Tamanho do texto

Meia concedeu entrevista coletiva e demonstrou confiança em conseguir um bom resultado diante da seleção costarriquenha, nesta sexta-feira

Escolhido nesta terça-feira pela comissão técnica da seleção brasileira para conceder entrevista coletiva no centro de treinamento em Sochi, o meia Philippe Coutinho logo de cara precisou responder sobre Neymar, que deixou o treino hoje mais cedo após sentir dores no tornozelo direito.

Leia também: 30 minutos em campo rende 300 mil seguidores a jogador bonitão da Islândia

Philippe Coutinho concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira e falou sobre a estreia, Costa Rica e muito mais
Pedro Martins / MoWA Press
Philippe Coutinho concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira e falou sobre a estreia, Costa Rica e muito mais

"Vi o que vocês viram, não conversei com ele depois. Estava com minha família, minha filha. Hoje foi dia de recuperação. Acredito que ele tenha sentido um pouquinho de dor, mas isso é normal", tranquilizou Coutinho . Em seguida, o camisa 11 analisou o chute que terminou no único gol brasileiro até aqui na Copa, que é de sua característica.

"Na minha posição, às vezes a oportunidade que aparece é para chutar de fora da área, treino com meus companheiros. Tive felicidade de fazer o gol, se Deus quiser mais (gols) virão. Sobre o Navas, é um grande goleiro, fez uma grande temporada, mas espero que a gente possa levar a melhor nesse jogo", disse o meia.

Confira abaixo outros trechos da entrevista

Sobre a Costa Rica

"Jogo muito importante. Depois do nosso primeiro resultado, é claro que a gente queria a vitória no primeiro jogo. Sabíamos da importância. Infelizmente, acabamos empatando. Mas temos essa nova oportunidade. Creio que vai ser um grande jogo. Todos têm que estar focados, mentalmente fortes, para fazer um grande jogo".

Modo de jogar da Costa Rica

"Isso a gente vai saber só no jogo. Com certeza, vai ser um jogo difícil, como todos os jogos de Copa do Mundo são. Os jogos têm sido equilibrados. O jogo deles contra a Sérvia foi decidido em uma bola parada. Temos que estar ligados. Se eles vierem mais defensivamente, temos que ver durante a semana como penetrar. Caso saiam para o jogo, também temos que ver qual a melhor forma para marcar, defender e sair jogando. Vamos saber só na sexta-feira, mas durante a semana vamos nos preparar para as duas coisas".

Leia também: Senegal conta com gol contra de brasileiro para vencer a Polônia no Grupo H

Contas para classificação

"Sim, a gente conversou sobre isso, as possibilidades, as formas de classificar, sobre pontuação. Teve reunião sobre isso. Mas, dentro de campo, a gente quer sempre ganhar, fazer bem. Na nossa cabeça, pelo menos na minha, o mais importante é o próximo jogo. Temos que jogar bem. Merecendo a vitória, ganhando, a gente já passa a pensar no próximo jogo, e a questão dos pontos fica mais do lado de fora".

Frustração do empate

"Com certeza, a gente queria muito ganhar esse jogo. Todo mundo estava com essa vontade. Foi um jogo bem difícil, contra um adversário forte, em estreia de Copa do Mundo. Mas não foi possível, então agora temos que manter a cabeça boa, continuar trabalhando forte, como a gente sempre fez, durante toda as eliminatórias, amistosos, e entrar com cabeça boa para merecer vencer".

Coutinho corre para comemorar seu gol na Copa do Mundo
Pedro Martins / MoWA Press
Coutinho corre para comemorar seu gol na Copa do Mundo

Atuação na estreia

"O primeiro jogo envolve muitas coisas. Jogo de Copa do Mundo, muito difícil. Todo mundo estava ansioso por esse momento. Acho que criamos bastante, claro que não jogamos como vínhamos jogando durante as eliminatórias, mas criamos bastante. De repente, poderíamos ter finalizado melhor, equilibrado mais o jogo. Também foi conversado isso, trabalhado um pouco mais a bola dos dois lados. O que a gente tem que fazer é continuar com a cabeça boa, estar mentalmente forte para chegar bem na sexta-feira, jogar com alegria, como a gente sempre fez".

Surpresas na primeira rodada

"Isso tudo prova que muita gente fala sobre favoritismo, e a gente está falando de uma Copa do Mundo, onde tudo pode acontecer. Todas as seleções se preparam forte para esse momento, então tudo pode acontecer".

Leia também: Capitão mexicano, Rafa Márquez é obrigado a ficar 'escondido' na Copa do Mundo

🙏🏽🇧🇷 Vamos Brasil. #gratidaoemtodososmomentos

Uma publicação compartilhada por Philippe Coutinho (@phil.coutinho) em

Com 26 anos, Philippe Coutinho disputa sua primeira Copa do Mundo.