Tamanho do texto

Brasil contou com gols de Paulinho e Thiago Silva para fazer dois a zero na Sérvia e garantir a primeira colocação do Grupo E da Copa do Mundo

O Brasil  venceu a Sérvia por 2 a 0 nesta quarta-feira (24) e garantiu a liderança do Grupo E e a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo . Na príxima fase, a seleção brasileira encara o México às 11h da próxima segunda-feira (2), no horário de Brasília.

Leia também: Brasil vence a Sérvia, garante liderança e encara o México nas oitavas de final

Jogadores do Brasil comemoram gol de Thiago Silva
Divulgação/Fifa.com
Jogadores do Brasil comemoram gol de Thiago Silva

A vitória do Brasil  foi alcançada com gols de Paulinho e Thiago Silva, mas a equipe não desempenhou o bom futebol que o técnico Tite esperava para essa partida final da fase de grupos. O time voltou a encontrar dificuldades na criação e, do quarteto formado por Coutinho, Willian, Neymar e Gabriel Jesus, apenas o primeiro desempenhou aquilo que se espera dele.

Veja as avaliações e as notas de cada jogador do Brasil

Alisson - Nota: 6

Teve trabalho pela primeira vez nesta Copa do Mundo, quando a Sérvia crescer em boa parte do segundo tempo. Saiu mal do gol em duas ocasiões, rebatendo uma bola na cabeça de Mitrovic e depois quase sendo pego adiantado em cruzamento que foi na direção do gol. Fez boa defesa na cabeçada do atacante sérvio.

Fagner - Nota: 6

Quase não apoiou ao ataque e se limitou ao setor defensivo. Quando as jogadas eram pelo pelo chão, foi bem, mas perdeu quase todas pelo alto devido a grande estatura da equipe sérvia.

Thiago Silva - Nota: 8

Seguro nas jogadas dentro da área, sempre aliviando o perigo na primeira oportunidade que teve. Muito seguro e sempre dando apoio aos companheiros, se comportou como um capitão  ao lado do seu companheiro de zaga. Consagrou a boa atuação com um gol de cabeça no segundo tempo após cobrança de escanteio.

Miranda - Nota: 7

O grande nome da seleção para tentar evitar as jogadas aéreas do time adversário. Foi o único que levou vantagem contra o ataque da Sérvia pelo alto. No entanto, deixou alguns passes em profundidade entre ele e Fágner, onde os europeus criaram três chances de gol perto dos 15 minutos da segunda etapa.

Marcelo - Nota: Sem nota

Pouco encostou na bola enquanto esteve em campo. Sentiu uma lesão nas costas com 6 minutos de partida e ficou outros três parado esperando a bola sair para poder deixar o gramado. Deu lugar para Filipe Luís.

Leia também: Marcelo machuca as costas e chora ao deixar jogo do Brasil com apenas 8 minutos

Marcelo chora ao deixar o gramado
Reprodução/Fifa.com
Marcelo chora ao deixar o gramado

Casemiro - Nota: 5,5

Sumido na partida. Não ajudou na criação das jogadas, se limitanto a dar apenas passes laterais, e nem apareceu como o grande ladrão de bolas da equipe, como foi durante as eliminatórias. Falhou em acompanhar algumas jogadas de infiltração dos adversários. 

Paulinho - Nota: 7,5

Mesmo participando menos do setor ofensivo, foi fundamental na vez que apareceu dentro da área. Foi muito inteligente ao perceber o zagueiro sérvio mal posicionado para invadir a área, receber grande lançamento de Coutinho e abrir o placar com um leve toque sobre o goleiro. Saiu no segundo tempo para a entrada de Fernandinho.

Philippe Coutinho - Nota: 8

Jogando mais preso no lado esquero do meio-de-campo, não apareceu como meia criativo, mas foi decisivo. Usando toda a sua técnica, percebeu a infiltração de Paulinho e deu lindo lançamento longo para o volante abrir o placar. Saiu na parte final do segundo tempo para dar lugar a Renato Augusto.

Willian - Nota: 5,5

Assim como nas duas primeiras partidas da seleção brasileira, foi pouco criativo e se limitou a levar a bola para a linha de fundo e tentar cruzamentos rasteiros e à média altura. Foi muito bem na recomposição defensiva e anulou todas as chegadas do capitão Kolarov ao ataque. 

Gabriel Jesus - Nota: 5

Jogando entres os zagueiros sérvio, perdeu todas as jogadas pelo alto, até pela diferença de altura e pelo porte físico. Saiu muito da área para buscar mais espaço, mas muitas vezes acabou esbarrando com seus companheiros de ataque e atrapalhando as jogadas ofensivas. Não teve nenhuma oportunidade deixar a sua marca.

Neymar - Nota: 6,5

O jogador que mais tentou fazer alguma jogada diferente no ataque. Cobrou escanteio que Thiago Silva completou para o gol. Queria fazer o seu gol de qualquer maneira, por isso segurou muito a bola em jogadas que poderia passar para companheiros melhores posicionados e disperdiçou boas oportunidades. No final do jogo, tentou driblar o goleiro em duas oportunidades, mas Stojkovic conseguiu fazer a defesa em ambas as chances.

Neymar em ação na partida entre Brasil e Sérvia na Copa do Mundo
Divulgação/Fifa.com
Neymar em ação na partida entre Brasil e Sérvia na Copa do Mundo

Filipe Luís - Nota: 6,5

Entrou logo no início da partida com a lesão de Marcelo. Foi bem na parte defensiva, apesar de deixar muitos cruzamentos para a área. Quado teve a oportunidade de arriscar para o gol, soltou a bomba de fora da área e viu o goleiro fazer grande defesa.

Fernandinho - Nota: 6

Entrou já com o Brasil liderando no placar e tentou segurar mais a bola e manter o resultado. Tentou dar um passe pelo alto que desviu na zaga e deixou Neymar na cara do gol. Fora isso, não apareceu muito na partida.

Renato Augusto - Nota: 5

Entrou perto do final da partida. No único bom ataque em que carregou a bola, tentou abrir o jogo, mas errou completamente o passe e atrasou completamente o ataque brasileiro.

Tite - Nota: 6,5

Teve que queimar uma substituição jogo no início da partida. Em uma seleção com pouca criatividade, o Brasil se beneficiou com um lance de genialidade de Coutinho, junto com uma grande visão de espaço de Paulinho, e uma jogada de bola parada. Fez mudanças no segundo tempo para preservar os jogadores com cartões amarelos. 

Leia também: Suíça empata com a Costa Rica, assegura vaga e agora pega a Suécia nas oitavas

O que você achou da atuação do Brasil ? Que notas você daria para os jogadores da seleção brasileira? Deixe a sua opinião nos comentários.

    Leia tudo sobre: Futebol