Tamanho do texto

Principal jogador do Egito lesionou o ombro esquerdo na final da Liga dos Campeões e agora corre contra o tempo para jogar a Copa do Mundo

Mesmo com o ombro esquerdo lesionado, Mohamed Salah tentará jogar a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, com o Egito . Por isso, ele desembarcou em Madri, na Espanha, nesta terça-feira, e continuará com o tratamento.

Leia também: Karius é consolado pelo brasileiro Alisson, seu possível substituto no Liverpool

Salah chegou disfarçado na Espanha para seguir tratamento
Reprodução
Salah chegou disfarçado na Espanha para seguir tratamento

Ele chegou na capital espanhola de forma discreta e com um capuz para ajudá-lo no disfarce. Mesmo assim, Salah , que se lesionou após entrada de Sergio Ramos na final da Liga dos Campeões entre Liverpool e Real Madrid, foi parado por um repórter do canal La Sexta , mas nada falou.

O jornalista ainda insistiu para que o craque falasse alguma coisa sobre o estado de seu ombro ou a opinião sobre a intenção de Sergio Ramos, mas ele permaneceu em silêncio. Quando questionado se jogar a Copa, balançou a cabeça deixando um ar de dúvida.

Leia também: Marrocos vai à Copa do Mundo com apenas seis jogadores nascidos no país

Se Salah não falou, um dos fisioterapeutas do Liverpool e considerado homem de confiança do jogador, Ruben Pons, concedeu entrevistas à imprensa local e demonstrou otimismo para a recuperação a tempo da disputa do Mundial. A expectativa, segundo Pons, é de que ele volta entre "três ou quatro semanas".

"Uma vez que vimos o que havia, planejamos o tratamento. Nos juntaremos com a seleção no dia 9. Ele está triste pelo que aconteceu, mas está totalmente concentrado na recuperação e em quando pode estar preparado. Ele vai definir os tempos de recuperação. A princípio, será de três a quatro semanas, mas vamos tentar reduzir os prazos. Este é o grande objetivo", afirmou o especialista ao jornal Marca .

Zagueiro processado

Após a lesão do principal jogador egípcio, o advogado Bassem Wahba anunciou na manhã desta segunda-feira, que entrou com uma ação contra Sergio Ramos pela falta que tirou o atacante do Liverpool de combate. Segundo o advogado, o zagueiro do Real Madrid lesionou intencionalmente o jogador de Egito e deve ser punido por suas ações.

Leia também: Com tatuagem de arma, Raheem Sterling causa polêmica na Inglaterra

"Entrei com uma ação e uma queixa junto da Fifa", disse Bassem em entrevista a um canal de televisão egípcia. "Vou pedir uma indenização, que pode exceder um bilhão de euros, pelos danos físicos e psicológicos que Sergio Ramos causou a   Salah  e a todo o povo egípcio", acrescentou.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas