênaltis contra o Chile, nas oitavas de final. Muitos torcedores não o queriam mais na seleção, mas o técnico Tite insistiu no jogador e o colocou entre os titulares na vaga de Marquinhos. Thiago não decepcionou e foi um dos melhores da equipe, que chegou às quartas de final da Copa como a melhor defesa do torneio, tendo sofrido até então apenas um gol.

Combate ao racismo – Uma das preocupações dos organizadores antes do início do Mundial dizia respeito a atos de racismo durante os jogos, devido ao histório negativo dos torcedores da Rússia nesse sentido. Jogadores como os brasileiros Hulk e Roberto Carlos já foram vítimas de manifestçaões racistas em estádios russos. Diante disso, a Fifa mobilizou atletas e federações para tentar repelir a discriminação durante a Copa, e nenhum episódio de intolerância racial foi registrado, conforme balanço divulgado no início desta semana pela Fifa. "Houve muito mais conversas sobre o assunto agora do que havia no passado. Jogadores, técnicos e a Fifa souberam encarar o tema com a dimensão que era necessária", afirmou o ex-jogador camaronês Geremi Njitap.

Leia também: Confira 4 razões para acreditar e 4 para duvidar da França na final da Copa

Leia também: A Croácia pode mesmo ser campeã? Veja 4 razões para acreditar e 4 para duvidar

Os perdedores

Brasileiros que praticaram assédio na Copa do Mundo foram identificados e tiveram que se explicar
Reprodução
Brasileiros que praticaram assédio na Copa do Mundo foram identificados e tiveram que se explicar

Neymar – O camisa 10 da seleção brasileira chegou à Rússia como maior esperança para o hexacampeonato, mas, em vez da taça, Neymar embarcou de volta ao Brasil com outra coisa na bagagem: o rótulo de jogador cai-cai. Suas recorrentes quedas e reações aparentemente exageradas ao sofrer faltas inspiraram brincadeiras entre torcedores de várias nacionalidades. Foi criado até mesmo um ' desafio Neymar ' com o intuito de ridicularizar o jogador.

Assediadores – Ao menos  45 casos de assédio a torcedoras e jornalistas foram registrados durante o Mundial. Praticados especialmente por torcedores visitantes, os atos de assédio foram expostos pela mídia e pelas redes sociais, levando à condenação pública dessa prática criminosa. Em alguns casos, os assediadores foram identificados e reprimidos com sanções não-penais, como o cancelamento de suas entradas a jogos da Copa e até mesmo a demissão em seus empregos. 

Seleção da Espanha foi eliminada pela anfitriã Rússia; equipes que apostam na posse de bola não se deram bem
Reprodução
Seleção da Espanha foi eliminada pela anfitriã Rússia; equipes que apostam na posse de bola não se deram bem

Tiki-taka – Vitorioso com a Espanha em 2010, o método de jogo focado na posse de bola e na troca rápida de passes não deu resultados na Copa 2018. Principais embaixadores desse estilo, os espanhóis foram eliminados já nas oitavas de final, tendo vencido apenas uma de suas quatro partidas – 1 a 0 contra o Irã. A Espanha esteve com a posse de bola durante 69% do tempo durante seus jogos e foi a seleção que mais trocou passes na Copa (3.120). Completam o top 3 de equipes que mais tiveram a posse a Alemanha (67%) e a Argentina (64%) – ambas equipes que também tiveram desempenho pífio no Mundial.

Jorge Sampaoli – O técnico Jorge Sampaoli chegou à Rússia sob críticas da torcida e imprensa argentina. E, durante o Mundial, o treinador justificou a maioria delas. O antes badalado técnico deu fortes demonstrações de que não tinha uma ideia clara de jogo e nem convicção sobre quais jogadores deveria mandar a campo. A seleção da Argentina teve um desempenho muito aquém do esperado e, em alguns momentos, jogadores como Messi e Mascherano aparentaram eles mesmos terem mais domínio sobre o grupo do que o próprio Sampaoli.

Ranking da Fifa – O ranking de seleções desenvolvido pela Fifa para determinar os cabeças de chave da Copa deu provas de que precisa passar por uma remodelagem. A federação da Polônia, que era a sexta colocada à época do sorteio dos grupos, confirmou que manobrou o agendamento de amistosos para não correr o risco de despencar no ranking e acabar caindo em um grupo considerado difícil no Mundial. A estratégia, no entanto, não surtiu efeito, já que os poloneses foram eliminados ainda na primeira fase, na lanterna de seu grupo. A seleção da Rússia, por outro lado, chegou à Copa do Mundo como a pior ranqueada entre todas as 32 seleções do torneio, ocupando a 70ª posição. A equipe dos donos da casa avançou até as quartas de final.

Leia também: Enxotado dos Emirados Árabes, técnico foi de interino a herói com a Croácia

Técnico da Argentina, Jorge Sampaoli justificou críticas de torcedores e jornalistas de seu país
FIFA/ Divulgação
Técnico da Argentina, Jorge Sampaoli justificou críticas de torcedores e jornalistas de seu país


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.