Tamanho do texto

CBF oficializou lista de 23 jogadores que vão ao Mundial na Rússia e, com isso, conseguiu liberar atletas da lista de suplentes para jogar pelos clubes

Luan, atacante do Grêmio, é um dos jogadores que foram beneficiados pela liberação dos suplentes da Copa
Site oficial
Luan, atacante do Grêmio, é um dos jogadores que foram beneficiados pela liberação dos suplentes da Copa

A CBF encaminhou à Fifa, nesta sexta-feira (24), a lista final dos 23 convocados para a Copa do Mundo . Com isso, a entidade libera os 12 atletas suplentes para disputarem as rodadas restantes do Brasileirão até o início do torneio.

Leia também: Convocado para treinos, Brenner diz que estar com seleção é "experiência única"

Por meio de nota publicada em seu site, a CBF diz que tudo seguiu conforme o "plano original, informado por ocasião da convocação oficial". Os nomes já conhecidos na lista de pré-convocados e que agora estão aptos a jogar o Brasileirão foram Dudu (Palmeiras), Rodrigo Caio (São Paulo), Dedé (Cruzeiro), Luan e Arthur (ambos do Grêmio). Segundo o UOL, a relação conta ainda com Rodriguinho, do Corinthians e Lucas Paquetá, do Flamengo.

A polêmica teve início na quarta-feira (23), quando Dudu foi desfalque do Palmeiras contra o América-MG, pela Copa do Brasil . O clube foi informado no dia do jogo que o atleta estava na lista de suplentes e que, por conta disso, a CBF recomendava que não fosse escalado.

Leia também: Com bom retrospecto em mundiais, Dinamarca chega para sua quinta Copa

O regulamento da Copa do Mundo da Rússia prevê o período de descanso obrigatório para os 35 convocados. A data limite de 20 de maio para os atletas atuarem por seus clubes foi fixada pela Fifa em circular distribuída a todas as confederações ligadas à entidade em março do ano passado. A única exceção prevista até ali era para os jogadores que disputariam a final da Liga dos Campeões da Europa.

Já em maio de 2017, uma nova resolução foi divulgada pela entidade máxima do futebol. "Por favor, estejam atentos que, as exceções especiais serão garantidas para decisões entre clubes das divisões superiores e finais de copas nacionais disputadas até o dia 27 de maio de 2018. Outros casos referentes a divisões inferiores serão analisados caso a caso pela administração da Fifa. Quaisquer pedidos por exceções especiais devem ser encaminhados à administração da Fifa até o dia 15 de junho de 2017", alertou a secretária-feral da entidade, Fatma Samoura.

Leia também: Copas já mudaram as regras do futebol e em 2018 pode acontecer de novo

A Conmebol encaminhou o pedido de exceção dentro do prazo e, por isso, os atletas pré-convocados não estavam impedidos de jogar a Libertadores ou a Copa Sul-Americana. Como a CBF não encaminhou a solicitação, os jogadores só foram liberados para jogar o  Brasileirão agora, após o envio da lista oficial.

    Leia tudo sobre: Futebol