Tamanho do texto

Com gols de Gabriel Jesus, Neymar e Philippe Coutinho, seleção brasileira encerra sua preparação para o Mundial com mais uma boa apresentação

No último amistoso antes de iniciar a caminhada na Copa do Mundo de 2018, o Brasil enfrentou a Áustria , neste domingo, no estádio Ernst-Happel, em Viena, e venceu por 3 a 0, sem correr riscos contra a seleção que vinha de vitória sobre a Alemanha e 11 jogos de invencibilidade. Por outro lado, a seleção brasileira chegou ao quinto jogo consecutivo sem ser vazado e à 17ª vitória na era Tite em 21 jogos.

Leia também: Pelé diz que Neymar é o melhor e o aponta como "peça-mestra do Brasil" na Copa

Jogadores do Brasil comemoram um dos gols diante da Áustria em último amistoso pré-Copa
Pedro Martins / MoWA Press
Jogadores do Brasil comemoram um dos gols diante da Áustria em último amistoso pré-Copa

Os gols do Brasil foram marcados por Gabriel Jesus, aos 34 minutos do primeiro tempo, Neymar, aos 17 do segundo, e Philippe Coutinho, aos 23. O camisa 10, que faz apenas o seu segundo jogo após se recuperar de lesão, fez seu tento de número 55 com a amarelinha e igualou Romário, ficando atrás apenas de Ronaldo (62) e Pelé (77).

Na história, Brasil e Áustria se enfrentaram dez vezes e agora a seleção canarinho soma sete vitórias, além de três empates. Ao todo, desde que Tite assumiu, são 47 gols marcados e apenas cinco sofridos em 21 jogos. Mascote da seleção, o Canarinho Pistola, que não poderá ficar em campo durante a Copa, marcou presença em Viena. Assista abaixo:

O jogo

A partida começou com a Áustria fazendo linha de cinco na defesa, algo parecido com o que o Brasil deve encontrar contra a Costa Rica, segundo rival na Copa. Por esta razão, a primeira boa chance foi com um chute muito forte de Casemiro de fora da área. Willian fez boa jogada e só ajeitou para o volante. A bola passou perto.

Antes dos austríacos chegarem para assustar pela primeira vez, aos 19 minutos, o Brasil seguiu com a linha defensiva alta e com a bola no pé. A chance dos donos da casa foi em uma boa bola enfiada da esquerda, que vazou a defesa e sobrou para Arnautovic, mas ele acabou finalizando para fora.

Três minutos depois, o centroavante austríaco recebeu dentro da área e finalizou rápido, mas a bola foi por cima do gol. Aos 24 minutos, Philippe Coutinho conseguiu sua primeira chance, ao avançar pela direita, cortar para o meio e chutar rasteiro no canto. O goleiro Lindner se esticou e fez a defesa.

Aos 31 minutos, as estatísticas mostravam que a Áustria havia equilibrado as ações, dominadas pelo Brasil até os 15 minutos. Em escanteio, aos 33, Thiago Silva subiu muito e cabeceou firme, mas a bola foi para fora. Um minuto depois, a bola sobrou para Marcelo na intermediária. Ele soltou a bomba, a bola desviou em um zagueiro e sobrou para Gabriel Jesus. O artilheiro da seleção ajeitou o corpo e bateu bem, sem chances para o arqueiro, e abriu o placar em Viena.

Leia também: 60 mil brasileiros devem ir à Rússia para assistir a Copa do Mundo de perto

Gabriel Jesus beija o escudo da seleção após marcar mais um gol
André Mourão / MoWA Press
Gabriel Jesus beija o escudo da seleção após marcar mais um gol

A nova chance brasileira foi aos 39, quando Paulinho lançou Gabriel Jesus, que tocou para Coutinho arriscar, mas a bola foi devagar e Lindner dfendeu bem. Em resumo, o primeiro tempo foi bom para a seleção. Controlou a posse e, quando perdeu, recuperou com muita velocidade. Foram oito finalizações. Na posse de bola, Brasil ficou com 61% contra 39% dos austríacos.

O segundo tempo começou mais pegado e após algumas faltas duras dos austríacos em Neymar e Coutinho, houve desentendimentos. Por esta razão, o primeiro bom chute foi de Philippe Coutinho, aos 16 minutos, de fora da área, mas que o goleiro defendeu com tranquilidade na esquerda.

Um minuto depois, Brasil avançou com quatro jogadores, Willian levantou a cabeça e passou para Neymar. O craque, com extrema tranquilidade, deixou um drible perfeito em Dragovic, que caiu no chão, e finalizou por baixo do goleiro. Belíssimo gol do camisa 10 da seleção.

Depois de muito tentar, foi a vez de Coutinho. O camisa 11 tabelou com Firmino, seu velho conhecido desde os tempos de Liverpool, e recebeu na entrada da parte esquerda da área. Aproveitou a saída de Lindner e bateu com categoria para marcar o terceiro do Brasil aos 23 minutos.

Firmino e Coutinho se cumprimentam após o terceiro gol do Brasil
André Mourão / MoWA Press
Firmino e Coutinho se cumprimentam após o terceiro gol do Brasil

Em seu último lance antes de deixar o campo para a entrada de Taison, Coutinho recebeu na entrada da área, ergueu a cabeça e bateu colocado. A bola explodiu no travessão e saiu. Novamente entrando no lugar de Jesus, Firmino teve a chance de deixar o seu, como aconteceu contra a Croácia. Willian puxou contra-ataque, tocou para Taison, que passou para Neymar. O craque tocou de calcanhar para Roberto, que finalizou meio que no susto para defesa de Lindner.

Já no fim da partida, o Brasil até que criou algumas boas chances, mas não conseguiu concluir em gol. A Áustria pouco assustou e assim a seleção comandada por Tite encerra sua preparação para a Copa do Mundo, sem tomar gol nos últimos cinco jogos disputados.

Ficha técnica

Áustria 0 x 3 Brasil - Amistoso

Data: 10 de junho, domingo, Às 11h (horário de Brasília)
Local: Estádio Ernst-Happel, em Viena, na Áustria
Árbitro: Viktor Kassai (HUN)
Assistentes: Oszkar Lemon e Zsolt Varga (ambos HUN)
Público: 48.500 torcedores
Gols: Gabriel Jesus, aos 36'/1ºT (0x1), Neymar, aos 17'/2ºT (0x2), Philippe Coutinho, aos 23'/2ºT (0x3)
Cartões: Schöpf, aos 38'/1ºT, Prödl, aos 9'/2ºT (AUT); Neymar, aos 17'/2ºT (BRA)
Áustria: Lindner, Dragovic, Prödl e Hinteregger; Lainer, Baumgartlinger, Grillitsch (Zulj, aos 20'/2ºT) e Alaba; Schöpf (Hierländer, aos 12'/2ºT), Schlager (Burgstaller, aos 12'/2ºT) e Arnautovic
Técnico: Franco Foda
Brasil: Alisson, Danilo, Thiago Silva (Marquinhos, aos 14'/2ºT), Miranda e Marcelo (Filipe Luís, aos 20'/2ºT); Casemiro (Fernandinho, aos 14'/2ºT), Paulinho e Philippe Coutinho (Taison, aos 29'/2ºT); Willian, Neymar (Douglas Costa, aos 37'/2ºT) e Gabriel Jesus (Roberto Firmino, aos 21'/2ºT)
Técnico: Tite

Leia também: CBF divulga foto oficial da seleção brasileira para a Copa do Mundo

A estreia do Brasil na Copa do Mundo de 2018 será no próximo domingo, contra a Suíça, às 15h.

    Leia tudo sobre: futebol