Tamanho do texto

92 jogadores que estão no álbum não vão para a Copa do Mundo. Entre eles, Daniel Alves e Giuliano, do Brasil; Peru, México, Suécia, Panamá e Senegal são as seleções que contam com 100% de aproveitamento. Veja a lista

Como o álbum da Copa do Mundo sai bem antes da convocação de cada seleção, muitas vezes os jogadores que aparecem por lá acabam não representando seu país no Mundial. Esse ano não foi diferente e 92 jogadores que estão no álbum ficaram de fora de suas equipes. Peru, México, Suécia, Panamá e Senegal são as seleções que contam com 100% de aproveitamento.

Leia também: Neymar entra no intervalo, muda o jogo e Brasil vence Croácia por 2 a 0

Daniel Alves e Giuliano estão no álbum, mas fora da Copa do Mundo
Beatriz Bradley/iG Esporte
Daniel Alves e Giuliano estão no álbum, mas fora da Copa do Mundo


A Grança e a Coreia do Sul são as seleções que têm mais jogadores no álbum que não vestirão a camisa de suas seleções para a Copa do Mundo . Enquanto o país asiático tem oito jogadores ausentes, os franceses contam com seis, como por exemplo, Lacazette e Rabiot.

Leia também: "Não há como impor 48 seleções em 2022 se o Catar não quiser", diz Infantino

No Brasil, apenas dois nomes ficaram de fora do mundial: Daniel Alves, que se lesionou e não conseguiria se recuperar a tempo, e Giuliano. Assim aconteceu em 1998, quando Romário, que estava no álbum, foi cortado hpa poucos dias do Mundial. Em 2002, Emerson se machucou e foi cortado e em 2010 foi a vez de Adriano, Ronaldinho Gaúcho, André Santos.

Na última Copa do Mundo, o intruso da vez foi Robinho, que teve sua figurinha no álbum, mas não foi chamado por Dunga, técnico da seleção no ano em que ao Mundo aconteceu no Brasil.

Veja a lista dos jogadores presentes no álbum que não irão à Copa do Mundo

Rússia: Viktor Vasin, Dmitri Kombarov, Denis Glushakov, Dmitry Poloz e Alexsandr Kokorin.

Arábia Saudita: Abdullah Al-Zori, Salman Al-Moasher, Naway Al-Abed e Nasser Al-Shamrani

Egito:  Ramy Rabia, Ahmed Hassan e Amr Gamal

Uruguai: Mathías Corujo, Arévalo Rios, Álvaro González, Nicolas Lodeiro e Diego Rolán

Portugal:   Eliseu, Danilo Pereira, André Gomes e Nani

Espanha:   Álvaro Morata e Vitolo

Marrocos:  Foudad Chafik e Rachid Alioui

Irã:  Vouria Ghafouri e Jalal Hosseini

França: Lucas Digne, Layvin Kurzawa, Laurent Koscienly, Adrien Rabiot, Alexandre Lacazette e Anthony Martial

Austrália: Mitchell Langerak, Bailey Wright, Ryan McGowan e James Troisi

Dinamarca:  Andreas Bjelland, Peter Ankersen, Riza Durmisi e Nicklas Bendtner

Argentina:  Sergio Romero, Funes Mori, Enzo Pérez e Mauro Icardi

Islândia:  Vidar Orn Kjartansson

Croácia: Marko Rog e Mario Pasalic

Nigéria: Ola Aina, Mike Agu e Moses Simon

Brasil: Daniel Alves e Giuliano

Suíça: Admir Mehmedi e Eren Derdiok

Costa Rica:  Michael Umaña

Sérvia: Matija Nastasic, Nikola Maksimovic, Jagos Vukovic, Nemanja Gudelj e Mijat Gacinovic

Alemanha: Emre Can, Leroy Sané e Mario Götze

Coreia do Sul: Kim Jin-Su, Kwak Tae-Hwi, Hong Jeong-Ho, Kwon Chang-Hoon, Nam Tae-Hee, Han Kook-Young, Lee Chung-Yong e Ji Dong-Won

Bélgica: Radja Nainggolan

Tunísia: Aymen Abdennour, Youssef Msakni, Taha Yassine Khenissi, Yoann Toughzar e Ahmed Akaichi

Inglaterra: Joe Hart, Ryan Bertrand, Oxlade-Chamberlain e Adam Lallana

Polônia: Krzysztof Maczynski

Colômbia: Giovanni Moreno, Teófilo Gutierrez, Edwin Cardona, Yimmi Chará e Duván Zapata

Japão: Shusaku Nishkawa, Masato Morishige, Hiroshi Kiyotake e Yaya Kubo

Leia também: Grupo paramilitar impedirá carícias entre gays durante a Copa do Mundo

    Leia tudo sobre: Futebol