Tamanho do texto

Depois da derrota da seleção brasileira para a Bélgica, apenas 6 equipes europeias podem chegar na final. Os finalistas farão final inédita

A Copa do Mundo de 2018, na Rússia, terá uma final inédita . Com a eliminação do Brasil para a Bélgica , não há mais possibilidade de uma decisão repetida no maior torneio de seleções do planeta, que tem ainda quatro "não-campeões" na disputa.

Leia também: Brasil sofre gol contra, esbarra no goleiro Courtois e é eliminado pela Bélgica

Inglaterra e  Bélgica se enfrentaram na primeira fase e podem fazer uma final inédita na Copa do Mundo
FIFA/ Divulgação
Inglaterra e Bélgica se enfrentaram na primeira fase e podem fazer uma final inédita na Copa do Mundo

A única possibilidade de final que já ocorreu era Brasil e Suécia, que decidiram a edição de 1958, a primeira vencida pela seleção. Independentemente de quem vença os confrontos daqui em diante, a Copa terá uma final inédita .

Além de França e Bélgica, que farão uma das semifinais, seguem na briga Rússia, Croácia, Suécia e Inglaterra, que definem o outro confronto da próxima fase neste sábado (7). Dessas seis, apenas França (1998) e Inglaterra (1966) já foram campeãs mundiais.

Também é a primeira vez desde 1930 que Brasil, Itália ou Alemanha, donos de 13 títulos, não ficam entre os quatro primeiros colocados. Já a última decisão inédita ocorreu em 2010, entre Holanda e Espanha. 

Leia também: Memes de tristeza: internet lamenta eliminação brasileira na Copa do Mundo

A eliminação do Brasil que provocou final inédita

Brasil x Bélgica
FIFA/ Divulgação
Brasil x Bélgica

O sonho do hexacampeonato mundial foi prorrogado por mais quatro anos. O Brasil não conseguiu reverter desvantagem por dois gols que a seleção da Bélgica contruiu ainda no primeiro tempo do jogo disputado nesta sexta-feira (6) e acabou eliminado da Copa do Mundo nas quartas de final.

A equipe treinada por Tite deixou o gramado da Arena Kazan derrotada por 2 a 1, com gols marcados por Fernandinho (contra) e De Bruyne a favor dos belgas, e por Renato Augusto pelo Brasil . Confira aqui as notas para as atuações dos jogadores brasileiros  no jogo.

A história da eliminação brasileira na Copa do Mundo foi escrita num jogo em que os comandados por Tite demonstraram nervosismo demasiado, erraram mais passes do que o habitual e ainda viram o goleiro da Bélgica, Courtois, fechar o gol. O time também sentiu muito a ausência de Casemiro, que estava suspenso, e não foi substituído à altura por Fernandinho.

Além do arqueiro belga, também se destacaram pelo lado europeu o trio ofensivo formado por De Bruyne, Hazard e Lukaku, que incomodaram a defesa brasileira durante toda a partida.

Leia também: Veja notas e avaliações dos jogadores do Brasil na eliminação para a Bélgica

A Bélgica agora enfrentará na semifinal da Copa do Mundo a  seleção da França, que bateu o Uruguai por 2 a 0 hoje mais cedo. O jogo será disputado às 15h de terça-feira (10), no horário de Brasília, em São Petersburgo. Independente de quem avançar, a Copa terá uma final inédita .

    Leia tudo sobre: Futebol