Tamanho do texto

Uma seleção asiática venceu um rival sul-americano pela primeira vez em Copas do Mundo

Kagawa abriu o placar para o Japão contra a Colômbia
FIFA/ Divulgação
Kagawa abriu o placar para o Japão contra a Colômbia

Em um duelo bastante movimentado, Colômbia e Japão estrearam na Copa do Mundo nesta terça-feira, na cidade de Saransk. E os japoneses levaram a melhor contra os colombianos: vitória por 2 a 1, com os nipônicos somando os primeiros três pontos dentro do Grupo H do Mundial na Rússia.

Leia também: Pânico no ar! Avião da delegação da Arábia Saudita pega fogo durante viagem

Vale lembrar que Colômbia e Japão também se enfrentaram na fase de grupos da Copa do Mundo de 2014, no Brasil, com os sul-americanos goleando por 4 a 1 naquela ocasião. Agora em 2018 a festa é asiática.

E mais do que isso. Essa é a primeira vez que uma seleção asiática derrota uma sul-americana em toda história da Copa. Nas 17 partidas anteriores entre Ásia e América do Sul, foram 14 vitórias dos sul-americanos e três empates.

As duas seleções voltam a campo no próximo, dia 24 de junho. Enquanto os japonses enfrentam Senegal, os colombianos medem forças diante da Polônia.

Primeiro tempo quente

Quintero bateu falta por baixo da barreira japonesa e marcou para Colômbia
FIFA/ Divulgação
Quintero bateu falta por baixo da barreira japonesa e marcou para Colômbia

A partida começou quente e com expulsão logo aos três minutos. O volante Carlos Sánchez bloqueou chute de Osako com o braço dentro da área e recebeu o cartão vermelho direto - na batida do pênalti, o camisa 10 Kagawa abriu o placar para o Japão.

A expulsão de Sánchez é a segunda mais rápida de toda história da Copa. A primeira continua sendo a do uruguaio José Alberto Batista, que no Mundial de 1986, no México, levou o vermelho com apenas 54 segundos da partida contra a Escócia.

Leia também: Brasileiros gravam vídeo com ofensas a mulher russa na Copa; assista

Mesmo com um jogador a menos, os colombianos continuaram com a proposta de jogo, mantendo a posse de bola e tentando agredir a defesa japonesa. Em dois lançamentos longos, o centroavante Falcao García chegou perto do empate, mas finalizou fraco em ambas as oportunidades.

O Japão não aproveitou o fato de ter vantagem numérica e pouco criou. Osako, roubando a bola da defesa rival, foi quem chegou mais perto do segundo gol, mas finalizou por cima.

O empate da Colômbia saiu aos 39 minutos, com Quintero. Em batida de falta da meia direita à la Ronaldinho Gaúcho, o meio-campista cobrou por baixo da barreira e surpreendeu o goleiro Kawashima, que ainda tentou salvar, mas não conseguiu e deixou a bola entrar.

Só deu Japão

Cabeçada de Osako decidiu o jogo para o Japão
FIFA/ Divulgação
Cabeçada de Osako decidiu o jogo para o Japão

A equipe asiática voltou um pouco mais agressiva no segundo tempo e pressionou o adversário sul-americano nos primeiros minutos. Tanto que o arqueiro Ospina precisou fazer duas grandes defesas em chutes de Osako e Inui, ambos já dentro da área. Já a finalização cruzada de Sakai saiu raspando a trave.

Com a intenção de melhorar o passe na intermediária e criar mais jogadas ofensivas, o técnico Jose Pekerman decidiu colocar o astro James Rodríguez em campo no lugar de Quintero. Mas, a princípio, não deu muito certo, já que o Japão seguiu em cima. E com o experiente Honda no jogo, na vaga de Kagawa.

Aos 27 minutos, Sakai quase marcou o segundo dos japoneses, com o chute sendo desviado por D. Sanchez na hora H. Na batida de escanteio, Osako subiu mais alto que a zaga colombiana e anotou o segundo gol dos japoneses, de cabeça.

Os 15 minutos finais foram dramáticos, com o Japão se segurando na defesa e a Colômbia pressionando em busca do empate. E o tento da igualdade quase saiu dos pés de James, que foi travado por Osako na entrada da pequena área.

Leia também: Desde 2006, Brasil vence apenas países que começam com "C" em Copas

FICHA TÉCNICA

COLÔMBIA 1 x 2 JAPÃO

Local : Arena Mordovia, em Saransk (Rússia)
Data : 19 de junho de 2018 (terça-feira)
Horário : 9h00 (horário de Brasília)
Público : 40.842 torcedores
Árbitro : Damir Skomina (Eslovênia)
Assistentes : Jure Prapotnik (Eslovênia) e Robert Vukan (Eslovênia)
Cartões amarelos : Barrios, James Rodríguez (COL); Kawashima (JAP)
Cartão vermelho : C. Sanchez (COL)

GOLS
JAP: Kagawa, aos 6' do 1º tempo; Osako, aos 28' do 2º tempo
COL: Quintero, aos 39' do 1º tempo

COLÔMBIA : Ospina, Arias, D. Sanchez, Murillo e Mojica; C. Sanchez, Lerma e Quintero (James Rodríguez); Cuadrado (Barrios), Izquierdo (Bacca) e Falcao García.  Técnico : Jose Pekerman

JAPÃO : Kawashima, H. Sakai, Yoshida, Shoji e Nagatomo; Hasebe, Shibasaki (Yamaguchi), Haraguchi, Kagawa (Honda) e Inui; Osako (Okasaki).  Técnico : Akira Nishino

    Leia tudo sobre: Futebol