Tamanho do texto

Seleção brasileira foi derrotada na segunda partida uma única vez, em 1966, quando perdeu para a Hungria na Copa da Inglaterra pelo placar de 3 a 1

Gabriel Jesus tem a missão de ajudar Brasil a vencer Costa Rica na próxima sexta-feira pela segunda rodada da Copa
André Mourão / MoWA Press
Gabriel Jesus tem a missão de ajudar Brasil a vencer Costa Rica na próxima sexta-feira pela segunda rodada da Copa

A estreia do Brasil na Copa do Mundo não empolgou os torcedores. O empate em 1 a 1 contra a Suíça deixou muitos brasileiros preocupados com a sequência do campeonato, mas, se depender do retrospecto, a vitória na próxima partida, contra a Costa Rica, é quase realidade.

Leia também: Como é a Copa do Mundo para os imigrantes que vivem em São Paulo?

Além da coincidência de ter vencido apenas países que começam com a letra "C" desde a Copa do Mundo de 2006, o Brasil ainda conta com outro ponto ao seu favor: a seleção foi derrotada no segundo jogo do Mundial apenas uma vez, em 1966, para a Hungria – ou seja, há 12 edições. Confira o retrospecto do país nos primeiros jogos do torneio desde o início da competição:

1930 

Após ter perdido na estreia para a Iugoslávia por 2 a 1 no dia 14 de julho,o Brasil sabia que sua classificação estava em alto risco. Era um grupo de três e sobrava apenas a Bolívia como adversária. No dia 17 de julho, a Iugoslávia derrotou a Bolívia por 4 a 0, eliminando o Brasil da fase semifinal porque só uma seleção se classificava por grupo.

Quando o Brasil entrou em campo para fazer o seu segundo jogo, no dia 20 de julho, já estava eliminado. Jogou para cumprir tabela e ganhou da Bolívia também por 4 a 0, gols de Preguinho (dois) e Moderato (dois).

1934

Não houve segundo jogo nesta edição. A Copa do Mundo foi disputada de forma eliminatória desde a primeira rodada. O Brasil perdeu para a Espanha por 3 a 1, no dia 27 de maio, e foi eliminado do Mundial .

1938

A seleção brasileira enfrentou a Polônia no dia 5 de junho e venceu na prorrogação por 6 a 5. O segundo jogo, primeiro que valia alguma coisa, foi no dia 12 de junho contra a Tchecoslováquia, que tinha sido vice-campeã em 34.

O jogo terminou empatado nos 90 minutos por 1 a 1 e foi necessária uma prorrogação, quando ninguém conseguiu marcar. O regulamento da época previa um outro jogo dois dias depois no mesmo local. Leônidas fez o gol do Brasil e Nejedly marcou para a Tchecoslováquia.

1950

Nesta edição, o Brasil abriu a Copa goleando o México por 4 a 0, no Maracanã. O segundo jogo estava programado para quatro dias depois em São Paulo, no estádio do Pacaembu. O técnico Flávio Costa, para prestigiar os paulistas, trocou a linha média que era formada por Danilo, Ely do Amparo e Bigode pela paulista com Ruy, Bauer e Noronha. Não deu certo.

O Brasil empatou com a Suíça por 2 a 2 e teve que ir para o terceiro jogo, contra a Iugoslávia, precisando da vitória. Alfredo II e Baltazar fizeram os gols do Brasil e Jackie Fatton fez os dois gols da Suíça.

1954

Nova estreia contra o México e agora uma vitória mais folgada. No dia 16 de junho, o Brasil vencia por 5 a 0, o primeiro jogo de Copa depois da derrota na final de 50. No segundo jogo outro adversário tradicional, a Iugoslávia. No dia 19 de junho, as duas seleções empataram nos 90 minutos em 1 a 1 e teria uma prorrogação. 

Os brasileiros desconheciam o regulamento e achavam que teriam que ganhar o jogo. Os iugoslavos alertaram de que o empate servia aos dois e eliminava a França. Ninguém marcou na prorrogação e os dois passaram para a próxima fase. Zebec abriu o marcador para a Iugoslávia e Didi empatou para o Brasil.

1958

Depois de ganhar da Áustria por 3 a 0 no dia 8 de junho, o Brasil foi enfrentar a Inglaterra no dia 11. Um jogo superequilibrado e que mostrou aos jogadores que o time precisava mudar para o jogo seguinte. Foi o primeiro 0 a 0 da história das Copas e o empate provocou a entrada de Zito, Pelé e Garrincha no jogo seguinte contra a União Soviética.

1962

Após vitória por 2 a 0 contra o México, o Brasil voltou a empatar o segundo jogo, contra a Tchecoslováquia, novamente por 0 a 0. Pelé sofreu uma distensão muscular na coxa e ficou fazendo número em campo. Ele não jogaria mais a Copa e foi substituído nos jogos seguintes por Amarildo.

