Tamanho do texto

Homem da Argentina gravou vídeo no qual aparece falando palavras obscenas à russa menor de idade

Torcedor da Argentina está proibido em comparecer aos estádios da Rússia durante a Copa 2018
Reprodução
Torcedor da Argentina está proibido em comparecer aos estádios da Rússia durante a Copa 2018

O diretor de segurança de eventos futebolísticos da Argentina, Guillermo Madero, confirmou nesta quinta-feira (21) a pena de um torcedor do país, que assediou uma cidadã russa durante a Copa do Mundo de 2018. Identificado como Néstor Fernando Penovi, o homem de 47 anos de idade é protagonista de um vídeo no qual aparece ao lado de uma garota menor de idade. Nas imagens, ele faz piadas e fala palavras obscenas.

Leia também: Machismo marca comportamento de torcedores na Copa do Mundo da Rússia

De acordo com a rádio La Red , o torcedor deve assistir às partidas da Copa do Mundo de 2018 em seu quarto de hotel, estando estritamente proibido de comparecer aos estádios do evento. A denúncia foi, inclusive, pelo próprio Madero, que pediu a punição de Penovi, já que este não representa os demais argentinos na Rússia.

"Enviei uma nota oficial ao coronel Roman Niloayevich Aziavin, Chefe do Centro Internacional de Cooperação Policial (ICCP) para que o cidadão argentino que indecentemente, desonesto e irreverente abordou uma menina russa e teve vídeo divulgado em redes, tenha seu passaporte de torcedor imediatamente retirado", afirmou o diretor de segurança.

Leia também: 30 minutos em campo rende 300 mil seguidores a jogador bonitão da Islândia

"A embaixada russa na Argentina está profundamente indignada com o absurdo obsceno e ofensivo cometido, de acordo com informações divulgadas em redes sociais na Federação Russa por um dos turistas estrangeiros supostamente da República da Argentina. Esperamos que essa pessoa não tenha falta de coragem para apresentar publicamente suas devidas desculpas", escreveu a embaixada no Twitter.

Leia também: Fifa responde CBF e diz que VAR só é usado para reverter "erros claros e óbvios"

Machismo na Rússia

Brasileiros ofenderam mulher russa e caso ganhou repercussão no mundo
Reprodução/Youtube
Brasileiros ofenderam mulher russa e caso ganhou repercussão no mundo

Antes do início da Copa do Mundo , havia muita preocupação quanto a possíveis comportamentos racistas e homofóbicos por parte de algum torcedor russo. No entanto, até aqui, é o machismo e o assédio sexual que têm aparecido com mais frequência entre os fãs, principalmente por parte de estrangeiros. O caso mais notório é o do grupo de brasileiros que cercou uma jovem e a fez repetir frases que remetiam a seu órgão sexual, sem que ela soubesse seu real significado. Três torcedores já foram denunciados e podem responder criminalmente na Rússia.