Tamanho do texto

Avaliação do iG Esporte colocou Thiago Silva, Paulinho e Coutinho como os melhores jogadores do Brasil na estreia da Copa do Mundo contra a Suíça

O Brasil empatou com a Suíça por 1 a 1 na primeira rodada do Grupo E da Copa do Mundo . A seleção até chegou a dominar a partida em boa parte do primeiro tempo, mas viu o adversário crescer na segunda etapa, igualar as ações e marcar o gol após um escanteio.

Leia também: Sem inspiração, seleção brasileira decepciona e só empata com a Suíça na estreia

Seleção brasileira enfileirada para o hino antes do jogo contra a Suíça, na estreia da Copa do Mundo
André Mourão/MoWA Press - 17.6.18
Seleção brasileira enfileirada para o hino antes do jogo contra a Suíça, na estreia da Copa do Mundo

O iG Esporte analisou a partida e avaliou a atuação de todos os jogadores do Brasil diante da Suíça. Veja as notas dos 14 jogadores que entraram em campo e do técnico Tite.

Avaliação dos jogadores do Brasil

Alisson - Nota: 5

Não foi muito exigido durante toda a partida. Sempre que havia a possibilidade, preferiu sair jogando com zagueiros e laterais e evitou dar chutão. Em um lance, isso quase deu errado quando um atacante suíço ficou perto de ter sido interceptado.

Danilo - Nota: 5

Mais presente no setor defensivo do que no ofensivo, foi seguro na marcação quando foi exigido, mas o adversário concentrou a maior parte das jogadas pelo outro lado. Quando foi ao ataque, não conseguiu produzir.

Thiago Silva - Nota: 7

O mais seguro da linha defensiva brasileira. Sempre bem posicionado e cobrindo os espaços nas costas dos laterais, o camisa 2 conseguiu cercar os adversários e limitar as suas opções de jogada. Ainda apareceu bem no ataque após cobrança de escanteio no final da primeira etapa, mas a bola saiu por cima da meta.

Miranda - Nota: 5

Menos exigido do que sua dupla de zaga, o jogador da Inter de Milão teve uma atuação segura, sendo muito frio na hora de sair jogando com toques rápidos. No lance do gol da Suíça, foi empurrado por Zuber, mas não subiu com o adversário e deixou o jogador sozinho para cabecear para o gol. Deu um chute muito perigoso já nos acréssimos do segundo tempo.

Marcelo - Nota: 6

Grande válvula de escape pelo lado esquerdo, participou de boas triangulações com Coutinho e Neymar. Sempre que chegava a linha de fundo, teve a calma de procurar a melhor jogada ao invés de apenas levantar a bola na área. Melhorou na defesa na segunda etapa e fez cortes cruiais em tentativas suíças.

Leia também: Gol na Copa do Mundo provoca leve terremoto na Cidade do México

Casemiro - Nota: 6

Teve um papel fundamental no sistema defensivo. Não subindo ao ataque, fez a cobertura dos laterais, principalmente do Marcelo, evitando qualquer chance de contra-ataque da seleção da Suíça. Ajudou muito na saída de bola da equipe e, sempre que pode, fez bons lançamentos  em profundidade para os pontas. Levou cartão amarelo após matar um contra-ataque. Saiu aos 13 minutos do segundo tempo, dando lugar a Fernandinho.

Paulinho - Nota: 7

O homem-surpresa da equipe de Tite. Fez tanto o papel de articulador da equipe ao lado de Coutinho, como entrou na área para concuir as jogadas. Quase marcou um gol no início do primeiro tempo ao aproveitar cruzamento rasteiro de Neymar. O goleiro fez grande defesa. Saiu aos 20 do segundo tempo, dando lugar para Renato Augusto.

Philippe Coutinho - Nota: 7

O melhor em campo na primeira etapa. Além de ajudar o Marcelo na marcação do craque Shaqiri pelo lado esquerdo da seleção, foi criativo na hora de armar a equipe e de cadênciar na hora que precisava. Se consagrou com uma pintura de fora da área após rebote da defesa suíça. Teve a chance de marcar o segundo gol após lançamento de Neymar, mas chutou para fora.

Willian - Nota: 4

Foi muito participatvo no início da primeira etapa. Começou sendo o jogador mais incisivo do ataque brasileiro, buscando jogadas individuais e passes para Gabriel Jesus no meio da área. Depois dos primeiros 25 minutos de partida, ficou apagado e não participou das jogadas ofensivas da equipe. Saiu aos 33 minutos do segundo tempo, dando lugar a Firmino.

Gabriel Jesus - Nota: 4

O jogador mais apagado da seleção. Não conseguiu encontrar espaço no meio da forte marcação física da Suiça. Nas poucas chances que teve, não conseguiu concluir em gol ou encontrar alguem melhor posicionado.

Neymar - Nota: 5

Tentando dribles desconcertantes e jogadas individuais, prendeu muito a bola quando tinha companheiros melhores posicionados. Não conseguiu fazer lances envolventes e teve pouco espaço para desenvolver seu futebol. O camisa 10 esteve longe de ter uma apresentação cdo nível de que era esperado e errou em muitas decisões.

Fernandinho - Nota: 5

Entrou aos 13 minutos do segundo tempo, no lugar de Casemiro. Atuando como primeiro homem no meio-campo, foi mais ofensivo do que o camisa 5. Tentou trabalhar mais a posse de bola e até chegou a arriscar um chute de fora da área, que bateu na defesa e saiu pela linha de fundo.

Renato Augusto - Nota: 5

Entrou aos 20 minutos do segundo tempo, no lugar de Paulinho. Deu mais uma peça de criatividade no meio de campo. Deu grande passe pra Gabriel Jesus, que foi derrubado dentro da área, mas o juiz não marcou pênalti. Sumiu nos momentos finais da partida, mas quase marcou o gol da vitória no último minuto, quando o zagueiro tirou a bola quase em cima da linha.

Roberto Firmino - Nota: 6

Entrou aos 33 minutos do segundo tempo, no lugar de Gabriel Jesus. Nogo em sua primeira participação, conseguiu entrar em profundidade entre o zagueiro e o lateral da Suíça e finalizou forte, mas a bola foi por cima do gol adversário. Deu mais movimentação ao ataque, e quase marcou o gol da vitória, de cabeça, após escanteio aos 45 minutos.

Tite - Nota: 6

Escalou a equipe com uma formação mais ofensiva, mas a equpe não usou a criatividade dos seus jogadores de frente. Forte no setor defensivo, limitando a Suíça a apenas duas finalizações de perigo, perdeu o controle da partida a partir da parte final da primeira etapa. Fez mudanças padrões, mudando apenas os jogadores das mesmas posições. Tirou Casemiro pelo cartão amarelo, colocou Renato Augusto para tentar melhorar a qualidade do passe e tirou Gabriel Jesus que não participou bem do confronto.

Leia também: México surpreende, aposta em contra-ataques e derrota Alemanha

Quem foi o melhor jogador do Brasil em campo neste domingo? Deixe a sua opinião nos comentários abaixo.

    Leia tudo sobre: Futebol