Tamanho do texto

Jogador, que obteve efeito suspensivo, estava com o elenco peruano desde a última quinta-feira (31) e já fez o primeiro treinamento com o grupo da Copa

Paolo Guerrero é a principal aposta do Peru em sua volta à Copa do Mundo depois de 36 anos
Reprodução/Instagram
Paolo Guerrero é a principal aposta do Peru em sua volta à Copa do Mundo depois de 36 anos

Depois de ser liberado para disputar a Copa do Mundo , o atacante Paolo Guerrero imediatament se juntou à seleção peruana e já fez o primeiro treinamento com o grupo nesta sexta-feira (1). O jogador havia encontrado a delegação na última quinta-feira (31), na Áustria, onde o Peru faz sua preparação para o Mundial.

Leia também: Renato Augusto sente dores no joelho e fica fora de amistoso contra a Croácia

O atacante não foi relacionado na pré-lista da seleção peruana, que tinha 24 nomes. Na última semana, o zagueiro Luis Abram foi o nome selecionado para deixar o grupo, que deve ter 23 jogadores. Portanto, para incluir Guerrero , o técnico Ricardo Gareca agora precisará excluir mais um jogador antes de enviar a lista final à Fifa na próxima segunda-feira (4).

Guerrero foi punido por 14 meses após ter sido flagrado no exame antidoping em um jogo das eliminatórias no final do ano passado e pegou um ano de suspensão. No mês de dezembro, ele conseguiu a redução da pena para seis meses, tempo que o deixaria apto para estar na Rússia.

Neste mês de maio, porém, o TAS (Tribunal Arbitral do Esporte) decidiu aumentar a suspensão do atacante para 14 meses, forçando o atleta a ficar parado até janeiro de 2019 e, consequentemente, perdendo a Copa do Mundo.

Leia também: CBF divulga numeração oficial da seleção brasileira para Copa do Mundo

Já na última quinta-feira, o peruano conseguiu um efeito suspensivo que o permitirá disputar a Copa. Ele não terá sua punição por doping retirada e deverá cumprir a suspensão de forma integral após a competição.

No começo de maio, o jogador retornou aos gramados com a camisa do Flamengo no duelo contra o Internacional. Depois, atuou diante da Chapecoense e ainda marcou um gol. Após o jogo contra os gaúchos, ele falou sobre a suspensão.

Leia também: Rússia extermina cachorros de rua antes da Copa para "limpar" as cidades

"Está nas mãos dos três juízes da Corte que estão julgando. Estou confiante porque sou inocente, não fiz nada que pode me complicar. Sou profissional, me cuido. Sei as coisas que posso tomar e ingerir. Sou atleta, estou muito feliz e emocionado por estar pronto para jogar", disse Guerrero.

    Leia tudo sobre: Futebol