Tamanho do texto

Seleção belga depende de vitória simples para se garantir nas oitavas de final; único encontro entre as duas equipes na Copa terminou em empate

Hazard é o principal jogador da Bélgica, que enfrenta a Tunísia do atacante Anice Badri em Moscou
Divulgação/Fifa.com
Hazard é o principal jogador da Bélgica, que enfrenta a Tunísia do atacante Anice Badri em Moscou

A seleção da Bélgica tenta às 9h deste sábado (23), no horário de Brasília, confirmar de maneira antecipada sua participação nas oitavas de final da Copa do Mundo – que já têm garantidas as equipes de Rússia, Uruguai, França e Croácia. Para isso, os belgas precisam de uma vitória contra a Tunísia no Estádio Spartak, em Moscou.

Terceira colocada no ranking de seleções da Fifa, a Bélgica vem de boa vitória por 3 a 0 na estreia, contra o Panamá , e não quer perder o embalo. Belgas e tunisianos já se enfrentaram uma vez numa Copa do Mundo, em 2002, em duelo que terminou empatado em 1 a 1.

O técnico da seleção belga, Roberto Martinez, pretende levar a campo a mesma equipe que jogou contra o Panamá – por opção própria e também em face dos desfalques dos zagueiros Kompany e Vermaelen, que estão se recuperando de problemas físicos.

"Os belgas esperam encontrar uma Tunísia muito defensiva, em busca de contra-ataques rápidos. Martinez provavelmente pedirá atenção especial dos jogadores às bolas paradas, já que muitos gols foram marcados nesta Copa dessa maneira. Os Diabos Vermelhos pretendem pressionar desde o início para sair na frente logo cedo", reportou à Fifa o jornalista Simon Massart, que acompanha a seleção belga.

Já pelo lado tunisiano, deixar o campo sem ao menos um ponto significará a desclassificação. A equipe fez um forte jogo defensivo contra a Inglaterra na estreia, mas sofreu o gol da derrota por 2 a 1 já nos acréscimos do segundo tempo. O técnico Nabil Maaloul ainda perdeu para o restante da competição seu goleiro titular, Mouez Hassen, que se lesionou ainda no primeiro tempo contra a equipe inglesa.

"A Tunísia está otimista e deve ter Ben Mustapha no gol contra a Bélgica e Oussama Haddadi e Ali Maaloul no ataque. O técnico treinou bastante com a equipe para corrigir os erros cometidos contra a Inglaterra e o objetivo é a vitória contra a Bélgica", reportou Tarik Kadri.

Leia também: Tite elogia segundo tempo do Brasil e pede calma a Neymar: "Precisa de tempo"

Ficha técnica de Bélgica e Tunísia (Grupo G)

Data: Sábado, 23 de junho, às 9h (horário de Brasília)      
Local: Estádio Spartak, em Moscou
Árbitro: Jair Marrufo (Estados Unidos)      
Prováveis escalações:

Bélgica – Courtois; Vertonghen, Boyata e Alderweireld; Witsel, Kevin De Bruyne, Carrasco e Meunier; Mertens, Hazard e Lukaku. Técnico: Roberto Matinez.

Tunísia – Ben Mustapha; Yassine Meriah, Syam Ben Yousef, Dylan Bronn, Oussama Haddadi; Skhiri, Anice Badri e Sassi; Ben Youssef, Wahbi Khazri e Naim Sliti. Técnico: Nabil Maaloul.

Leia também: Após vitória da Croácia contra Argentina, imprensa diz que Modric virou Messi

    Leia tudo sobre: futebol