Tamanho do texto

Argentina tenta superar desconfiança sobre o trabalho de Sampaoli, enquanto islandeses desfrutam de sua primeira participação em um Mundial

Lionel Messi e Gylfi Sigursson vestem a camisa 10 de Argentina e Islândia, respectivamente
Divulgação/Fifa.com
Lionel Messi e Gylfi Sigursson vestem a camisa 10 de Argentina e Islândia, respectivamente

A Copa do Mundo começa neste sábado (16) para as seleções de Argentina e Islândia. As duas equipes se enfrentam a partir das 10h (no horário de Brasília), no estádio do Spartk, em Moscou. O jogo é válido pelo Grupo D do Mundial , que terá também neste sábado o confronto entre Croácia e Nigéria, às 16h da tarde.

O jogo entre Argentina e Islândia  não será apenas a estreia dos europeus no Mundial da Rússia, mas também o primeiro jogo da seleção na história das Copas do Mundo. Mas, deixando de lado a empolgação de debutar no torneio, a equipe comandada pelo técnico Heimir Hallgrímsson sabe que o favoritismo é todo dos sul-americanos, ainda mais tendo do outro lado do campo o detentor de cinco Bolas de Ouro Lionel Messi.

La pulga , como os argentinos se referem ao pequeno dono da camisa 10 da seleção, tenta liderar a equipe para um título que não vai ao país vizinho desde 1986. Na última Copa, Messi quase conseguiu quebrar essa sequência negativa, mas a Argentina acabou com o vice-campeonato ao ser derrotada pela Alemanha na final, disputada no Maracanã.

Apesar da tradição da camisa argentina e da presença de Messi na equipe, a seleção chega à Rússia sob desconfiança da torcida e da imprensa do país. Os hermanos sofreram para se classificar à Copa, chegando a depender de uma vitória do Brasil na última rodada das Eliminatórias, e o trabalho do técnico Jorge Sampaoli tem sido contestado por muitos.

O técnico não tem conseguido explorar o potencial ofensivo de sua equipe, que conta com astros como o próprio Messi, Di Maria, Dybala, Agüero e Higuaín nesse setor. Além disso, a defesa argentina tem sido vazada com uma regularidade inusual. Foram dez gols sofridos apenas nos amistosos contra Nigéria (derrota por 4 a 2) e contra a Espanha (goleada de 6 a 1), neste ano.

Para além da disputa coletiva, Lionel Messi tem também nesta Copa a possibilidade de fortalecer seu nome na disputa pelo título de melhor jogador do mundo em 2018. Seu principal concorrente a esse troféu, Cristiano Ronaldo, já aproveitou seu primeiro ato de forma impressionante: ele marcou os três gols no empate português por 3 a 3 contra a Espanha .

Pelo lado islandês, a surpreendente seleção que se classificou à frente de equipes de mais tradição, como a Croácia, a Turquia e a Ucrânia nas Eliminatórias europeias, acumula quatro jogos seguidos sem vitória nos amistosos pré-Copa. Mas os jogadores estão confiantes para a estreia da equipe em Mundiais, mesmo num jogo difícil como Argentina e Islândia . O maior motivo de preocupação para os islandeses, neste momento, é a condição física do capitão do time, Aron Gunnarsson.

Leia também: De A a H, confira a análise de todos os grupos da Copa do Mundo na Rússia

Ficha técnica de Argentina x Islândia (Grupo D)

Data: Sábado, 16 de junho, às 10h (horário de Brasília) 
Estádio: Estádio Spartak, em Moscou
Árbitro: Szymon Marciniak (Polônia)
Prováveis escalações:

Argentina – Caballero, Eduardo Salvio, Otamendi, Marcos Rojo e Tagliafico; Mascherano, Biglia, Meza, Lionel Messi e Di Maria; Sergio Agüero.

Islândia – Halldorsson, Hordur Magnusson, Ragnar Sigurdsson, Kari Arnason e Birkir Saevarsson; Hallfredsson, Gunnarsson, Bjarnason, Gylfi Sigurdsson e Johann Gudmundsson; Jon Bodvarsson.

    Leia tudo sobre: futebol Lionel Messi