Tamanho do texto

Argentina chegou a abrir o placar com Agüero aos 19 minutos da primeira etapa, mas sofrei o empate da Islândia apenas três minutos depois

Após surpreender na Eurocopa e se classificar na primeira colocação do seu grupo nas eliminatórias europeias, a Islândia começou bem a Copa do Mundo. A seleção saiu atrás do placar, mas conseguiu buscar o empate rapidamente e segurou a investida da Argentina durante 60 minutos e realizou mais uma proeza. 

Leia também: Em jogo histórico, VAR entra em ação e França derrota a Austrália no sufoco

Messi perde pênalti
Divulgação/Fifa
Messi perde pênalti

A Argentina abriu o placar logo aos 19 minutos de partida. Agüero aproveitou uma bola que sobriu dentro da área, fez um bom giro e finalizou com força para balançar a rede. No entanto, a Islândia chegou ao empate apenas três minutos depois. Finnbogason  aproveitou rebote de Caballero para igualar a partida. Na segunda etapa, Messi ainda teve a chance de garantir a vitória em cobrança de pênalti, mas o capitão cobrou mal e o goleiro fez boa defesa.

O jogo

A Argentina começou a partida tomando conta das ações, até pela maior qualidade técnica de seus jogadores. No entanto, a primeira boa chance da partida foi da Islândia. Aos 9 minutos, os hermanos erraram na saída de bola e Bjarnason apareceu sozinho dentro da área. O meia do Aston Villa chutou para fora e perdeu uma grande chance de abrir o placar.

Aos 16 minutos veio a resposta argentina. Messi dominou na ponta direita e fez a sua jogada clássica: foi levando para o meio, com a pena esquerda, e arriscou chute colocado com o lado do pé. Halldórsson fez uma defesa providencial para evitar o gol.

Aos 19 minutos, não teve o que o goleiro fazer. Rojo tentou uma finalização, mas o zagueiro deu sorte que o chute fraco caiu nos pés de Agüero. O atacante do Manchester City dominou, girou e finalizou forte de perna esquerda para colocar a Argentina na frente.

Agüero marcou o primeiro gol da Argentina na Copa do Mundo
FIFA/ Divulgação
Agüero marcou o primeiro gol da Argentina na Copa do Mundo

No entanto, a vantagem dos argentinos não durou muito. Apenas 3 minutos depois de ficar atrás do placar, a Islândia chegou ao empate. Depois de muita pressão na área adversária e algumas tentativas de finalização, Sigurdsson bateu cruzado, Caballero deu rebote e Finnbogason apareceu no meio da área para completar para o fundo da rede.

Finnbogason, da Islândia, celebra seu gol contra a Argentina
FIFA/ Divulgação
Finnbogason, da Islândia, celebra seu gol contra a Argentina

O primeiro lance polêmico da partida acontecei aos 41 minutos de partida. Salvio foi até a linha de fundo e tentou um cruzamento rasteiro para a área. Sigurdsson deu um carrinho para tentar evitar o passe e a bola acabou batendo no seu braço esquerdo e saiu pela linha de fundo. O árbitro optou por não rever o lance pelo VAR e marcou apenas escanteio.

No último minuto minuto da primeira etapa, Sigurdsson driblou a marcação com fintas rápidas e chutou colocado. Caballero caiu bem no canto para fazer a defesa e a zaga afastou o perigo.

O árbitro encerrou o primeiro tempo com um massacre da Argentina nas estatísticas de posse de bola e passes. A Argentina ficou com a bola por 74% do tempo na etapa inicial e completou 193 passes. Já a Islândia acertou apenas 25 toques, o que mostra estilos de jogo completamente diferentes das duas equipes. 

Leia também: Marcelo será capitão na estreia da seleção; equipe faz reconhecimento do gramado

Na volta do intervalo, a Argentina continuou pressionando a Islândia, que apenas atacava quando tinha alguma liberdade de puxar um contra-ataque. O time sul-americano ficava com a posse de bola, mas não conseguia penetrar o forte sistema tático defensivo europeu e ficava muito refém de alguma joga individual de Messi, Agüero ou Di Maria.

Aos 17 minutos, a Argentina conseguiu o que precisava. Na falta da criatividade, contou com uma atitude boa para conseguir uma grande chance de ficar novamente a frente no placar. Depois de lançamento para a área, Magnússon derrubou Meza enquanto os dois corriam e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Messi não chutou bem e Halldórsson acertou o canto para impedir o gol do capitão argentino.

O atacante argentino não consegiu fazer a sua jogada clássica de levar para o meio e finalizar de perna esquerda. A primeira vez que conseguiu achar um bom espaço com essa jogada foi aos 34 minutos, mas a bola passou raspando a trave islandesa e saiu pela linha de fundo.

Leia também: Cristiano Ronaldo supera Pauleta e encosta em Eusébio após hat-trick na estreia

Aos 41 minutos, Pavón tentou arriscar de fora da área. O chute foi muito venenoso, quicou antes de chegar no gol e o goleiro islandês fez mais uma grande defesa. Assim, ele se tornou um dos melhores da partida e o principal responsável pelo resultado histórico da Islândia contra a Argentina .

    Leia tudo sobre: Lionel Messi Futebol