Tamanho do texto

Desinteresse pelo Mundial disparou nos últimos meses e atingiu índice de 53% da população, segundo Datafolha; empolgação é menor entre mulheres

Apesar de bom desempenho da seleção, grupo de brasileiros que estão empolgados com a Copa do Mundo encolheu
Pedro Martins/MoWA Press
Apesar de bom desempenho da seleção, grupo de brasileiros que estão empolgados com a Copa do Mundo encolheu

A percepção de que há menos ruas pintadas de verde e amarelo, menos carros e sacadas de prédios decorados com bandeiras do Brasil e menos tudo aquilo que é habitualmente chamado de 'clima de Copa' ganhou embasamento técnico nesta terça-feira (12). De acordo com pesquisa divulgada hoje pelo Datafolha, a maioria da população brasileira diz não ter nenhum interesse na  Copa do Mundo que será disputada a partir de quinta-feira (14), na Rússia.

Segundo o levantantamento, o desinteresse na Copa do Mundo alcançava 42% dos brasileiros no início deste ano e disparou às vésperas do Mundial, alcançando a marca de 53%. Esta é a primeira vez desde 1994, ano em que o Datafolha começou a fazer pesquisas sobre o tema, em que mais da metade da população demonstra não se interessar pela Copa.

Antes do início da Copa de 2014, disputada no Brasil, o índice que mede o desinteresse da população com o evento estava em 36%. Aquela até então era a maior marca já registrada pelo Datafolha às vésperas de um Mundial e era alimentada pelos altos gastos públicos com a construção e reforma de estádios e com a inconclusão de obras de mobilidade prometidas pelo governo.

Leia também: Alisson fala de ansiedade para a Copa: "Vontade de vencer é nossa maior arma"

Apesar do bom desempenho da seleção, empolgação com a Copa encolhe

A nova pesquisa divulgada nesta terça-feira mostra que a desempolgação com o Mundial da Rússia é maior entre as mulheres (61%), as pessoas com idades entre 35 e 44 anos de idade (57%), moradores da região Sul do País (59%), e brasileiros com renda familiar de até dois salários mínimos (R$ 1.908) por mês (54%).

Apesar do bom desempenho recente da seleção brasileira comandada pelo técnico Tite, a parcela da população que diz ter um grande interesse pela Copa encolheu desde o início do ano. Esse grupo representava 23% da população em janeiro, mas hoje está reduzido a 18% dos brasileiros.

Dezoito porcento também é o índice daqueles que afirmam ter um interesse médio no Mundial. Disseram ter pouco interesse outros 9% dos entrevistados pelo instituto de pesquisas, enquanto 1% afirmou não saber.

A despeito do desinteresse com a Copa, os brasileiros veem a seleção de Tite como a principal favorita a se sagrar campeã. O Brasil foi citado como principal candidato ao título por 48% dos entrevistados, enquanto a atual campeã, Alemanha, foi apontada por 11% da população. Também foram lembradas as seleções da Argentina, da França, da Espanha e da Rússia, todas mencionadas por 2% dos entrevistados.

A pesquisa do Datafolha foi realizada entre a quinta (7) e a sexta-feira (8) da semana passada , em 174 municípios de todo o País. Segundo o instituto de pesquisas, foram entrevistadas 2.824 pessoas. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

O Brasil estreia na Copa do Mundo no domingo (17), contra a Suíça. A jornada pelo hexacampeonato tem ainda na primeira fase jogos contra a Costa Rica, na sexta-feira que vem (22), e contra a Sérvia, no próximo dia 27.

Leia também: Quais devem ser os atacantes titulares da seleção brasileira na Copa do Mundo?

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.