Tamanho do texto

Camisa 10 da seleção argentina comentou sobre a vitória ante Nigéria, que garantiu a equipe nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2018

Messi marcou pela Argentina contra a Nigéria
FIFA/ Divulgação
Messi marcou pela Argentina contra a Nigéria

Por pouco, a Argentina não foi eliminada da Copa 2018 ainda na fase de grupos. Na Arena Zenit, em São Petersburgo, o time comandado por Jorge Sampaoli enfrentou a Nigéria pela última rodada grupo D . A vitória de Lionel Messi e companhia cravava a ida da equipe às oitavas de final.

Leia também: Argentina marca aos 40 do segundo tempo e encerra drama; Croácia lidera

Precisando da vitória para conseguir se classificar, o time sul-americano abriu o placar com Messi , levou o empate, mas buscou a marcação milagre aos 40 do segundo tempo. Rojo marcou o gol que acabou com o drama argentino e garantiu a equipe sul-americana na próxima fase da Copa do Mundo.

"Sabia que Deus estava conosco e que não nos deixaria fora. A vitória é dedicada a todo o nosso povo que veio até aqui, por seu sacrifício, e a todas as pessoas em casa que sempre nos apoiaram. Tínhamos confiança de que venceríamos", disse o camisa 10.  "É maravilhoso ganhar desta forma e penso que é muito merecido. Ainda bem que o Rojo marcou, que o merece, por tudo o que lutou para estar aqui".

"É uma alegria merecida, depois de tudo o que passamos, mas não esperávamos era que o jogo se complicasse tanto, como o gol do empate, que nos obrigou outra vez a correr atrás da vitória . Com tudo o que isso significa, em termos de nervosismo e ansiedade, de ver o tempo a passar. Cada jogo é uma batalha muito difícil de ganhar", completou Leo Messi.

Leia também: Maradona pede desculpas após passar mal no estádio durante partida da Argentina

O jogo em São Petersburgo

Rojo fez o gol da classificação argentina
FIFA/ Divulgação
Rojo fez o gol da classificação argentina

A Argentina começou a partida dominando a posse de bola e tentando controlar a partida para que a Nigéria não conseguisse implacar a velocidade, sua principal característica. No entanto, as principais jogadas da equipe sul-americana veio com lançamentos longos.

Aos 7 minutos, Tagliafico foi lançado na ponta esquerda, mas tentou a finalização mesmo desequulibrado e mandou para fora. A resposta da Nigéria veio no lance seguinte. Musa aproveitou dobeira da defesa da argentima após cobrança de lateral e finalizou. Azar do africano que a bola foi por cima do gol de Armani.

Aos 13 minutos, foi a vez de Messi ter a sua primeira chance de marcar na partida, e o camisa 10 não disperdiçou.  Banega fez um lançamento muito longo para Messi. O atacante apareceu nas costas dos marcadores, fez um domínio de craque e finalizou cruzado de perna direita. Foi o primeiro gol do capitão argentino e o centésimo da Copa.

Precisando do resultado para se classificar, a Nigéria liberou o volante Obi Mikel, que passou a atuar como um meia avaçado tentando explorar sua qualidade técnica.

Messi deu mais uma amostra da sua habilidade aos 26. O craque lançou Higuaín de frente com o goleiro Uzoho, mas chutou o chão e nçao conseguiu tirar do adversário.

A grade chance que a Argentina teve de aumentar a vantagem na primeira etapa veio aos 33 minutos de partida. Depois de falta sofreda por Di Maria quando o meia avançava livre em direção ao gol,  Messi foi para a cobrança, chutou no canto do goleiro, que encostou de leve na bola e ela explodiu na trave. Quase mais um do camisa 10.

Leia também: 'Canarinho pistola' da CBF vira coxinha recheada com frango e 'catupiródio'

Na volta do intervalo, Mascherano, que é um dos mais experientes do elenco argentino, fez uma bobagem, agarrou jogador da Nigéria durante cruzamento na área e o árbitro marcou pênalti. Moses cobrou o pênalti com extrema categoria, à la Henrique Dourado, esperou Armani escolher o canto e apenas tirou do goleiro.

Precisando do resultado, os grandes jogadores da Argentina como Messi, Di Maria e Higuaín começaram a ficar nervosos, errando passes fáceis e fazendo escolhas erradas de jogada. Era tudo o que a Nogéria queria, um time que não consegue criar nenhuma jogada e nem chegava perto do gol.

Aos 25 minutos, a Nigéria conseguiu armar seu primeiro bom ataque depois de empatar a partida. Moses deu uma caneta caneta em Mercado, avançou pela esquerda e tocou para Ndidi, na entrada da área. O chute foi forte, mas saiu por cima do gol. 

Cinco minutos depois, Musa fez grande jogada e cruzou para Ighalo. Rojo cortou de cabeça, masa bola bateu no braço do zagueiro e sobrou com o camisa 9 da Nigéria. O atacante arriscou e mandou longe. O árbitro até foi ao VAR checar o toque no braço, mas não marcou nada e deixou o lance seguir.

Aos 40 minutos, veio o gol do milagre hermano. Após muita pressão, Mercado avançou pela direita e cruzou para Rojo, no meio da área. O zagueiro finalizou de primeira, de perna direita e levou todo um país ao delírio, tirando todo o peso que a seleção carregava após um início ruim na Copa do Mundo .

Depois de sofrer o gol, a Nigéria se lançou ao ataque para buscar o empate, mas não conseguiu. Após o apito final, muita comemoração e lágrimas em campo, ambos do lado argentino de Lionel Messi .