Tamanho do texto

Seleção africana contou com infelicidade de Thiago Cionek e com falha tripla da defesa polonesa para vencer na estreia pelo placar de 2 a 1, em Moscou

Jogadores de Senegal comemoram gol contra a Polônia na estreia das equipes na Copa do Mundo
Divulgação/Fifa.com
Jogadores de Senegal comemoram gol contra a Polônia na estreia das equipes na Copa do Mundo

A seleção de Senegal venceu a Polônia nesta terça-feira (19), na estreia das duas equipes na Copa do Mundo, em jogo válido pelo Grupo H. A seleção africana contou com gol contra do brasileiro naturalizado polonês Thiago Cionek para superar o adversário pelo placar de 2 a 1, para mais de 44 mil torcedores no Estádio Spartak, em Moscou.

Agora, a seleção de Senegal lidera o Grupo H, com três pontos, ao lado do Japão, que venceu também nesta terça-feira a seleção da Colômbia, pelo mesmo placar de 2 a 1 .

Senegaleses e poloneses voltam a entrar em campo no domingo (24). O Senegal enfrenta o Japão, às 12h, em Ecaterimburgo. Já a Polônia encara a Colômbia às 15h, em Kazan.

Leia também: Japão dá a primeira vitória da Ásia sobre a América do Sul em Copas do Mundo

O jogo

As duas equipes produziram pouco ofensivamente na primeira etapa da partida, muito em conta da opção dos técnicos em lançar mão de marcação dupla sobre os principais jogadores adversários: Mané, do lado senegalês, e Lewandowski, pela Polônia.

A seleção europeia teve mais posse de bola no primeiro tempo, mas não conseguiu criar nenhuma boa chance de gol. O artilheiro Lewandowski conseguiu apenas um arremate contra a meta defendida por Ndiaye, ainda assim, sem perigo.

Já os ataques de Senegal pareciam mais ameaçadores ao gol de Szczesny, mas os africanos erravam o penúltimo ou último passe em praticamente todos os lances. Isso até os 37 minutos, quando a equipe teve calma para construir a jogada concluída por Gueye após passe de Mané. A bola talvez saísse pela linha de fundo, mas encontrou no caminho as pernas do brasileiro naturalizado polonês Thiago Cionek e morreu no fundo das redes. Foi o terceiro  gol contra desta Copa .

Torcida de Senegal deu festa no Estádio Spartak, em Moscou
FIFA/ Divulgação
Torcida de Senegal deu festa no Estádio Spartak, em Moscou

Para o segundo tempo, o técnico polonês, Adam Nawalka, mandou a campo Bednarek no lugar de Blaszczykowski, que era um dos responsáveis por impedir que Mané tivesse caminho aberto para iniciar os ataques de Senegal.

E os poloneses pareciam que viriam para cima. Aos 3 minutos, Lewandowski deu ótima arrancada e estava prestes a sair de frente para o gol senegalês, mas foi atropelado por Sané, que recebeu o cartão amarelo. Na cobrança, Ndiaye fez grande defesa, evitando o que seria o quinto gol de falta desse Mundial. 

Mas, aos 15 minutos, um erro triplo da equipe polonesa entregou de bandeja o segundo gol para Senegal. Krychowiak recuou mal para a defesa. Bednarek ficou dormindo e só se deu conta de que deveria correr quando Niang já estava se antecipando. O goleiro Szczesny fez o contrário, e saiu do gol de forma estabanada, abrindo caminho para o jogador senegalês tocar para o gol vazio.

Os poloneses reclamaram de falta de fair play , uma vez que Niang estava fora de campo para receber atendimento médico e foi autorizado pela arbitragem a voltar à partida justamente no momento do recuo de Krychowiak.

Reclamar não funcionou para os europeus e tampouco funcionaram as jogadas nada inventivas dos poloneses. A equipe comandada por Nawalka não conseguia articular bons ataques, regra que só foi quebrada aos 24 minutos, quando Milik completou cruzamento de Piszczek dentro da pequena área, mas para fora do gol.

Aos 38 minutos, Sarr invadiu a área polonesa e caiu quando Rybus deu o carrinho. Os senegaleses pediram o árbitro de vídeo, mas o replay confirmou que Sarr se jogou sem nenhum contato com o defensor polonês. No lance seguinte, saiu o gol dos europeus, com Krychowiak, de cabeça, mas não foi o suficiente para evitar a vitória de Senegal

Leia também: Egito encara a Rússia e aposta todas as fichas em Salah para seguir vivo na Copa

Polônia e Senegal foram as últimas seleções a estrear nesta Copa do Mundo
Divulgação
Polônia e Senegal foram as últimas seleções a estrear nesta Copa do Mundo



    Leia tudo sobre: futebol