Tamanho do texto

Colombianos fazem seu papel e avançam na primeira posição do Grupo H; Seleção senegalesa cai por ter levado mais cartões do que os japoneses

Colômbia e Japão estão na próxima fase da Copa do Mundo . Os colombianos venceram Senegal por 1 a 0, nesta quinta-feira, na Arena Samara, e terminaram na liderança do Grupo H , eliminando os senegaleses. Por outro lado, os japoneses foram derrotados pela Polônia pelo mesmo placar, em Volgogrado, mas ainda assim avançaram na segunda colocação, isso porque tomaram dois cartões amarelos a menos do que os africanos.

Leia também: Marrocos envia carta e 'dossiê' à Fifa em protesto contra erros de arbitragem

Jogadores da Colômbia comemoram após gol sobre Senegal que deu a vitória e a vaga para as oitavas
Divulgação/Fifa
Jogadores da Colômbia comemoram após gol sobre Senegal que deu a vitória e a vaga para as oitavas

O gol que deu a vitória e classificação para Colômbia foi marcado pelo zagueiro Yerri Mina, no segundo tempo, de cabeça. Antes, a seleção sul-americana sofreu um susto com a saída de James Rodriguez no primeiro tempo por lesão. Os senegaleses, que entraram na partida classificados, pouco fizeram antes de ficarem atrás do placar e só foram para cima após o tento colombiano. Mas já era tarde. Com quatro pontos, a equipe africana fica na primeira fase por ter tomado dois cartões amarelos a mais do que os japoneses.

Por falar neles, na outra partida do grupo,  quem ainda tinha chance e precisava apenas do empate era a seleção nipônica. Sem conseguir agredir os já eliminados poloneses, o Japão não se desesperou nem com o gol de Bednarek no início da etapa final. Já no fim da partida, eles tocavam a bola com uma calma asiática como quem sabiam que os senegaleses não iriam reagir. E no fim deu certo. Mais disciplinada, a seleção japonesa consegue avançar na segunda colocação.

Senegal x Colômbia

Mina marcou o gol da Colômbia
FIFA/ Divulgação
Mina marcou o gol da Colômbia

Apesar de ter milhares de torcedores nas arquibancadas, a Colômbia demorou para criar. A primeira chance veio aos 12 minutos, em falta cobrada por Quintero, que fez o goleiro N'Diyae trabalhar e mandar para escanteio. Aos 16 minutos, o árbitro assinalou pênalti de Davinson Sanchez em Mané, mas após analisar o vídeo, anulou.

Aos 24 minutos, Quinteros cobrou falta para a área e Falcao Garcia cabeceou, mas mandou para fora. Dois minutos depois, Senegal chegou bem com Mané pela esquerda e bateu para boa defesa do goleiro, na sequência Keita Baldé arriscou e Ospina agarrou novamente.

Com 30 minutos, James Rodriguez sentiu lesão e precisou ser substituído. Muriel entrou em seu lugar. Aos 48 minutos, o árbitrou apitou o fim do primeiro tempo.

Os colombianos voltaram para o segundo tempo tentando o gol necessário para a classificação. A defesa senegalesa, no entanto, esteve bem postada. Uma boa chance foi aos 15 minutos, quando Cuadrado cruzou e Falcao cabeceou, mas N'Diaye defendeu. Aos 19, a defesa senegalesa afastou após bom chute de Muriel.

Aos 28 minutos, o gol colombiano. Cuadrado cobrou escanteio e Mina subiu muito alto para cabecear e mandar para a rede. A bola ainda bateu no goleiro senegalês, mas não foi o suficiente. A partir daí, Senegal foi pra cima.

Aos 31, Niang conseguiu girar sobre Mina e bateu com força, mas Ospina defendeu e mandou para fora. Um minuto depois, Keita Baldé bateu escanteio e quase Mina fez contra, mas o goleiro colombiano defendeu novamente.

O Senegal continuou em busca do gol do empate que daria a classificação. Mas a Colômbia aproveitava os seguidos erros e assustava nos contra-ataques. No fim, os africanos ainda foram para o tudo ou nada e tiveram uma última chance aos 49, mas não conseguiram finalizar com todos os colombianos dentro da área. Fim de papo em Samara para festa dos milhares de torcedores dos Cafeteros presentes.

Leia também: Espasmo na coluna de Marcelo pode ter sido causado por colchão macio do hotel

Japão 0 x 1 Polônia

Japão perdeu para Polônia, mas avançou às oitavas
FIFA/ Divulgação
Japão perdeu para Polônia, mas avançou às oitavas

A primeira chance do jogo foi do Japão, aos 12 minutos. Nagatomo cruzou e Okazaki cabeceou com perigo, a bola desviou e saiu. Aos 13, Muto acertou belo chute no canto, mas Fabianski se esticou e defendeu. Aos 15, Sakai bateu da meia-lua e o goleiro novamente defendeu.

A melhor chance polonesa na primeira etapa foi aos 31 minutos. Após bola levantada na área, Grosicki cabeceou no canto, Kawashima estava mal posicionado, mas se recuperou bem e conseguiu fazer uma defesa espetacular. Quatro minutos depois, o Japão respondeu com Usami e Fabianski defendeu.

O segundo tempo começou da mesma forma que foi o primeiro, sem grandes oportunidades para as duas seleções. Aos 14 minutos, no entanto, Kurzawa cobrou falta na área e Bednarek bateu de pé direito, de primeira, sem chances para o goleiro japonês.

Aos 26 minutos, depois de escanteio, Yoshida colocou a cabeça na bola e mandou para fora. Aos 28, Grosicki puxou contra-ataque e cruzou para Lewandowski, que, sozinho, bate para fora. Não fez grande Copa o atacante.

Com 35 minutos jogados, jogador polonês cruzou e Makino bateu e quase mandou para o próprio gol. Japoneses começaram a jogar nos contra-ataques e, quando ficavam com a bola, tocavam na defesa com calma. A Polônia, sem nada a perder, tentava propor jogo. O Japão segurou o jogo e aos 48 minutos o árbitro encerrou a partida.

Leia também: Copa do Mundo da Rússia supera Mundial da França com recorde de gols contra

Agora, Colômbia e Japão aguardam para saberem quem irão enfrentar nas oitavas de final. A decisão será esta tarde. Bélgica e Inglaterra, já classificadas, jogam para definir a primeira colocação do Grupo G. Colombianos enfrentarão quem terminar em segundo e japoneses, quem terminar em primeiro.

    Leia tudo sobre: futebol