Tamanho do texto

Continente europeu terá 10 países nas oitavas, a exemplo do que aconteceu nos Mundiais de 1998 e 2006, enquanto os africanos decepcionaram

Suécia avançou é uma das 10 seleções da Europa classificadas às oitavas de final
Divulgação/Fifa
Suécia avançou é uma das 10 seleções da Europa classificadas às oitavas de final

A Europa dominará as oitavas de final da Copa do Mundo , enquanto a África não terá nenhum representante. Pela terceira vez desde que o Mundial adotou o atual formato com 32 seleções, os europeus chegam com dez países no primeiro mata-mata.

Leia também: Marrocos envia carta e 'dossiê' à Fifa em protesto contra erros de arbitragem

É verdade que a atual campeã Alemanha foi mandada mais cedo para a casa, mas a Europa ainda poderá torcer por Rússia (anfitriã de 2018), França (campeã em 1998), Espanha (campeã em 2010), Inglaterra (campeã em 1966), Portugal, Croácia, Dinamarca, Suécia, Suíça e Bélgica.

 A atual performance repete as edições de 1998 e 2006 - duas Copas no continente europeu , como em 2018. Naquelas duas oportunidades, as oitavas de final também tiveram dez seleções do Velho Mundo. E melhor ainda! A França levou o título há 20 anos, enquanto a Itália deu a volta olímpica em 2006.

Os franceses, em 1998, tinham a concorrência de Itália, Noruega, Dinamarca, Alemanha, Holanda, Iugoslávia, Romênia, Croácia e Inglaterra. Já a Itália deixou para trás Alemanha, Suécia, Inglaterra, Portugal, Holanda, Suíça, Ucrânia, Espanha e França.

Leia também: Copa do Mundo da Rússia supera Mundial da França com recorde de gols contra

Nas últimas duas edições da Copa, no entanto, os europeus vinham em baixa. Em 2010, na África do Sul, e 2014, no Brasil, foram só seis seleções classificadas ao mata-mata inicial. Já em 2002, na Coreia do Sul e no Japão, oito seleções do continente se colocaram na briga pelo título.

Se a Europa festeja, a África lamenta. Pela primeira vez desde a criação das oitavas de final, os africanos não estarão nesta fase.

E os africanos?

Salah era uma das esperanças africanas na Copa de 2018
FIFA/ Divulgação
Salah era uma das esperanças africanas na Copa de 2018

Senegal era a última esperança do continente, mas a derrota para a Colômbia, por 1 a 0, nesta quinta-feira, acabou com o sonho. Os senegaleses ficaram atrás do Japão por causa do número de cartões amarelos (6 a 4). Nigéria, Marrocos, Egito e Tunísia já tinham se despedido da Rússia. A Copa do Mundo passou a ter oitavas de final em 1986 e sempre teve time africano. 

Leia também: Paulinho e Thiago Silva ajudam Brasil a igualar marca da Alemanha em Copas

Desde então, Marrocos (1986), Camarões (1990), Nigéria (1994, 1998 e 2014), Senegal (2002), Gana (2006 e 2010) e Argélia (2014) representaram a África nas oitavas de final. Em 1982, a Copa do Mundo tinha duas fases de grupos - foi na Europa , em território espanhol. Naquela oportunidade, nenhuma seleção africana avançou para segunda fase.

    Leia tudo sobre: Futebol