Tamanho do texto

Dos 23 convocados pelo técnico Hervé Renard para a Copa do Mundo, são oito franceses, cinco holandeses, dois espanhóis, um belga e um canadense

Benatia, zagueiro da Juventus nascido na França, é o principal jogador de Marrocos na Copa do Mundo de 2018
Site oficial
Benatia, zagueiro da Juventus nascido na França, é o principal jogador de Marrocos na Copa do Mundo de 2018

Ver jogadores participando da Copa do Mundo por países diferentes dos quais nasceram tem se tornado algo cada vez mais comum. Há, inclusive, muitos brasileiros que estarão na Rússia vestindo a camisa de outras seleções, como Diego Costa e Rodrigo Moreno, que jogarão o torneio pela Espanha.

Leia também: Iniesta admite dificuldade da Espanha em ganhar Copa: "É algo quase impossível"

O caso de Marrocos, no entanto, vai um pouco além do habitual. Dos 23 jogadores convocados para a Copa do Mundo , somente seis nasceram no país. Na lista do técnico Hervé Renard estão oito franceses, cinco holandeses, dois espanhóis, um belga e um canadense. 

Os jogadores nascidos na França são Benatia, Saiss, Da Costa, Ait Benasser, Belhanda, Fajr, Harit e Boutaib. A relação de holandeses tem El Ahmadi, Ziyech, Bossoufa, N. Amrabat e S. Amrabat, equanto a de espanhóis é composta por Munir e Hakimi. Carcela é o jogador nascido na Bélgica e Bounou é o representante do Canadá. Os únicos atletas nascidos no Marrocos são Tagnaouti, Dirar, Banoun, Mendyl, Bouhaddouz e El Kaabi.

Leia também: Salah vai à Espanha para continuar tratamento em busca da Copa do Mundo

A lista de jogadores "estrangeiros" na seleção marroquina poderia ter ainda mais um nome. O espanhol Munir El Haddadi, jogador do Alavés, teria sido um dos convocados , mas o TAS o impediu de defender o país, com a justificativa de que ele havia atuado durante 14 minutos pela Espanha em jogo contra a Macedônia nas eliminatórias.

Marrocos na Copa

No Mundial da Rússia, o Marrocos está no Grupo B, ao lado de Portugal, Espanha e Irã. Sem sofrer gols e com 12 pontos nas eliminatórias do continente africano, a seleção conquistou um lugar no maior evento do futebol mundial na última rodada da fase de grupos. A vaga veio depois do confronto direto com a Costa do Marfim.

Leia também: Pirlo diz que seleção brasileira está entre suas favoritas para vencer a Copa

A seleção marroquina está de volta à Copa do Mundo após 20 anos, visto que a última presença havia sido em 1998, na França. Na ocasião, ficou na 18ª colocação. A equipe de 2018, considerada uma das melhores da história do país, tenta fazer diferente. A estreia acontece no dia 15 de junho, contra o Irã.

    Leia tudo sobre: Futebol