Tamanho do texto

Espanhóis chegaram à Copa como uma das seleções favoritas, mas troca de técnico e dificuldades contra Irã e Marrocos levantaram dúvidas; na contramão, russos venceram desconfiança e contam com apoio da torcida

Espanha e Rússia se enfrentam em Moscou às 11h deste domingo (1º), nas oitavas de final da Copa do Mundo
Divulgação/Fifa.com
Espanha e Rússia se enfrentam em Moscou às 11h deste domingo (1º), nas oitavas de final da Copa do Mundo

As  oitavas de final da Copa do Mundo começam às 11h deste domingo (1º) para as seleções de Espanha e Rússia. A partida que irá definir quem seguirá para as quartas de final será disputada no Estádio Lujniki, em Moscou, e o vencedor conhecerá seu adversário na fase seguinte do Mundial ainda neste domingo, após o confronto entre Croácia e Dinamarca.

As seleções de Espanha e Rússia  chegaram à Copa com estados de ânimo distintos, mas a fase de grupos tornou o confronto mais equilibrado do que se poderia imaginar um mês atrás. Os espanhóis desembaracaram em solo russo como uma das equipes favoritas ao título e avançaram para as oitavas na liderança do Grupo B. O desempenho, no entanto, foi abaixo do esperado: a equipe conseguiu apenas uma magra vitória por 1 a 0 contra o Irã e dois empates frente a Portugal e ao Marrocos – este segundo alcançado já no apagar das luzes.

A sensível queda da confiança espanhola começou ainda antes do início do Mundial devido à súbita demissão do então técnico Julen Lopetegui, que assinou contrato com o Real Madrid e causou mal-estar com a Federação Espanhola. O substituto, Fernando Hierro, manteve o time-base de Lopetegui, mas não tem sido eficiente até aqui em suas estratégias para mudar o panorama do jogo durante as partidas.

"Será decepcionante se não chegarmos à fase seguinte. Somos 23 atletas esperando para jogar e avançar às quartas de final. Todos vieram para vencer", comentou o meio-campista Thiago Alcântara.

Pelo lado russo, a seleção da casa chegou às oitavas sob forte desconfiança da torcida, mas esse cenário mudou já na estreia, com a goleada por 5 a 0 sobre a Arábia Saudita. Os russos asseguraram a vaga para as oitavas já no jogo seguinte, em nova vitória, desta vez contra o Egito, por 3 a 1. Mas as interrogações acerca do potencial dessa equipe voltaram a ganhar força no jogo seguinte, na derrota por 3 a 0 frente ao Uruguai.

Apesar disso, os russos garantem não temerem a campeã mundial de 2010. "Somente quando se compete com os melhores é que você descobre seus limites. Estou empolgado para jogar contra Ramos e Piqué. É uma oportunidade única na vida. Veremos quem vencerá essa batalha", disse o atacante Dzyuba.

Leia também: Qual o gol mais bonito da Copa até agora? Relembre e vote no seu favorito

Ficha técnica de Espanha e Rússia  (Oitavas de final)

Data: Domingo, 1º de julho, às 11h (horário de Brasília)
Local: Estádio Lujniki, em Moscou
Árbitro: Bjorn Kuipers (Holanda)
Prováveis escalações

Espanha - De Gea, Carvajal, Sergio Ramos, Piqué, Jordi Alba; Busquets, Iniesta, David Silva, Thiago Alcântara e Isco; Diego Costa. Técnico: Fernando Hierro.

Rússia  - Akinfeev, Mário Fernandes, Kutepov, Ignashevich e Zhirkov; Zobnin, Gazinskiy, Golovin, Samedov e Cheryshev; Dzyuba. Técnico: Stanislav Cherchesov.

O vencedor do jogo entre Espanha e Rússia contra o vencedor de Croácia e Dinamarca no próximo sábado (7), às 11h (no horário de Brasília).

Leia também: Tombo de Tite, lateral acrobático e mais: Relembre os momentos marcantes da Copa

    Leia tudo sobre: futebol