Leia também: "Islândia vai ser mais difícil do que a Argentina", afirma jogador da Nigéria

1966

Neste ano, no dia 12 de julho, em Liverpool, o Brasil estreou na Copa do Mundo derrotando a Bulgária por 2 a 0, com gols de Pelé e Garrincha. Ninguém poderia imaginar que aquele seria o último jogo do Brasil em Copas com a presença dos dois craques.

Já na segunda partida, no dia 15, começou a desmoronar o sonho do tricampeonato. Sem Pelé, que estava machucado, o Brasil perdeu da Hungria por 3 a 1. Foi a estreia de Gerson e Tostão na seleção brasileira , acabariam ganhando o tri quatro anos mais tarde. Tostão fez o gol brasileiro. Ferenc Bene, Janos Farkas e Kalman Meszoly fizeram os gols da Hungria na primeira e última derrota do país em segundas rodadas de Copa.

1970

A estreia na Copa teve o Brasil goleando a Tchecoslováquia por 4 a 1. O segundo jogo seria contra a Inglaterra, então campeã do mundo. Um jogo de alto nível com chances para os dois lados. O Brasil conseguiu a vitória por 1 a 0, gol de Jairzinho.

1974

Um 0 a 0 contra a Iugoslávia, no dia 13 de junho, foi o resultado de estreia da seleção brasileira. O segundo jogo foi contra a Escócia cinco dias depois e novo empate por 0 a 0. O Brasil ficou com a obrigação de ganhar do Zaire por três gols de diferença para seguir adiante e conseguiu.

1978

Novo empate na estreia: 1 a 1 contra a Suécia. O segundo jogo teve outro resultado igual. Desta vez foi um 0 a 0 contra a Espanha. O Brasil foi para o terceiro jogo precisando ganhar da Áustria. Venceu por 1 a 0.

1982

Uma vitória por 2 a 1 sobre a União Soviética na estreia mostrou ao mundo uma seleção que ia fazer do futebol arte a sua força. No segundo jogo, o primeiro resultado com folgas. O Brasil venceu a Escócia por 4 a 1 com gols de Zico, Oscar, Éder e Falcão.

1986

Desta vez, o Brasil teve sua estreia com uma vitória sobre a Espanha por 1 a 0. O segundo jogo, que, inicialmente, parecia fácil, acabou se transformando em um difícil embate vencido por 1 a 0 sobre a Argélia, com gol de Careca.

1990

O primeiro jogo foi contra a Suécia e o Brasil venceu por 2 a 1. No segundo, o adversário foi a Costa Rica e a seleção canarinho conquistou uma nova vitória apertada, dessa vez por 1 a 0, com gol de Muller.

1994

Uma boa vitória de 2 a 0 sobre a Rússia marcou a estreia do Brasil na Copa dos Estados Unidos. O segundo jogo foi uma nova vitória sem tomar gols: 3 a 0 sobre Camarões com gols de Romário, Márcio Santos e Bebeto.

1998

Na Copa da França, o Brasil começou derrotando a Escócia por 2 a 1. O segundo jogo desta edição do torneio foi uma vitória tranquila diante de Marrocos por 3 a 0, gols de Ronaldo, Rivaldo e Bebeto.

2002

Na primeira Copa do Mundo  tendo dois países como sede, o Brasil estreou na Coreia do Sul, em 3 de junho, ganhando da Turquia por 2 a 1. O segundo jogo, no mesmo país, teve mais uma vitória do Brasil, que goleou a China por 4 a 0, gols de Roberto Carlos, Rivaldo, Ronaldinho e Ronaldo.

2006

O placar da estreia foi favorável ao Brasil na Copa da Alemanha. Contra a Croácia, a seleção canarinho venceu por 1 a 0. No segundo jogo, o adversário foi a Austrália. Vitória brasileira por 2 a 0, gols de Adriano e Fred.

2010

Primeira Copa na África e o Brasil estreou vencendo a Coreia do Norte por 2 a 1. O segundo jogo foi contra a Costa do Marfim e o Brasil venceu por 3 a 1 com dois gols de Luís Fabiano e um de Elano para o Brasil. Didier Drogba marcou para a Costa do Marfim.

Leia também: Suárez se torna o maior artilheiro do Uruguai e poderá bater outra marca na Copa

2014

Em sua segunda Copa em casa, o Brasil estreia ganhando da Croácia por 3 a 1. No segundo jogo, o Brasil reviveu os velhos tempos das Copas de 58, 62 e 74. Um novo empate por 0 a 0, desta feita contra o México, em Fortaleza. 

A próxima partida da seleção brasileira na Copa do Mundo acontece na próxima sexta-feira (22). Brasil e Costa Rica se enfrentam pelo grupo E na cidade de São Petesburgo, às 9h, no horário de Brasília.

    Leia tudo sobre: Futebol