Tamanho do texto

Para meia nigeriano, enfrentar os estreantes islandeses será mais complicado do que a equipe de Lionel Messi e companhia

Victor Moses, meia do CHelsea e da seleção da Nigéria
Reprodução
Victor Moses, meia do CHelsea e da seleção da Nigéria

O Grupo D da Copa do Mundo de 2018 foi considerado o "grupo da morte". Com Croácia, Argentina, Islândia e Nigéria, a primeira rodada contou com o empate em 1 a 1 dos sul-americanos e dos islandeses. Na outra partida, os europeus derrotaram os africanos por 2 a 0.

Leia também: 30 minutos em campo rende 300 mil seguidores a jogador bonitão da Islândia

Na próxima rodada, a Nigéria vai enfrentar a Islândia, estreante em Mundial e que deu trabalho para Lionel Messi e companhia. Meia da seleção africana, Victor Moses acredita que terá problemas com a equipe da ilha europeia. "Obviamente, Islândia não vai ser fácil. Taticamente, é uma equipe muito boa. Eles jogaram muito bem contra a Argentina", disse.

Leia também: Croácia domina Nigéria e lidera grupo da Argentina na Copa do Mundo

"Para mim, o jogo com a Islândia vai ser mais difícil do que contra a Argentina", completou o jogador, que atua pelo Chelsea, durante uma entrevista coletiva. A partida vai acontecer na próxima sexta-feira (22), em Volgogrado.

Leia também: Islândia homenageia goleiro da Nigéria que ficou fora da Copa por leucemia

Nigéria na Copa

A Nigéria é um dos cinco países da África que participam da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Líder do Grupo B das eliminatórias, foi o primeiro país do continente a garantir sua passagem para o Mundial, uma rodada antes do fim da competição. Foram quatro vitórias, um empate e uma derrota nas seis partidas disputadas.

A Copa 2018 marcará a sexta participação da  Nigéria  no maior evento do  futebol mundial . A alcunha "Soldados Verdes", como são conhecidos seus jogadores, faz referência a cor do uniforme da seleção.