Tamanho do texto

Torcedores com ingressos comprados para a partida em São Petersburgo não perderam a oportunidade de ir à semifinal, apesar da eliminação do Brasil

Brasileiros tomaram parte da Zenit Arena, em São Petersburgo, palco da semifinal entre França e Bélgica
Reprodução/Instagram - @favarojr
Brasileiros tomaram parte da Zenit Arena, em São Petersburgo, palco da semifinal entre França e Bélgica

A Copa do Mundo acabou para o Brasil na semana passada, mas a eliminação da seleção não foi o suficiente para fazer com que os torcedores brasileiros deixassem a Rússia. Muitos daqueles que já estavam com o ingresso comprado para a semifinal em São Petersbugo – onde jogaria a seleção caso ela tivesse eliminado a Bélgica – não perderam deixaram a oportunidade passar.

Durante o jogo entre França e Bélgica, disputado nesta terça-feira (10) e que marcou a classificação francesa para a final da Copa , havia um aglomerado de camisas amarelas em meio aos torcedores belgas e franceses na Arena Zenit. Dali emanava o hit dos brasileiros nesta Copa (aquele do "94 Romáriooo").



Leia também: Seleção brasileira fará pelo menos oito amistosos antes da Copa América 2019

Gringos se assustam com 'invasão' de brasileiros em São Petersburgo

A grande presença brasileira em São Petersburgo surpreendeu torcedores de outras nacionalidades. Cerca de 20 mil brazucas eram esperados no local. Na internet, muitas pessoas comentaram sobre o grande contingente de pessoas falando em português pelas ruas da cidade.

"Eles estão por todas as partes", reclamou um russo de nome impronunciável e intraduzível no Twitter. "É um tanto quanto triste/hilário ver a quantidade de brasileiros em São Petersburgo, porque eles pensavam que estariam assistindo à equipe deles na semifinal", comentou um americano.

Outro americano, o jornalista German Sferra, chegou a gravar um vídeo em que brasileiros entoam aquele mesmo hit do "94 Romáriooo" em frente a um hotel, no meio da madrugada. Veja abaixo.

Leia também: Médicos vetam meninos da Tailândia na final da Copa e Fifa promete novo convite



    Leia tudo sobre: futebol