Tamanho do texto

Cerca de 400 torcedores foram ao treinamento na pequena cidade russa de Bronnitsy; Meza se firma na equipe e Aguëro tem vantagem no ataque

Messi distribuiu autógrafos a torcedores que compareceram ao treino da Argentina na cidade de Bronnitsy
DIVULGAÇÃO/AFA
Messi distribuiu autógrafos a torcedores que compareceram ao treino da Argentina na cidade de Bronnitsy

seleção da Argentina fez nesta segunda-feira (11) um treino aberto que contou com a presença de cerca de 400 torcedores – a maioria deles, crianças – na pequena cidade de Bronnitsy, onde a delegação ficará hospedada durante a disputa da primeira fase da Copa do Mundo. 

O mais assediado pelos torcedores, claro, foi o craque Lionel Messi, que distribuiu autógrafos e tirou fotos com os fãs, assim como o capitão da seleção Argentina , Javier Mascherano, o zagueiro Nicolás Otamendi e o atacante Paulo Dybala.

Após atender a torcida russa, os atletas fizeram atividade em um campo reduzido com dez jogadores de cada lado. Messi atuou nas duas equipes, sempre a favor daquela que estivesse com a posse de bola (ou seja, não bastasse estar com um a menos, a equipe sem a bola ainda tinha que encarar do outro lado o camisa 10 e craque da equipe).

Um dos destaques do treino foi o jovem atacante Cristian Pavón, que fez um gol de calcanhar após cruzamento de Acuña.

Leia também: Messi não descarta aposentadoria da seleção após Copa do Mundo

Disputa por vagas na equipe titular

Embora a atividade desta segunda-feira tenha sido recreativa, todos os treinamentos nesta reta final de preparação para a Copa do Mundo tem sido observados de perto pelo técnico Jorge Sampaoli, que ainda não bateu o martelo em qual será sua equipe titular.

Uma das principais dúvidas diz respeito ao comando de ataque argentino. O centroavante da Juventus, Gonzalo Higuáin, vestirá a camisa 9 no Mundial, mas quem aparece mais bem cotado pela titularidade neste momento é Sergio Agüero. De acordo com o jornal argentino Clarín , a comissão técnica da seleção tem visto muito equilíbrio entre os dois jogadores, mas está pendendo neste momento a apostar no atacante do Manchester City.

Na defesa, Sampaoli fez alguns testes com o lateral Eduardo Salvio no lugar de Gabriel Mercado, uma vez que o primeiro tem características mais ofensivas e pode ser mais útil em jogos contra equipes mais preocupadas em se defender.

Quem parece neste momento pavimentar sua posição no meio de campo argentino é Maximiliano Meza, jogador do Independiente que só foi titular em uma única partida pela seleção (justamente na goleada de 6 a 1 sofrida para a Espanha neste ano). Sampaoli tem escalado a equipe titular nos treinamentos com Caballero, Mercado, Rojo, Otamendi e Tagliafico; Mascherano, Meza, Lo Celso e Dí Maria, Messi e Aguero.

A Argentina estreia na Copa no sábado (16), em Moscou, contra a Islândia. Completam o grupo D as equipes da Croácia e da Nigéria.

Leia também: Fifa aponta Brasil entre as favoritas e exalta "capacidade soberba" de Neymar

    Leia tudo sobre: futebol