Tamanho do texto

Meia de 22 anos, que custaria aproximadamente R$ 110 milhões, já despertou o interesse de Juventus, Monaco, Arsenal e Chelsea

O meia Aleksandr Golovin, um dos destaques da Rússia na goleada por 5 a 0 sobre a Arábia Saudita na abertura da Copa do Mundo , nesta quinta-feira, e que pertence ao CSKA Moscou, está na mira da Juventus .

Leia também: Rússia abre Copa 2018 com goleada sobre Arábia Saudita e boa atuação de Golovin

Golovin deu duas assistências e fez um gol na estreia da Rússia na Copa do Mundo
Reprodução
Golovin deu duas assistências e fez um gol na estreia da Rússia na Copa do Mundo

Segundo o jornal Tuttosport , de Turim, a Velha Senhora está disposta a ir até o fim pelo jovem de 22 anos do CSKA e estuda vender um jogador para abrir espaço no elenco - Stefano Sturaro a Marko Pjaca são os mais cotados para sair para a chegada de Golovin .

O jovem de 22 custaria cerca de 25 milhões de euros (aproximadamente R$ 110 milhões) e também é cogitado no Monaco, Arsenal e Chelsea. Na abertura da Copa do Mundo, o meia marcou um gol de falta no último lance e deu duas assistências.

Leia também: Comunidade LGBT promove 'Copa do arco-íris' contra homofobia na Rússia

"Não penso nisso agora (na Juventus), são apenas boatos. Agora penso apenas na seleção e na Copa", declarou Golovin.

O jogo

Nesta quinta-feira, no estádio Luzhniki, em Moscou, a anfitriã Rússia enfrentou e venceu a Arábia Saudita por 5 a 0, fazendo os primeiros três pontos do Mundial e assumindo a ponta do Grupo A , além de manter a tradição de nunca um país-sede perder na partida inaugural.

Apesar do placar, a Arábia Saudita começou melhor e teve mais posse de bola durante grande parte do jogo, mas foi a Rússia quem soube aproveitar melhor as chances e conseguiu construir a goleada por ter mais força física e também a qualidade de Golovin, meia de 22 anos que defende o CSKA Moscou.

Leia também: Memes tomam conta da internet na abertura da Copa do Mundo

O primeiro gol da Copa 2018 foi marcado por Gazinskiy, aos 11 minutos da primeira etapa. Já aos 42, Cheryshev, que começou no banco, ampliou. Já na segunda etapa, aos 25 minutos, Dzyuba, que também saiu da reserva, fez o terceiro. Já aos 46 minutos, Cheryshev fez o segundo dele para transformar a vitória em goleada. E aos 49 minutos, Golovin fez o último em cobrança de falta praticamente perfeita para fechar a vitória em grande estilo.

    Leia tudo sobre: futebol