Tamanho do texto

Confira breve análise da chave que não tem nenhuma seleção que deve passar facilmente e tem Mohamed Salah como grande destaque

Com Rússia, Arábia Saudita, Egito e Uruguai, o Grupo A da Copa do Mundo deve ser um dos mais imprevisíveis da competição, com as quatro seleções tendo chances de classificação para a próxima fase. A abertura será justamente entre russos e sauditos, nesta quinta-feira, a partir das 11h30 (horário de Brasília), no estádio Luzhniki, em Moscou.

Leia também: Confira todas as informações da seleção russa e do país-sede

O Estádio Luzhniki, em Moscou, é o palco da abertura da Copa e consequentemente do Grupo A, entre Rússia e Arábia Saudita
Reprodução
O Estádio Luzhniki, em Moscou, é o palco da abertura da Copa e consequentemente do Grupo A, entre Rússia e Arábia Saudita

Após ter ficado fora dos últimos dois Mundiais, a equipe saudita, devido a sua pouca tradição, é a grande azarã da chave. Enquanto isso, russos, uruguaios e egípcios devem brigar ponto a ponto para decidir os dois do Grupo A que avançam para as oitavas de final.

Azarão

Tentando surpreender como na Copa do Mundo de 1994, na qual chegou nas oitavas, a Arábia Saudita terá uma dura missão para conseguir avançar. Comandada pelo técnico argentino Juan Antonio Pizzi, a seleção será liderada pelo meio-campista Salem Al-Dawsari, do Villarreal, e pelo atacante Mohammad Al-Sahlawi, do Al-Nassr, artilheiros das Eliminatórias asiáticas para a Copa do Mundo com 16 gols.

Arábia Saudita vai jogar a Copa do Mundo de 2018 e tentará alcançar as oitavas pela segunda vez
Reprodução
Arábia Saudita vai jogar a Copa do Mundo de 2018 e tentará alcançar as oitavas pela segunda vez

Uma das grandes curiosidades deste grupo será o confronto entre Arábia Saudita e Egito. A seleção saudita, em 1961, sofreu sua maior goleada da história, 13 a 0 diante dos egípcios. A Copa do Mundo deste ano poderá ser uma chance para a equipe asiática da o troco. O último Mundial disputado pela Arábia Saudita foi em 2006, na Alemanha, mas o país foi eliminado logo na primeira fase.

Leia também: Saiba tudo sobre a seleção celeste e o país sul-americano

Zebra

Classificada por ser país-sede, a Rússia terá uma nova chance de se redimir da fraca campanha que fez no Mundial de 2014, quando caiu na fase de grupos. Em comparação com 2014, a Rússia trocou de técnico e resolveu apostar em jovens jogadores.

Sob desconfiança, seleção da Rússia disputará mundial em casa em grupo com Arábia Saudita, Egito e Uruguai
Divulgação/Football Union of Russia
Sob desconfiança, seleção da Rússia disputará mundial em casa em grupo com Arábia Saudita, Egito e Uruguai

Saiu o treinador italiano Fabio Capello, chegou Leonid Slutsky e, em 2016, Stanislav Cherchesov. Em relação ao time, medalhões como Andrey Arshavin, Roman Pavlyuchenko e Pavel Pogrebnyak deram lugar para novos nomes, como Aleksandr Samedov e o brasileiro Mário Fernandes, do CSKA.

A Copa do Mundo de 2018 será a quarta da Rússia, que tenta avançar pela primeira vez às oitavas.

Favoritos

Um dos favoritos para passar de fase e que pode surpreender na Copa do Mundo é o Egito, que retorna a um Mundial pela primeira vez desde 1990, na Itália. A seleção comandada pelo argentino Héctor Cúper é liderada pelo atacante Mohamed Salah, do Liverpool, um dos grandes destaques da temporada. Outro jogador fundamental é o também atacante Mohamed Elneny, do Arsenal.

Os egípcios provavelmente entrarão para a história das Copas, já que o goleiro Essam El Hadary, de 45 anos, pode se tornar o jogador mais velho a atuar em um Mundial, superando o colombiano Faryd Mondragón, que jogou uma partida na Copa de 2014 com 43 anos.

Depois de 28 anos, Egito volta para a Copa do Mundo
Reprodução
Depois de 28 anos, Egito volta para a Copa do Mundo

Outro favorito para passar de fase é o Uruguai, que, comandado por Óscar Tabárez, buscará seu tricampeonato. A seleção será liderada pelos atacantes Edinson Cavani, do PSG, e Luis Suárez, do Barcelona. Outros nomes de destaque são o zagueiro Diego Godín, do Atlético de Madrid, e o meio-campista Matías Vecino, da Inter de Milão.

Na última Copa, em 2014, o Uruguai foi eliminado nas oitavas de final, pela Colômbia, mas a "Celeste" tentará repetir os feitos do Mundial de 2010, no qual chegou nas semifinais.

Fique de Olho

Um dos grandes jogadores da história do Egito, se não o melhor, Mohamed Salah, do Liverpool, é o atleta que deve chamar mais atenção neste grupo A da Copa. Revelado pelo El Mokawloon e com passagens por Chelsea, Basel, Fiorentina e Roma, Salah viveu a melhor temporada da carreira pelos Reds. O egípcio de 25 anos fez 44 gols em 51 partidas na temporada.

Mohamed Salah é a grande esperança do Egito
Reprodução/ Fifa
Mohamed Salah é a grande esperança do Egito

Já pela seleção, Salah é convocado desde 2011 e possui 57 jogos e 33 gols anotados. A histórica classificação do Egito saiu do seu pé, aos 45 minutos da etapa final, na vitória por 2 a 1 diante do Congo.

Leia também: Saiba tudo sobre a seleção egípcia e do país africano

E você, quais serão as seleções que se classificarão para as oitavas de final no Grupo A .

    Leia tudo sobre: futebol