Tamanho do texto

Brasileiros imitaram Quico? CR7 provocou Messi? Suíços fizeram 'pomba da paz'? Entenda aqui o que foram as comemorações que marcaram o Mundial

Não é só de gols que vive uma Copa do Mundo. Ao longo dos anos, algumas comemorações da Copa ficaram eternizadas na memória tanto ou até mais que alguns lances do próprio jogo – como a dança dos senegaleses após o gol de Bouba Diop contra a França, em 2002, e a demonstração de fúria de Maradona diante da câmera em 1994.

A Rússia já foi palco de 146 gols até a atual fase do Mundial e quem mais comemorou até aqui foi o atacante Harry Kane, autor de seis gols e artilheiro da competição. Se o inglês foi bem na função de marcar gols, outros jogadores se destacaram na hora de celebrar. Relembre as melhores comemorações da Copa até aqui.

Leia também: Cavani treina e surge como esperança para as quartas; saiba quem mais é dúvida

O choro do Quico (que não era o choro do Quico)

Comemoração de jogadores brasileiros foi confundida com gesto do personagem Kiko, de Chaves
Divulgação/Fifa.com
Comemoração de jogadores brasileiros foi confundida com gesto do personagem Kiko, de Chaves

Os jogadores brasileiros se reuniram após o gol que abriu o caminho da vitória do Brasil por 2 a 0 contra o México e fizeram um gesto que muitos torcedores interpretaram como uma provocação aos mexicanos. Internautas imaginaram que Neymar, Willian, Coutinho e Jesus estavam reproduzindo um gesto característico do personagem Quico, do seriado mexicano "Chaves", ao apoiarem a testa no antebraço. Na verdade, tratava-se de uma alusão ao jogo Counter-Strike.

Barbicha de CR7

Cristiano Ronaldo fez gesto que sugeria provocação a Messi ao marcar na Copa do Mundo
Divulgação/Fifa.com
Cristiano Ronaldo fez gesto que sugeria provocação a Messi ao marcar na Copa do Mundo

Cristiano Ronaldo marcou três gols na estreia de Portugal, contra a Espanha, e fez um gesto coçando o queixo que muitos entenderam se tratar de uma provocação a Messi. O argentino é chamado de 'bode' ('Goat', em inglês), que é a sigla para 'greatest of all time', que significa 'o maior de todos os tempos'. Cristiano Ronaldo, no entanto, garantiu que se tratava apenas de uma bricandeira com o colega de equipe Quaresma. CR7 disse que combinou com o companheiro que deixaria a barba crescer caso marcasse gols contra a Espanha.

Leia também: "Neymar é habilidoso, não ator", diz Lukaku; técnico belga quer marcação forte

Desprezo de Mbappé

Mbappé e Griezmann comemoram gol da seleção da França contra o Peru na Copa do Mundo
Divulgação/Fifa.com
Mbappé e Griezmann comemoram gol da seleção da França contra o Peru na Copa do Mundo

A pose que o jovem atacante francês Kylian Mbappé faz ao comemorar seus gols é uma brincadeira com seu irmão mais velho, Ethan Mbappé. Quando pequenos, os irmãos costumavam jogar o game Fifa juntos e o atacante sempre soltava o controle no chão, cruzava os braços e olhava com cara de desprezo para Ethan a cada vez que marcava gols para provocá-lo.

Fortnite de Griezmann

Griezmann marcou de pênalti e abriu o placar para França contra a Argentina
FIFA/ Divulgação
Griezmann marcou de pênalti e abriu o placar para França contra a Argentina

Outro francês que chama atenção por sua comemoração característica é o atacante Antoine Griezmann. A cada gol marcado, o jogador do Atlético de Madrid dança e forma a letra L com uma das mãos, reproduzindo a comemoração 'Take the loss' ('aceite a derrota', em inglês) do jogo Fortnite.

Protesto por Kosovo

Fifa multou Xhaka e Shaqiri por comemoração pró-Kosovo
Reprodução/Ansa
Fifa multou Xhaka e Shaqiri por comemoração pró-Kosovo

Os suíços Xhaka e Shaqiri fizeram um gesto que parecia ser o da 'pomba da paz' ao marcarem gols contra a Sérvia. Mas, na verdade, tratava-se de uma águia em alusão à bandeira da Albânia. Explique-se: Os dois jogadores têm laços com Kosovo, ex-província sérvia que declarou sua independência, mas que ainda não foi reconhecida pela Sérvia e por outras 90 nações (incluindo o Brasil). Os sérvios alegam que Kosovo foi o berço de sua população, embora a maioria das pessoas do país tenha origem albanesa.

Leia também: Maradona pede desculpas após ser repreendido pela Fifa por críticas à arbitragem

Dança colombiana

Jogadores da Colômbia em comemoração do gol de Mina contra Senegal
Reprodução/Fifa TV
Jogadores da Colômbia em comemoração do gol de Mina contra Senegal

Os colombianos bailam ao marcar. Assim foi na Copa do Mundo de 2014, quando Armero comandou os bailarinos da seleção no Brasil, e assim foi na Rússia, onde o zagueiro ex-Palmeiras Yerry Mina se destacou como principal pé-de-valsa. Contra Senegal, no último jogo da fase de grupos, os colombianos fizeram uma corrente bailarina alinhados à linha lateral do gramado.

A comemoração que deu errado

Batshuayi protagonizou uma das melhores comemorações da Copa do Mundo 2018
Reprodução/Fifa TV
Batshuayi protagonizou uma das melhores comemorações da Copa do Mundo 2018

A Bélgica venceu a Inglaterra por 1 a 0 na fase de grupos e, com o resultado, entrou na rota do Brasil na Copa do Mundo. O autor do gol foi Januzaj, mas quem protagonizou uma das comemorações da Copa mais marcantes nesse jogo foi o atacante Batshuayi, que conseguiu uma 'autoagressão' ao chutar a bola com força na trave e vê-la explodindo em seu rosto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.