Tamanho do texto

Seleção peruana se despediu de sua torcida antes da Copa em Lima, com homenagem ao atacante do Flamengo e vitória de 2 a 0 sobre a Escócia

Mesmo sem Guerrero , suspenso após decisão do TAS, a seleção peruana está focada na Copa do Mundo . Durante amistoso contra a Escócia na última terça (29), o Peru se despediu da torcida, em Lima, prestou homenagem ao atacante do flamengo e saiu de campo com a vitória de 2 a 0.   

Leia também: Na Suíça e no aguardo de recurso, Guerrero se mantém otimista: "Não trapaceei"

Jogadores do Peru prestam homenagem a Paolo Guerrero
Reprodução/Twitter
Jogadores do Peru prestam homenagem a Paolo Guerrero


Ainda no aquecimento, no gramado do Estádio Nacional, Paolo Guerrero foi lembrado pelos jogadores do Peru , que usaram camisas com o número 9 nas costas e uma foto do jogador na parte da frente, junto com a frase "Força Paolo!".


Leia também: Sem Guerrero, seu principal jogador, Peru volta à Copa do Mundo após 36 anos

Já quando a bola rolou, mais homenagens: Cueva, do São Paulo, balançou as redes ao cobrar pênalti e comemorou da mesma forma que Guerrero. Farfán, autor do segundo gol, também homenageou o jogador do Flamengo, segundo a federação.

Guerrero fora da Copa

Após balançar as redes, Cueva também presta sua homenagem
Reprodução/Twitter
Após balançar as redes, Cueva também presta sua homenagem


Guerrero não disputará a Copa do Mundo 2018. Essa foi a palavra final da Fifa, cujo presidente, Gianni Infantino, esteve reunido durante cerca de uma hora e meia com o atleta e com o presidente da Federação Peruana de Futebol (FPF), Edwin Oviedo para decidir futuro do atacante. 

Em nota, a Fifa afirmou que Infantino manifestou durante a reunião sua "profunda compreensão" com a decepção de Paolo Guerrero e da seleção peruana frente à punição imposta pelo Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), mas deixou claro que não cabe à Fifa reverter decisões daquela corte.

Leia também: Fifa nega perdão a Paolo Guerrero e mantém decisão que o deixa fora da Copa

O atacante do Flamengo foi suspenso do futebol pelo período de 14 meses após exame antidoping identificar substância proibida no organismo do atleta após partida do  válida pelas Eliminatórias Sul-Americanas, no fim do ano passado.


    Leia tudo sobre: Futebol