Tamanho do texto

Copa do Mundo da Rússia chegou ao 20º jogo com gols em todas as partidas. Desde 1958, nenhum torneio ficou tanto tempo sem partidas em branco

A Copa do Mundo da Rússia chegou ao seu 20º jogo sem nenhuma partida terminada em 0 a 0 . Com isso, o mundial de 2018 já entrou para a história como o torneio que mais demorou para acontecer um jogo sem gols desde 1958. Antes disso, todos os torneios não tiveram nenhuma partida com este resultado.
Leia também: Suárez se torna o maior artilheiro do Uruguai e poderá bater outra marca na Copa

Gol na Copa do Mundo da Rússia
Divulgação/Fifa.com
Gol na Copa do Mundo da Rússia

Entre 1930 e 1954, a Copa do Mundo era disputada por poucos times e os placares eram muito elásticos, o que dificultava que alguma partida terminasse sem gols. 

O gol marcado por Diego Costa que deu a vitória da Espanha sobre o Irã foi o tento que possibilitou a quebra deste recorde. Anteriormente, a Copa de 2002 tinha sido a que mais demorou para sair um 0 a 0. Na ocasião, o resultado aconteceu apenas na segunda rodada do Grupo A, quando França e Uruguai empataram sem gols no 20º duelo da competição.

O primeiro 0 x 0 de cada Copa

1930 - Sem 0 x 0 

1934 - Sem 0 x 0 

1938 - Sem 0 x 0 

1942 - Sem 0 x 0 

1946 - Sem 0 x 0 

1950 - Sem 0 x 0 

1954 - Sem 0 x 0 

1958 - 9º

1962 - 5º

1966 - 1º

1970 - 1º

1974 - 1º

1978 - 1º

1982 - 2º

1986 - 6º

1990 - 10º

1994 - 17º

1998 - 5º

2002 - 20º

2006 - 4º

2010 - 2º

2014 - 13º

2018 - 20 jogos sem 0x0 até aqui 

Curiosamente, o primeiro 0 x 0 em Copas do Mundo aconteceu em uma partida do Brasil. No segundo jogo da seleção canarinho no ano do seu primeiro título mundial, Pele e cia. empatou com a Inglaterra sem gols, mas se classificou na primeira colocação do Grupo C.

Durante as Copas de 1066 e 1978, as primeiras partidas em branco aconteceram justamente na partida inaugural do torneio. 

Leia também: Brasil não perde segundo jogo de Copa do Mundo há 12 edições

Outros recordes que podem ser quebrados

Jogador mais velho a disputar uma partida da Copa

Esse título pertence atualmente ao goleiro colombiano Mondragón, que tinha 43 anos e 3 dias de idade quando entrou em campo na vitória de sua seleção contra o Japão na Copa do Mundo de 2014, no Brasil. O recorde, no entanto, está com os dias contados, já que o também goleiro El-Hadary, do Egito, terá 45 anos e 5 meses quando entrar em campo por sua seleção no próximo dia 15, contra o Uruguai.

O egípcio é quase seis anos mais velho que o segundo jogador mais experiente no Mundial, o mexicano Rafa Márquez, e sua idade supera também a de três técnicos: o de Senegal (Aliou Cisse), o da Sérvia (Mladen Krstajic) e o da Bélgica (Roberto Martinez). 

Jogador mais advertido na história das Copas

Nem todos os recordes e marcas pessoais são positivas, e Rafa Márquez sabe bem disso: o jogador já é um dos atletas que mais vezes receberam cartão amarelo ou vermelho em uma partida de Copa do Mundo: foram seis advertências. O mexicano atualmente está empatado nesse quesito com Cafu e Zidane, e pode se isolar na indigeta liderança se não tomar cuidado na Rússia.

Além de Rafa Márquez, outros dois jogadores que estarão na Copa têm chances reais de assumirem esse título: Javier Mascherano, da Argentina, e Tim Cahill, da Austrália. Ambos já advertidos cinco vezes em jogos do Mundial.

Maior goleador da história das Copas

Após Miroslav Klose ter superado Ronaldo em 2014 na condição de maior artilheiro de todas as Copas, com 16 gols, outro alemão tem condições de tomar esse posto já nesta edição do Mundial. Thomas Müller, do Bayern de Munique, não é exatamente um grande artilheiro em seu clube, mas tem brilhado intensamente quando o assunto é Copa do Mundo: ele já tem 10 gols marcados em apenas 13 partidas.

Caso Müller tenha mais uma participação excepcional no Mundial e consiga superar Klose, ele ainda se tornará o primeiro jogador a conseguir marcar ao menos cinco gols em uma única edição da Copa. O próprio Klose atingiu o feito em duas oportunidades (2002 e 2006), bem como o peruano Teofilo Cubillas (1970 e 1978).

Seleção com maior número de partidas em Copas

Essa disputa dependerá exclusivamente do desempenho de duas seleções: Brasil e Alemanha. Os alemães são os atuais líderes no quesito, tendo entrado em campo em 106 oportunidades – duas a mais que o Brasil.

Leia também: Espanha sofre, mas brasileiro conta com a sorte, marca gol chorado e vence o Irã

Para que a seleção canarinho ultrapasse a Alemanha nesse quesito, os atuais campeões poderão chegar, no máximo, às oitavas de final da Copa do Mundo , e os comandados pelo técnico Tite precisam chegar, no mínimo, às semifinais do torneio (lembrando que, mesmo que a seleção seja eliminada nessa fase, ela ainda entraria em campo para a disputa do terceiro lugar).

    Leia tudo sobre: Futebol